Oduvaldo Vianna Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Oduvaldo Viana Filho)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Oduvaldo Vianna Filho
Nome completo Oduvaldo Vianna Filho
Outros nomes Vianninha
Nascimento 4 de julho de 1936
Rio de Janeiro
Morte 16 de julho de 1974 (38 anos)
Rio de Janeiro
Ocupação Dramaturgo, diretor, ator
Atividade 1959-1974 (15 anos)
IMDb: (inglês)

Oduvaldo Vianna Filho, também conhecido como Vianinha (São Paulo, 4 de julho de 1936Rio de Janeiro, 16 de julho de 1974), foi um dramaturgo, ator e diretor de teatro e televisão e militante comunista[1][2][3][4][5] brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Oduvaldo Viana que também marcou época no teatro brasileiro, Vianinha estreou no teatro em 1955, como ator, na peça "Rua da igreja", com o grupo do Teatro Paulista do Estudante. Com espírito polêmico e sempre muito combativo, Vianna fez parte do Teatro de Arena e estreou como autor em 1959, ao escrever "Chapetuba Futebol Clube".[6] Participou como ator do filme Cinco Vezes Favela de 1962 (Segmento: Escola de Samba, Alegria de Viver).

Em 1973, juntamente com Armando Costa, criou e dirigiu na Rede Globo de Televisão uma das séries humorísticas de muito sucesso, que voltaria a ser apresentada na mesma emissora: A Grande Família.

Suas peças "A Mão na luva", "Allegro desbum" e "Rasga coração" ganharam diversas montagens no Brasil. Uma muito elogiada pela crítica é a última, "Rasga coração", que ele terminou de escrever poucos dias antes de falecer, vitimado por um câncer pulmonar, com apenas 38 anos.

Atualmente em São Paulo dois atores do Grupo Tapa montam "Mão na Luva".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Como diretor
Como ator
  • 1955 - "Rua da igreja"
  • 1958 - "Eles não usam black-tie"
  • 1965 - Liberdade, Liberdade

Cinema[editar | editar código-fonte]

Como ator

Referências

  1. «Biografia de Vianinha é relançada - Diário do Grande ABC». Jornal Diário do Grande ABC 
  2. Nunes, Mariana. «40 anos sem Vianinha, intelectual comunista e dramaturgo da condição humana». pcb.org.br (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2017 
  3. «Vianinha: A Arte é essencial para a Revolução - A Verdade». Jornal A Verdade. 3 de janeiro de 2014 
  4. «ISTOÉ Gente Online». www.terra.com.br. Consultado em 23 de junho de 2017 
  5. «Grupo Editorial Record». www.record.com.br. Consultado em 23 de junho de 2017 
  6. «Linha do tempo». Funarte. Consultado em 26 de novembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.