Olival (Vila Nova de Gaia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Olival  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Igreja matriz de Olival - Gaia.jpg
Concelho primitivo Vila Nova de Gaia
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 7,96 km²
Orago Nossa Senhora da Assunção

Olival é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Vila Nova de Gaia, com 7,96 km² de área e 5 812 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 730,2 hab/km².

Foi elevada a vila em 19 de Abril de 2001.  A partir de 29 de Setembro de 2014, a Vila de Olival é parte integrante da União de Freguesias de Sandim, Olival, Lever e Crestuma.

É rica em fontes e minas de água. É atravessada pelo rio Febros, na sua maior parte. Existiram, no passado, excelentes prados nas suas margens, para pastagem, assim como, moinhos ao longo do seu curso. A vegetação predominante é o pinhal e o eucaliptal, coexistindo, ainda, castanheiros, carvalhos, salgueiros e árvores de fruto. O terreno é fértil e de regadio. Existem ainda algumas quintas, das quais algumas transformadas em explorações de gado suíno e bovino.

O seu nome deriva de Ulvar ou Ulval, designação antiga para Olival. A sua actual extensão foi no passado dividida por várias regiões administrativas, desde Coimbra até Bragança.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Olival [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 295 1 367 1 616 1 718 1 969 1 939 2 260 2 397 2 631 3 155 3 731 4 523 5 444 5 616 5 812
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 1 052 866 3 149 549 18,7% 15,4% 56,1% 9,8%
2011 953 698 3 326 835 16,4% 12,0% 57,2% 14,4%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Geografia[editar | editar código-fonte]

Olival situa-se na margem esquerda do rio Douro, no extremo nascente do concelho de Gaia, fazendo fronteira com Crestuma, Sandim, Pedroso, Avintes e Seixezelo. A sul faz fronteira com Argoncilhe do concelho de Santa Maria da Feira. Dista 10 km da sede do concelho.

Lugares[editar | editar código-fonte]

Ameal, Arnelas, Carvalho, Gondesende, Igreja, Lavadores, Lavadorinhos, Lebre, Moses, São Martinho de Olival, S. Miguel, Seixo-Alvo, S. Isabel, S.Vicente

Aspectos geo-morfológicos[editar | editar código-fonte]

O vale do Douro exerce uma grande influência no clima, permitindo uma fácil penetração de massas de ar húmidas vindas do Atlântico, que originam precipitações ao longo do seu percurso, nomeadamente, nesta zona nascente do concelho, onde nos encontramos.

No que diz respeito à constituição geológica, verifica-se o predomínio dos granitos e rochas do complexo xisto-grauváquico.

Dada a extensão, os granitos têm importantes reflexos na morfologia. Localizam-se numa faixa central do concelho, no sentido Noroeste/Sueste, apresentando diferenças quer no que respeita à composição química e mineralógica, quer no que respeita à textura e idade de formação.

Os materiais do complexo xisto-grauváquico ocupam uma extensa área do concelho, encontrando-se profundamente metamorfoseados, uma vez que foram afectados por um intenso metamorfismo regional, a que se somou a posterior intrusão dos granitos.

Características climáticas[editar | editar código-fonte]

As temperaturas médias anuais situam-se entre os 3°C e os 22°C: o mês mais frio é o de Janeiro, com temperaturas médias na casa dos 8°C e o mais quente é o mês de Julho, com temperaturas médias de cerca de 20°C. A precipitação média anual é de 400 mm, ocorrendo os valores máximos em Dezembro e Janeiro; os meses mais secos são Julho e Agosto, com uma precipitação média de 50 mm.

O vale do Douro exerce uma grande influência no clima, permitindo uma fácil penetração de massas de ar húmidas vindas do Atlântico, que originam precipitações ao longo do seu percurso, nomeadamente, nesta zona nascente do concelho, onde nos encontramos.

Aspectos hidrográficos[editar | editar código-fonte]

Existe uma direcção predominante da rede de drenagem no sentido Sul/Norte, que corresponde aos rios Febros e Uíma e seus afluentes. Estes dois rios são, por sua vez, afluentes do rio Douro, cuja direcção predominante é Este/Oeste

Património[editar | editar código-fonte]

Colectividades e infraestruturas[editar | editar código-fonte]

Escolas[editar | editar código-fonte]

  • Escola EB 2/3 de São Miguel Agrupamento
  • Escola Secundária Diogo de Macedo
  • Escola EB 1 e JI Infância Lavadores
  • Escola EB 1 e JI Infância Arnelas
  • Escola EB 1 de S. Miguel
  • Escola EB 1 de Seixo Alvo
  • Escola JI Infância de Gondezende
  • Escola JI Infância de Seixo Alvo

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Olival na Internet[editar | editar código-fonte]