Olavo Rebelo de Carvalho Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Olavo Rebelo
Replace this image male.png
Olavo Rebelo
Deputado estadual  Piauí
Período 1995-2007
Dados pessoais
Nascimento 8 de abril de 1954 (64 anos)
Oeiras‎‎ Esperantina, PI
Partido PT
Profissão bancário, administrador de empresas

Olavo Rebelo de Carvalho Filho (Esperantina, 8 de abril de 1954) é um bancário, administrador de empresas e político brasileiro que foi deputado estadual pelo Piauí.[1][2]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Filho de Olavo Rebelo de Carvalho e Meire Fernandes de Carvalho.[3] Bancário, trabalhou no Banco do Nordeste e no Banco do Brasil até ingressar na vida sindical como tesoureiro do Sindicato dos Bancários do Piauí e secretário de Organização na Central Única dos Trabalhadores.

Filiado ao PT, foi derrotado ao candidatar-se a deputado federal em 1986.[4] De volta à luta política, foi eleito deputado estadual em 1994 e em 1998 foi reeleito pelo PSB. Durante o segundo governo Mão Santa foi secretário de Programas Especiais e em 2002 foi eleito primeiro suplente de deputado estadual pelo PCdoB. Graças ao fato que o governador Wellington Dias nomeou Antônio José Medeiros como secretário de Educação, Olavo Rebelo pôde exercer o mandato. Derrotado ao disputar a prefeitura de Esperantina em 2004, foi reeleito deputado estadual pelo PT em 2006, mas renunciou no ano seguinte ao ser eleito para o Tribunal de Contas do Piauí, corte da qual assumiu a presidência em 2016.[5][nota 1][nota 2]

Notas

  1. A referida Secretaria de Programas Especiais tinha caráter extraordinário e para assumi-la, Olavo Rebelo afastou-se de seu mandato parlamentar. Para substitui-lo como deputado estadual foi convocado Flávio Nogueira, pois a primeira suplente, Flora Izabel, exercia o mandato de vereadora em Teresina.
  2. Eleito conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, tomou posse em 19 de dezembro de 2007 e ao deixar a Assembleia Legislativa foi efetivado Paulo Martins em seu lugar e uma articulação política do governo permitiu a convocação do suplente, Fábio Novo.

Referências

  1. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí». Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  2. FREITAS, Vítor Eduardo Veras de Sandes. A lógica da formação de governos no Estado do Piauí de 1987 a 2007. Teresina, Universidade Federal do Piauí, 2010.
  3. «Tribunal de Contas do Estado do Piauí: conselheiro Olavo Rebelo». Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  4. SANTOS, José Lopes dos. Política e Políticos: eleições 86. Teresina: Gráfica Mendes, 1988. v. III.
  5. «Conselheiro Olavo Rebelo é empossado na presidência do TCE (cidadeverde.com)». Consultado em 26 de dezembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.