Ofensiva de Belgrado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ofensiva de Belgrado
Frente Iugoslava e Oriental
da Segunda Guerra Mundial
Uništen tenk ispred palate Albanija.jpg
Um tanque T-34/85 soviético destruído em Belgrado.
Data 28 de setembro20 de outubro de 1944
Local Belgrado, Iugoslávia
Desfecho Vitória partisã-soviética
Beligerantes
 União Soviética
Yugoslav Partisans flag (1942-1945).svg Partisans iugoslavos
Flag of the Bulgarian Homeland Front.svg Bulgária
 Alemanha
Flag of Serbia, 1941-1944.svg Governo de Salvação Nacional da Sérvia
Comandantes
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Fyodor Tolbukhin
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Vladimir Zhdanov
Yugoslav Partisans flag (1942-1945).svg Peko Dapčević
Yugoslav Partisans flag (1942-1945).svg Savo Drljević
Yugoslav Partisans flag (1942-1945).svg Danilo Lekić
Flag of the Bulgarian Homeland Front.svg Vladimir Stoychev
Flag of the Bulgarian Homeland Front.svg Kiril Stancev
Alemanha Nazi Maximilian von Weichs
Alemanha Nazi Wilhelm Schneckenburger
Alemanha Nazi Hans Felber
Alemanha Nazi Alexander Löhr
Alemanha Nazi Alexander Löhr
Forças
580 000 homens
3 640 peças de artilharia
520 tanques e armas pesadas
1 420 aeronaves
80 navios
150 000 - 200 000 homens (a maioria não-alemães)
2 100 peças de artilharia
125 tanques e armas pesadas
350 aeronaves
70 navios
Baixas
Soviéticos:
  • 4 350 mortos ou desaparecidos
  • 14 488 feridos ou doentes

Iugoslavos:

  • 2 953 mortos (durante o ataque a Belgrado)
45 000 mortos, feridos ou capturados

A Ofensiva de Belgrado ou Operação Ofensiva Estratégica de Belgrado (em servo-croata: Beogradska operacija, Београдска операција; em russo: Белградская стратегическая наступательная операция, Belgradskaya strategicheskaya nastupatel'naya operatsiya) (14 de setembro de 1944 – 24 de novembro de 1944) foi uma operação militar Aliada para retomar a cidade de Belgrado, em território sérvio, que estava nas mãos da Wehrmacht (o exército da Alemanha Nazista). A ofensiva foi um esforço conjunto do Exército Vermelho soviético, partisans iugoslavos e militares búlgaros. As forças soviéticas e as milícias locais organizaram suas ações de forma separada e com pouca cooperação e lançaram seus ataques de forma lenta, minando o poderio alemão lentamente.[1]

Quando o ataque começou de fato, cooperação entre o comando das milícias iugoslavas e das tropas soviéticas foi aumentando. Do outro lado, o grosso das tropas do Eixo era formado por recrutas do governo fantoche sérvio.[2]

O principal objetivo da ofensiva de Belgrado era destruir o poderio alemão na Sérvia e expulsa-los da região, tomando a cidade e estabelecendo uma boa posição estratégica nos Bálcãs, ao mesmo tempo que cortava as linhas de comunicação alemãs entre a Grécia e a Hungria. A linha de frente soviética era formada pelo 3º Corpo do Exército da frente ucraniana, em coordenação com dois exércitos de partisans iugoslavos. Simultaneamente, reforços iugoslavos, búlgaros e soviéticos vinham para pressionar os alemães pelo sul.[3]

Belgrado caiu em 20 de outubro de 1944, após menos de um mês de lutas. Combates para limpar os alemães das regiões adjacentes continuaram até o final de novembro.[4]

Fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Maclean, Fitzroy (1949). Eastern Approaches. [S.l.]: Penguin Group 
  2. Tomasevich, Jozo (2002). War and Revolution in Yugoslavia: 1941 - 1945. Stanford: Stanford University Press. ISBN 0-8047-0857-6 
  3. The Oxford companion to World War II, Ian Dear, Michael Richard Daniell Foot, Oxford University Press, 2001, ISBN 0-19-860446-7.
  4. Grechko, A.A., (ed.), Liberation Mission of the Soviet Armed Forces in the Second World War, Progress Publishers, Moscow, 1975
Ícone de esboço Este artigo sobre Segunda Guerra Mundial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.