Oferta inicial de moedas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) por outros significados, veja ICO.

A oferta inicial de moedas, do inglês Initial Coin Offering (ICO) é um meio não regulamentado[1][2] pelo qual um novo empreendimento ou projeto de criptomoeda pode arrecadar fundos vendendo moedas "recém-cunhadas".[3] A prática é freqüentemente usada por startups para evitar o rigoroso e regulamentado processo de captação de capital exigido por investidores de risco ou bancos.

Definição[editar | editar código-fonte]

ICO é meio não regulamentado[2][3] pelo qual os fundos são criados para um novo empreendimento em criptomoeda. Uma oferta inicial de moedas é usada por startups para evitar o rigoroso e regulamentado processo de captação de capital exigido por investidores de risco ou bancos.

As ICOs são semelhantes aos IPOs e crowdfunding[4]. Como nas IPOs, uma participação da startup ou da empresa é vendida para arrecadar dinheiro para as operações da entidade durante uma campanha ICO. No entanto, enquanto os IPOs lidam com investidores, as ICOs lidam com entusiastas que estão interessados em investir em um novo projeto, como em um evento de crowdfunding. Mas as ICOs diferem do crowdfunding. Nas ICOs, os patrocinadores são motivados por um retorno prospectivo em seus investimentos, enquanto, no crowdfunding, os fundos arrecadados são basicamente doações. Por estas razões, as ICOs são referidas como crowdsales[2].

Como funciona[editar | editar código-fonte]

Em uma campanha ICO, uma porcentagem da criptomoeda é vendida para os primeiros apoiadores do projeto em troca de uma moeda corrente ou outras moedas criptográficas, normalmente bitcoins ou ethers, a criptomoeda nativa da rede Ethereum.

Antes de iniciar uma campanha, uma startup geralmente cria um plano em um white paper[5][6] sobre o que o projeto trata, o que o projeto irá cumprir após a conclusão, quanto dinheiro é necessário para o empreendimento e por quanto tempo a campanha ICO será executada, entre outras informações importantes.

Durante a campanha, entusiastas e adeptos podem comprar alguns dos tokens distribuídos[6], que são semelhantes às ações de uma empresa vendida aos investidores em uma transação de oferta pública inicial (IPO), porém a aquisição dos tokens não os tornam em acionistas.

Se o dinheiro arrecadado não atender aos fundos mínimos exigidos pelas startups, o dinheiro é devolvido aos patrocinadores e a ICO é considerada sem êxito[7].

História das ICOs[editar | editar código-fonte]

A primeira ICO foi lançada para Mastercoin em 2013[3], uma criptomoeda construída sobre a blockchain do bitcoin[8]. A ICO da Mastercoin conseguiu arrecadar mais de US $ 5 milhões[9]. Ainda no mesmo ano, foi lançada a ICO da NXL, um projeto que arrecadou 21 BTC - bitcoins, que valiam na época cerca de US $ 6 mil[10].

Após o sucesso da Mastercoin, outras empresas de criptomoeda seguiram o exemplo. Ethereum - que é uma das maiores altcoins do mundo de hoje [11] - teve sua ICO em 2014[12], e a Wave teve sua ICO em 2016[13]. A Ethereum arrecadou mais US $ 18 milhões de sua ICO[14], enquanto a Wave arrecadou mais US $ 16 milhões[13].

Em 2016, as ICOs se tornaram a maneira dominante de financiar novos projetos de criptomoedas. Ao todo, foram 64 ICOs lançadas, excluindo aquelas que arrecadaram menos de US $ 30 mil e as que tiveram todo valor arrecadado devolvido. Juntas, essas 64 ICOs arrecadaram US $ 103 milhões.[15]

Com base no sucesso desses três empreendimentos, as ICOs são cada vez mais vistas como uma maneira eficiente de iniciar projetos de criptomoeda. O público apoiará uma criptomoeda com uma sólida equipe de desenvolvimento, forte base tecnológica e estrutura corporativa transparente[16].

ICOs mais notáveis atualmente[17][editar | editar código-fonte]

Waves[editar | editar código-fonte]

Waves é uma plataforma descentralizada que usa tokens criptográficos personalizados para representar valor[18]. Ela arrecadou 29,634 BTC (US $ 16 milhões) em sua ICO em julho de 2016[13] vendendo de 85 milhões de sua mesma moedas (WAVES).

Waves é utilizada para emissão, transferência e negociação de ativos ou token personalizado usando uma blockchain[19]. Ela oferece uma plataforma em grande escala para crowdfunding descentralizado[20], gerenciamento de comunidades[21] e comunicação criptografada[22].

Gnosis[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2017, a Gnosis, uma startup que está construindo uma plataforma para mercados de previsão sobre o Ethereum, arrecadou 250.000 ETH (no valor de US $ 12,5 milhões no momento) em menos de 15 minutos, dando ao projeto uma avaliação de US $ 300 milhões[23].

A Gnosis possui sua própria criptomoeda nativa chamada WIZ. No entanto, durante a ICO, os investidores receberam um token chamado GNO, o qual pode ser bloqueado por um período fixo de tempo e trocado tokens WIZ[24].

A Gnosis vendeu 5% dos seus 10 milhões de tokens GNO aos investidores por US $ 30 cada, tornando-se a moeda digital mais cara oferecida em uma venda inicial, de acordo com o co-fundador Martin Koppelmann[25].

TokenCard[editar | editar código-fonte]

O TokenCard do Monolith Studio encerrou sua ICO no mesmo dia em que foi aberta, 02 de maio de 2017[26], depois de superar seu objetivo de crowdsale em apenas meia hora[27].

TokenCard é um cartão de débito utilizável em terminais de pagamento em todo o mundo, incluindo caixas eletrônicos[26]. Os clientes do TokenCard financiam seu próprio cartão com subsídios das carteiras de contrato compatíveis com ERC20[28].

No lançamento, o TokenCard permitirá aos usuários financiar seu cartão com ETH e até cinco outras criptomoedas. O seu token subjacente, o TKN, é financiado por taxas da rede Token Card.

Golem[editar | editar código-fonte]

No final de 2016, a Golem, o primeiro mercado global descentralizado de poder computacional, arrecadou 820.000 ETH (mais de US $ 8,6 milhões) em apenas 29 minutos para o Token da Rede Golem (GNT)[29].

Apontado como o "Airbnb para computadores", o Golem é uma rede peer-to-peer que permite aos proprietários de aplicativos e usuários individuais alugarem os recursos de máquina de outros usuários[29]. Os proprietários das máquinas são pagos em criptomoedas. Os usuários são igualmente privilegiados na rede [29].

ChronoBank[editar | editar código-fonte]

O ChronoBank, um projeto destinado a transformar a indústria de recursos humanos e recrutamento, arrecadou US $ 5,4 milhões em sua ICO no início de 2017[30].

O ChronoBank está criando uma plataforma de recrutamento baseada em blockchain que busca inovar na indústria através do uso de criptomoedas baseada no tempo[31].

O desenvolvimento no pipeline inclui o progresso nas capacidades de contratos inteligentes do ChronoBank[32], hospedado na blockchain do Ethereum, bem como ChronoWallets para Waves e a plataforma NEM[33].

O token TIME da ChronoBank foi recentemente adicionado para negociação na plataforma de troca Lykke[34].

Humaniq[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2017, a Humaniq, um projeto destinado a fornecer serviços financeiros aos não-bancarizados[35], arrecadou mais de US $ 5,1 milhões em sua OIC com mais de 11.600 participantes e uma contribuição média de US $ 430[36].

Humaniq visa trazer novos serviços móveis de inclusão financeira e educação[37] para ajudar os dois bilhões de pessoas não-bancarizadas no mundo[38] que têm acesso limitado ou não à economia digital. Ela está trabalhando para fornecer uma plataforma peer-to-peer que tira vantagens da blockchain do Ethereum e a tecnologia biométrica[39].

A Humaniq aderiu recentemente ao programa de inovação aberta do Barclays, Rise in London[40].

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Initial Coin Offerings (ICOs): Risks, Regulation, and Accountability. Regulation of Financial Institutions Journal: Social Science Research Network (SSRN). Consultado em 6 Dezembro 2017.
  2. a b c Danny Bradbury (11 de agosto de 2016). What is a Cryptocurrency Crowdsale?. The balance. Consultado em 20 de junho de 2016.
  3. a b c Tatsina Yablonskaya (30 de maio de 2017). What is Initial Coin Offering (ICO)?. Coinspeaker. Consultado em 20 de junho de 2017
  4. Erien Griffith (05 de maio de 2017). Why Startups Are Trading IPOs for ICOs. Fortune. Consultado em 20 de junho de 2017
  5. Kelvin Helms (09 de janeiro de 2017). Scammy Waters: The Differences Between an IPO and an ICO. Bitcoin. Consultado em 20 de junho de 2017
  6. a b Tim Lea (18 de maio de 2016). An Introduction To Initial Coin Offerings (ICO's) - The Venture Capital Disrupters. Linkedin. Consultado em 20 de junho de 2017
  7. Fintechnew Singapore (05 de maio de 2017). 6 Notable Initial Coin Offering Campaigns and Blockchain Projects. Fintechnew Singapore. Consultado em 20 de junho de 2017
  8. Vitalik Buterin (04 de novembro de 2013). Mastercoin: A Second-Generation Protocol on the Bitcoin Blockchain. Bitcoin Magazine. Consultado em 21 de junho de 2017
  9. Marketwired (04 de dezembro de 2013). Backed by $5 Million in Funding (4,700 BTC), Mastercoin Is Building a Flexible, New Layer of Money on Bitcoin. Yahoo Finance. Consultado em 21 de junho de 2017
  10. Sid Kalle (21 de junho de 2016). What is a token sale (ICO)?. Smith + Crown. Consultado em 21 de junho de 2017
  11. CryptoCurrency Market Capitalizations. CryptoCurrency Market Capitalizations. Consultado em 21 de junho de 2017
  12. Armand Tanzarian (23 de julho de 2014). Ethereum Raises 3,700 BTC in First 12 Hours of Ether Presale. The Cointelegraph. Consultado em 20 de junho de 2017
  13. a b c Kokkinos Marinos (15 de junho de 2016). Blockchain Platform WAVES Finishes ICO, Raises Over $16.000.000 USD in Bitcoin. The Cointelegraph. Consultado em 21 de junho de 2017
  14. Yves Eudes (11 de outubro de 2014). Ether, a futura moeda virtual que já vale milhões. UOL Notícias. Consultado em 21 de junho de 2017
  15. Sid Kalla and Matt Chwierut (08 de janeiro de 2017). 2016: The Year Blockchain ICOs Disrupted Venture Capital. Coindesk. Consultado em 21 de junho de 2017
  16. Initial Coin Offering – Alternative ICO Cryptocurrency Token Guide. Bitcoin Exchange Guide. Consultado em 21 de junho de 2017
  17. Fintechnews Singapure (05 de maio de 2017). [1]. Fintech Singapure. Consultado em 20 de junho de 2017
  18. About. Wave Platform. Consultado em 21 de junho de 2017
  19. Avi Mizrahi (03 de abril de 2017). Waves Blockchain Platform Launches Decentralized Token Exchange, Matcher. Finance Magnates. Consultado em 21 de junho de 2017
  20. Vladimir Smerkis (11 de maio de 2017). Why Microsoft Azure Integrates Blockchain Crowdfunding Platform Waves]. The Cointelegraph. Consultado em 21 de junho de 2017
  21. Bitcoin PR Buzz Feed (28 de dezembro de 2016). Waves Platform and Higher School of Economics Partner for Pro FinTech Startup Program. Bicoin PR Buzz. Consultado em 21 de junho de 2017
  22. Wavesplatform (23 de agosto de 2016). WAVES Weekly No. 7. Waves Platform. Consultado em 21 de junho de 2017
  23. Avi Mizrahi (25 de abril de 2017). Ethereum Prediction Market Gnosis Raises $12.5m in Lightning Speed ICO. Finance Magnates. Consultado em 21 de junho de 2017
  24. Gnosis (31 de janeiro de 2017). What are Gnosis Tokens? — the New Access Based Token Model. Gnosis. Consultado em 21 de junho de 2017
  25. Gertrude Chavez-Dreyfuss (26 de abril de 2107). Blockchain startup Gnosis to freeze tokens after strong sale. Reuters. Consultado em 21 de junho de 2017
  26. a b TokenCard. Token Market. Consultado em 21 de junho de 2017
  27. Andrew Quentson (03 de maio de 2017). Ethereum Based Debit Card ‘TokenCard’ ICO Raises $12.7 Million in 30 Minutes. Cryptocoins News Consultado em 21 de junho de 2017
  28. Bitcoin PR Buzz Feed (25 de abril de 2017). Monolith Studio Launches Crowdsale for TokenCard – World’s First ERC20-Compliant Debit Card for Ethereum. Bitcoin PR Buzz. Consultado em 21 de junho de 2017
  29. a b c Roger Aitken (12 de novembro de 2016). Fintech Golem's 'Airbnb' For Computing Crowdsale Scores $8.6M In Minutes. Forbes. Consultado em 21 de junho de 2017
  30. ChronoBank (16 de fevereiro de 2017). ChronoBank ICO raised $5.4 million USD. ChronoBanck Blog. Consultado em 21 de junho de 2017
  31. ChronoBank. ChronoBanck. Consultado em 21 de junho de 2017
  32. Chronobank Dev Update #8. ChronoBank Blog. Consultado em 21 de junho de 2017
  33. Admin (20 de janeiro de 2017). ChronoBank ICO raised $5.4 million USD. Crypto Lauches. Consultado em 21 de junho de 2017
  34. Lykke (03 de abril de 2017). Lykke Announces Availability of ChronoBank TIME Token. Lykke. Consultado em 21 de junho de 2017
  35. Fintechnews Singapore (03 de abril de 2017). Blockchain to Bring Financial Inclusion, Provide Low-Cost Financial Service. Fintech Singapore. Consultado em 21 de junho de 2017
  36. Anna Kulikova (28 de abril de 2017). Well done! Humaniq raised $ 5.1 mln on ICO.. Humaniq. Consultado em 21 de junho de 2017
  37. humaniq.co Banking 4.0 at your fingertips. Humaniq. Consultado em 21 de junho de 2017
  38. 2 Billion: Number of Adults Worldwide Without Access to Formal Financial Services. The World Bank. Consultado em 21 de junho de 2017
  39. Kyt Dotson (28 de abril de 2017). Blockchain financial services solution Humaniq raises $5M in crowd token sale. Silicon Angle. Consultado em 21 de junho de 2017
  40. Blockchain startup Humaniq joins Barclays’ Rise Community.EconoTimes. Consultado em 21 de junho de 2017