Octavarium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Octavarium
Álbum de estúdio de Dream Theater
Lançamento 7 de junho de 2005
Gravação Nov/2004 – Fev/2005
The Hit Factory
Nova Iorque, Estados Unidos
Gênero(s) Metal progressivo
Duração 75:45
Idioma(s) inglês
Gravadora(s) Atlantic
Produção John Petrucci
Mike Portnoy
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Dream Theater
Último
Último
Live at Budokan
(2004)
Score
(2006)
Próximo
Próximo

Octavarium é o oitavo álbum de estúdio da banda Dream Theater, lançado em 2005.

Um álbum muito bem elaborado mas, muito criticado pelos fãs por causa da sua diferença com o álbum anterior (Train of Thought, que era muito pesado). Mike Portnoy queria um álbum diferente do anterior, então o Octavarium acabou por ser um álbum melódico, com muito virtuosismo, mas sem o peso característico do metal progressivo, (salvo por apenas algumas músicas, assim não deixando o álbum "leve")

A música "The Root of All Evil" continua a saga dos AA de Mike Portnoy.

Produção[editar | editar código-fonte]

Depois de concluir a turnê norte-americana de 2004, a banda tirou dois meses de folga e se reuniu em novembro no estúdio The Hit Factory para começar a trabalhar no oitavo álbum de estúdio. A The Hit Factory, um famoso estúdio em que artistas como Michael Jackson, Madonna, Stevie Wonder, U2 e John Lennon tinham gravado, estava prestes a ser fechado, sendo o Dream Theater a última banda a gravar no estúdio.

Após produzirem o conceitual Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory, o duplo Six Degrees of Inner Turbulence e o pesado Train of Thought, a banda decidiu criar um álbum clássico do Dream Theater. O tecladista Jordan Rudess descreveu o álbum como "realmente voltando a criar esforço para uma banda de verdade, assim como baseando-se em todas as nossas diversas influências de estilo". Em Octavarium, a banda queria fazer a música menos complexa, com músicas que Rudess considera como "mais fácil para apreciar".

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Letra Duração
1. "The Root of All Evil"
  • VI. "Ready"
  • VII. "Remove"  
Mike Portnoy 8:25
2. "The Answer Lies Within"   John Petrucci 5:33
3. "These Walls"   Petrucci 7:36
4. "I Walk Beside You"   Petrucci 4:29
5. "Panic Attack"   Petrucci 8:13
6. "Never Enough"   Portnoy 6:46
7. "Sacrificed Sons"   James LaBrie 10:42
8. "Octavarium"
  • I. "Someone Like Him"
  • II. "Medicate (Awakening)"
  • III. "Full Circle"
  • IV. "Intervals"
  • V. "Razor's Edge"  
Petrucci, LaBrie, Portnoy
  • Petrucci
  • LaBrie
  • Portnoy
  • Portnoy
  • Petrucci
24:00

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O verso "A perfect sphere" é uma referência ao álbum Hemispheres, da banda canadense Rush.
  • O verso "This story ends where it began" se refere ao final de um meta-álbum iniciado em Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory. O álbum termina com a mesma nota em que se inicia a faixa "The Root of All Evil".
  • Os números 5 e 8 são referenciados ao longo do álbum e também na arte da capa.
  • A faixa 5 possui 8:13, logo é mais uma referência aos números 5 e 8.
  • “Octavarium” tem 5 sílabas, consoantes e vogais.
  • 5 membros na banda Dream Theater em atividade (James Labrie, John Myung, John Petrucci, Mike Portnoy e Jordan Rudess).
  • 8 membros no total da carreira da banda (os cinco atuais mais Charlie Dominici, Kevin Moore e Derek Sherinian – Chris Collins ficou de fora por ter tocado no ainda Majesty).
  • A banda tem 5 álbuns ao vivo (até o lançamento do “Octavarium”).
  • O grupo se formou em 1985.
  • A Octavarium World Tour iniciou-se em 8 países europeus (a saber: Suécia, Holanda, Suíça, Áustria, Espanha, Itália, França e Bélgica);
  • O disco tem 8 músicas. O “Six Degress of Inner Turbulence” era o sexto álbum e tinha 6 músicas. O “Train of Tought” é o sétimo e possui 7 canções.
  • 5 das 8 canções foram gravadas com o kit de bateria “Hammer of the Gods”, o oitavo kit de bateria do Mike Portnoy.[1]
  • “Octavarium” começa numa tonalidade maior que “The Root of All Evil”.
  • Ao final da faixa "These Walls", o coração bate a 58 BPM.
  • A letra de "I Walk Beside You" se refere a missão de Jesus Cristo.
  • A letra de "Sacrificed Sons" se refere ao atentado de 11 de Setembro de 2001.
  • No inicio da faixa "The Answer Lies Within", os sinos tocam oito vezes.
  • A melodia da faixa Octavarium aparece no final de "The Root of All Evil".
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Dream Theater é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

  1. Os segredos de Octavarium Whiplash.