Office for Inter-American Affairs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Coordinator of Inter-American Affairs» na Wikipédia em espanhol (desde setembro de 2012). Ajude e colabore com a tradução.
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

O Office of the Coordinator of Inter-American Affairs foi uma agência dos Estados Unidos que promovia a cooperação interamericana durante a década de 1940, especialmente em áreas comerciais e económicas. Foi iniciada em 16 de Agosto de 1940 como OCCCRBAR (Office for Coordination of Commercial and Cultural Relations between the American Republics) tendo simplificado o seu nome um ano depois, a agência funcionou até 1946, sob a chefia de Nelson Rockefeller tendo sido nomeado pelo Presidente Franklin Delano Roosevelt.[1]

Funções[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a função da agência era a de trabalhar na "cooperação interamericana e na solidariedade hemisférica", Na realidade, os programas de cooperação e a solidariedade hemisférica constituíam instrumentos para atingir outros fins, a saber: enfrentar o desafio do Eixo no plano internacional e consolidar o Estado norte-americano como grande potência. Das próprias publicações americanas pode-se concluir que Washington estava convencido da necessidade de proteger sua posição internacional, a partir de medidas abrangentes (econômicas, políticas e de propaganda) que enfrentassem com sucesso o desafio nazista.

A agência era diretamente ligada ao Departamento de Segurança Nacional dos EUA, sendo subordinado ao Conselho de Defesa Nacional. A Agência era portanto parte do esforço de preparação para a guerra, em que se achava empenhado o governo Roosevelt, convencido de sua inevitabilidade desde o início do ano de 1939. Antes mesmo que os Estados Unidos entrassem na guerra, em 1941, a agência já estava agindo a todo o vapor no sentido de afastar das Américas a influência do Eixo.[2]

Durante a década de 1940, a rede de radiodifusão CBS contribuiu para as iniciativas culturais da OCIAA, estabelecendo a Orquestra Pan-Americana da CBS para mostrar artistas musicais proeminentes da América do Norte e do Sul no seu programa Viva América. Incluído entre os colaboradores foram Alfredo Antonini (Condutor de orquestra italiano-americano); Terig Tucci (Compositor argentino); John Serry Sr. (Acordeonista italiano-americano), Elsa Miranda (vocalista porto-riquenho), Nestor Mesa Chaires (tenor mexicano), Juan Arvizu (tenor mexicano) e Edmund A. Chester (Jornalista americano). [3][4][5][6][7][8][9][10]

Ao todo a Agência gastou cerca de 140 milhões de dólares em 6 anos de atividades. Nos tempos de maior ação, empregava 1.100 pessoas nos Estados Unidos e 200 no estrangeiro, além dos comitês voluntários de cidadãos norte-americanos (geralmente empresários) que apoiavam atividades em 20 países latino americanos. A estrutura se separava em 4 divisões: · Comunicações · Relações Culturais · Saúde · Comercial / Financeira.

Cada uma delas se subdividia em seções, com ampla margem de atuação. Comunicações abrangiam rádio, cinema, imprensa, viagens e esportes. Relações culturais incluíam arte, música, literatura, publicações, intercâmbio e educação. Saúde trabalhava com problemas sanitários em geral. A Divisão comercial/financeira lidava com prioridades de exportação, transporte, finanças e desenvolvimento.

Referências

  1. Thomson, Charles Alexander Holmes, Overseas information service of the United States Government, The Brookings Institution, 1948. Cf. p.4.
  2. Anthony, Edwin D. Records of the Office of Inter-American Affairs. National Archives and Record Services- General Services Administration, Washington, D.C., 1973 p. 1-8 Library of Congress Catalog No. 73-600146 Registros do Escritório de Assuntos Interamericanos no National Archive (Estados Unidos) Online - www.archives.gov(em inglês)
  3. Viva America programa de rádio em radiogoldindex.com (em inglês)
  4. (em inglês)The New York Times, 8 January 1941, p. 8
  5. (em inglês)The New York Times, 1 January 1942, p. 27
  6. (em inglês)The New York Times, 10 May 1942, p. SM10
  7. (em inglês)The New York Times, 28 February 1943, p. X9
  8. (em inglês)The New York Times, 18 January 1942, p. 27
  9. (em inglês)A Pictorial History of Radio. Settel, Irving. Grosset & Dunlap, New York 1960 & 1967, p. 146, Library of Congress #67-23789
  10. Media Sound & Culture in Latin America & The Caribbean. Editors: Bronfman, Alejandra & Wood, Andrew Grant. University of Pittsburg Press, Pittsburg, PA, USA, 2012, P. 49 ISBN 978-0-8229-6187-1 Books.Google.COm See Pg. 49(em inglês)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Documentos
  • Elizabeth Bentley deposición del 30 de noviembre de 1945, archivos del FBI 65-14603. (em inglês)
  • Elizabeth Bentley, Out of Bondage: The Story of Elizabeth Bentley, Devin-Adair Company, 1951.
  • "Underground Soviet Espionage Organization (NKVD) in Agencies of the United States Government, 21 Febrero 1946, FBI Silvermaster file (FBI file 65-56402), serial 573. {{en}]
  • Hottel to Director, 28 Febrero 1947, FBI Silvermaster file, serial 2437
  • Memo on Fahy, 17 Abril 1946, FBI Silvermaster file, serial 1364
  • FBI Silvermaster file
  • Venona decrypt 1714 KGB New York to Moscow, 5 December 1944.
  • Venona decrypt 55 KGB New York to Moscow, 15 January 1945.
  • Venona decrypt 326 KGB Moscow to New York, 5 April 1945;
  • Venona decrypt 3614–3615 KGB Washington to Moscow, 22 June 1945.
  • John Earl Haynes and Harvey Klehr, Venona: Decoding Soviet Espionage in America, Yale University Press (1999), pgs. 42-43, 111, 114, 187, 199-201, 204, 220, 331, 402.
  • United States National Archives and Records Administration, Records of the Office of Inter-American Affairs (OIAA) (Record Group 229), 1937-51
  • «Overview for Records of the Office of Inter-American Affairs (RG 229)». National Archives. Consultado em 22 de marzo de 2006  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Bibliografía
  • Tio Sam chega ao Brasil - A penetração cultural americana, Gerson Moura, Editora Brasiliense, RJ
  • Gisela Cramer and Ursula Prutsch, "Nelson A. Rockefeller's Office of Inter-American Affairs (1940-1946) and Record Group 229" in: Hispanic-American Historical Review, 86:4 (November 2006), pp. 785–806
  • Maxwell, Allen Brewster, Evoking Latin American collaboration in the Second World War: A study of the Office of the Coordinator of Inter-American Affairs (1940–1946), PhD dissertation, Tufts University, Medford, MA., 1971.
  • Rockefeller Family Archives, Record Group #04, Record Group Name: Nelson A. Rockefeller, Personal, Washington, D.C. Files - Coordinator of Inter-American Affairs, Dates: August 1940-December 1944
  • Rowland, Donald W., History of the Office of the Coordinator of Inter-American Affairs, US Government Printing Office, 1947. (United States Office of Inter-American Affairs)