Oculus Rift

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sergey Orlovskiy testando o Oculus Rift.

Oculus Rift é um equipamento de realidade virtual para jogos eletrônicos[1], desenvolvido e fabricado pela Oculus. Basicamente, é um sistema visual do tipo Head-mounted display. O projeto está sendo desenvolvido pela Oculus VR que conseguiu 91 milhões de dólares de investidores, sendo que 2,4 milhões de dólares foram levantados pelo site Kickstarter.[2] A companhia foi fundada por Palmer Luckey e os coofundadores da Scaleform Brendan Iribe, Michael Antonov e Nate Mitchell. Depois o coofundador da Id Software John Carmack foi contratado como Diretor Técnico.[3]

No dia 25 de março de 2014, a empresa foi comprada pela Facebook, Inc., tendo anunciado que manteriam o foco em desenvolver o mesmo tipo de produtos.

É previsto que o Rift esteja disponível a partir de Março de 2016, sendo já possível colocar uma pré-encomenda para alguns países, com um PVP de 699€.

Hardware[editar | editar código-fonte]

Oculus Rift (CV1)[editar | editar código-fonte]

O pacote de lançamento inclui o Oculus Rift, versão final de consumidor 1 (CV1), com headphones integrados; sensor externo de posicionamento, comando à distância, cabos para ligação ao PC, um comando XBox One e ainda os jogos Eve: Valkyrie e Lucky's Tale[4]

O Rift possui dois ecrãs OLED, um para cada olho, com uma resolução de 1080x1200 cada, uma taxa de actualização de 90Hz (50% superior a um monitor convencional) e está pensado para ocupar uma grande parte do campo visual.

Integra três giroscópios que lhe permitem monitorizar a orientação da cabeça do utilizador e um par de headphones que podem ser recolhidos caso o utilizador não os queira utilizar, sendo que é recomendável o uso de headphones ou earphones para que possa ser simulado audio 3D.

A unidade visual é ligada ao PC através de HDMI 1.3 (video) e de USB (informação de orientação rotacional) e o detector de posicionamento utiliza USB para comunicar informação de posição.[5]

Requerimentos

A Oculus recomenda um PC Windows com um CPU Intel Core i5, placa gráfica NVidia GTX 970 ou AMD 290 e 8GB de RAM, de modo a garantir uma experiência aceitável com o Rift, mas é fortemente recomendável que as capacidades estejam acima das mínimas, visto que jogar em realidade virtual requer cerca de 3x a potência computacional comparado a jogar em Full HD (1080p, 1920x1080), o que pode contribuir para afastar esta nova experiência da maioria do público.[5]

A Futuremark desenvolveu as suas ferramentas gratuitas de benchmarking (http://www.futuremark.com/benchmarks/3dmark) (testes de esforço padronizados) para que qualquer utilizador possa avaliar se o seu PC está pronto para o Oculus Rift e quão boa experiência pode esperar.

É esperado que alguns OEMs como a Alienware e a Asus coloquem no mercado pacotes com computadores de alta performance e o Oculus Rift.

A HP já anunciou computadores certificados como VR Ready na sua linha desktop HP Envy Phoenix, com preços entre os 1700 e 2000 USD.[6]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. g1.globo.com/ G1 testa o Oculus Rift, acessório de realidade virtual para games
  2. https://www.kickstarter.com/projects/1523379957/oculus-rift-step-into-the-game
  3. http://www.engadget.com/2013/08/07/oculus-rift-john-carmack-cto/
  4. «Oculus». www.oculus.com. Consultado em 2016-01-28. 
  5. a b «Powering the Rift». www.oculus.com. Consultado em 2016-01-28. 
  6. «HP Announces 'Virtual Reality Certified' Envy Phoenix Desktops». Tom's Hardware. 2016-01-28. Consultado em 2016-01-29.