Olacyr de Moraes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Olacyr de Moraes
Nome completo Olacyr Francisco de Moraes
Nascimento 1 de abril de 1931
Itápolis, SP
Morte 16 de junho de 2015 (84 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Ocupação empresário
Página oficial
www.olacyrmoraes.com

Olacyr Francisco de Moraes (Itápolis, 1 de abril de 1931São Paulo, 16 de junho de 2015) foi um empresário brasileiro, que já foi o maior produtor individual de soja do mundo, que o tornou conhecido como "Rei da Soja", pioneiro deste cultivo na região de cerrado e dono da Fazenda Itamarati onde, dentre outras pesquisas, foram desenvolvidas variedades de cultivos, como o algodão ITA-90, que tornou o Brasil exportador do produto.[1] Pai do também empresário Marcos de Moraes, criador do primeiro email gratuito do Brasil, o zipmail e do Portal Zip.net (vendido para a Portugal Telecom).

Empreendimentos[editar | editar código-fonte]

Olacyr de Moraes surgiu como produtor de soja após uma cheia do rio Mississipi, que prejudicou a produção estadunidense, no ano de 1973, levando o cultivo do grão para a região do cerrado de Mato Grosso - o que foi considerado um pioneirismo. Em sua fazenda Itamaraty passou a financiar a pesquisa genética e ao desenvolvimento de diversos cultivares adaptados às condições peculiares do país.[1]

Foi também grande produtor de cana-de-açúcar e etanol[2] e, dentre seus empreendimentos está a ferrovia Ferronorte - responsável pelos prejuízos que o fizeram perder a fortuna que o tornaram o mais jovem brasileiro a ter um patrimônio pessoal acima de um bilhão de dólares - o Banco Itamarati (vendido ao BCN) e a empreiteira Constran.[1]

Em 2004 a Fazenda Itamarati foi vendida ao INCRA, para assentamento do MST.[1]

Em fevereiro de 2011, Olacyr de Moraes descobre jazida de tálio em Barreiras, na Bahia, colocando o Brasil no seleto grupo de produtores desse metal.[3]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Olacyr é nome de avenida em sua cidade natal, Itápolis.

Por iniciativa do deputado estadual de Mato Grosso, Wagner Ramos, o trecho da rodovia MT-358 que liga o distrito de Assari em Barra do Bugres até a cidade de Tangará da Serra,[4] (ambas cidades mato-grossenses) passou a ter o seu nome.[2]

Morte[editar | editar código-fonte]

Olacyr de Moraes faleceu aos 84 anos, terça-feira, 16 de Junho de 2015, às 3:40 horas da manhã na cidade de São Paulo. Olacyr lutou bravamente contra um câncer de pâncreas descoberto no início de 2014, mas acabou sucumbindo à doença devido ao outros problemas de saúde como diabetes e sangramentos intestinais.

Referências

  1. a b c d O Drama de Olacyr, por Leonardo Attuch. Revista IstoÉ-Dinheiro, ed. 01/09/2004 (acessado em 11 de outubro de 2009)
  2. a b Assembleia Legislativa de MT[ligação inativa], notícia (acesso em outubro de 2009)
  3. Site Oficial Olacyr de Moraes, por Itaoeste.
  4. Diário da Serra, jornal de Tangará da Serra, quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.