Olimpíada Internacional de Química

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Olimpíada Internacional de Química (International Chemistry Olympiad ou simplesmente IChO) é uma olimpíada de química que ocorre anualmente em local(país) itinerante e é destinada a alunos do ensino médio.

A primeira edição deste evento ocorreu em 1968, na cidade de Praga, República Tcheca , extinta Checoslovaquia, contando com a participação de apenas 3 países. Desde então, o único ano em que a competição não se realizou foi em 1971[1]. A edição de 2018, comemorativa de 50 anos do evento, será a primeira realizada com duas sedes, em Bratislava, Eslováquia, e Praga, República Checa[2].

Cada delegação é representada por até quatro estudantes e dois professores acompanhantes.

Provas[editar | editar código-fonte]

A avaliação é composta por uma prova teorica e uma prova prática. Cabe ao Comitê Organizador Local elaborar a avaliação, sujeita à aprovação do Júri Internacional. As provas se baseiam em uma lista de problemas preparatórios, publicadas pelo Comitê Organizador cerca de 6 meses antes do evento.

As provas, cuja duração pode atingir até 5 horas cada, devem ser previamente traduzidas pelos líderes nacionais, de modo que cada estudante realize a avaliação na sua língua materna.

Premiação[editar | editar código-fonte]

Após a correção das provas e a revisão das notas, é elaborado um ranking baseado na nota total obtida por cada estudante, considerando peso de 60% para a prova teórica e 40% para a experimental.

Em média, são conferidas medalhas de ouro aos alunos que estiverem entre os 10% melhores, medalhas de prata aos que estiverem entre os 20% seguintes e de bronze aos 30% subsequentes, analogamente ao critério de premiação da Olimpíada Internacional Júnior de Ciências (IJSO).

Além disso, são conferidos prêmios especiais ao estudante com melhor desempenho global, ao com melhor nota na prova experimental e àquele com melhor aproveitamento na prova teórica.

Seleção para a IChO[editar | editar código-fonte]

O método de seleção para a IChO varia de país para país. No Brasil a seleção é realizada a partir da Olimpíada Brasileira de Química[3] e em Portugal nas "Olimpíadas de Química +" organizadas pela Sociedade Portuguesa de Química.

Participação do Brasil[editar | editar código-fonte]

A delegação que representa o Brasil na IChO é selecionada a partir da Olimpíada Brasileira de Química[3]. O Brasil começou a disputar essa olimpíada a partir de 1997 com grande participação de estudantes cearenses sendo, às vezes, formada a delegação que representa o Brasil apenas por estudantes do Ceará ou suas redondezas, como aconteceu na 49th International Chemistry Olympiad onde todos os estudantes vieram de Fortaleza. Na última década, a participação de estudantes paulistas tornou-se também recorrente. O melhor resultado brasileiro foi obtido em 2017, com três medalhas de prata e uma de bronze, obtendo o décimo oitavo lugar geral por equipes[4].

Tabela de medalhas brasileiras[editar | editar código-fonte]

Ano País Ouro Prata Bronze M.H.
1997 Canadá Canadá * * * *
1998 Austrália Austrália * * * *
1999 Tailândia Tailândia * * * *
2000 Dinamarca Dinamarca * * * *
2001 Índia Índia * * * *
2002 Países Baixos Holanda * * * *
2003 Grécia Grécia * * * *
2004 Alemanha Alemanha - - - 1
2005 República da China Taiwan - - 1 -
2006 Coreia do Sul Coreia do Sul - - 3 1
2007 Rússia Rússia - 1 2 1
2008 Hungria Hungria - 1 3 -
2009 Inglaterra Inglaterra - 1 2 -
2010 Japão Japão - 1 3 -
2011 Turquia Turquia * * * *
2012 Estados Unidos Estados Unidos - 1 3 -
2013 Rússia Rússia - - 4 -
2014 Vietname Vietnã - - 3 -
2015 Azerbaijão Azerbaijão - 1 2 -
2016 Geórgia Geórgia - 2 2 -
2017 Tailândia Tailândia - 3 1 -
TOTAL 0 11 29 3
   * não consegui dados.

Sedes da IChO[editar | editar código-fonte]

País Ano
 1  República Tcheca   1968
 2  Polônia   1969
 3  Hungria   1970
 4  Rússia   1972
 5  Bulgária   1973
 6  Romênia   1974
 7  Hungria   1975
 8  Alemanha   1976
 9  Eslováquia   1977
 10  Polônia   1978
 11  Rússia   1979
 12  Áustria   1980
 13  Bulgária   1981
 14  Suécia   1982
 15  Romênia   1983
 16  Alemanha   1984
 17  Eslováquia   1985
 18  Holanda   1986
 19  Hungria   1987
 20  Finlândia   1988
 21  Alemanha  1989
 22  França   1990
 23  Polônia   1991
 24  Estados Unidos   1992
 25  Itália   1993
 26  Noruega   1994
 27  China   1995
 28  Rússia   1996
 29  Canadá   1997
 30  Austrália   1998
 31  Tailândia   1999
 32  Dinamarca   2000
 33  Índia   2001
 34  Holanda   2002
 35  Grécia   2003
 36  Alemanha   2004
 37  Taiwan   2005
 38  Coreia do Sul   2006
 39  Rússia   2007
 40  Hungria   2008
 41  Inglaterra  2009
 42  Japão  2010
 43  Turquia  2011
 44  Estados Unidos  2012
 45  Rússia  2013
46 Vietnã 2014
47 Azerbaijão 2015
48 Geórgia 2016
49 Tailândia 2017
50 República Tcheca e Eslováquia 2018
51 França 2019

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. «History | IChO 2018». 50icho.eu (em checo). Consultado em 9 de fevereiro de 2018 
  2. «Welcome messages | IChO 2018». 50icho.eu (em checo). Consultado em 9 de fevereiro de 2018 
  3. a b «Olimpíada Brasileira de Química - Regulamento - Programa Nacional Olimpíadas de Química». www.obquimica.org. Consultado em 9 de fevereiro de 2018 
  4. «Anais da OBQ». www.obquimica.org. Consultado em 9 de fevereiro de 2018