Ollagüe (vulcão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ollagüe
Vulcão Ollagüe
Coordenadas 21° 18′ 06″ S, 68° 10′ 45″ O
Altitude 5.870 m
Localização  Bolívia,  Chile
Cordilheira Andes

O Vulcão Ollagüe é um estratovulcão ativo situado na fronteira da Bolívia e Chile, na II Região de Antofagasta no Chile e no Departamento de Potosí na Bolívia, na cordilheira dos Andes, com uma altitude de 5.870 metros.

Possui uma cratera de 1.250 metros de diâmetro, a qual foi erodida na parte sul, o que deixa descoberta rastros de lavas. Apresentam duas fumarolas: a principal, que mede 100 metros, está localizada a 700 metros a oeste da cratera, de onde de observa o escape de gases de cor amarela (enxofre) e branco (vapor de água). A outra fumarola se encontra em cima do vulcão. Pelo lado chileno, ascendendo a 5.500 metros de altitude acima do nível do mar, começam a vislumbrar-se ruínas de ex-acampamentos enxofreiros denominados Santa Cecilia y Santa Rosa, os quais podem ser visitados a pé desde a base do vulcão. Sua ascensão requer uma boa condição física e a companhia de um guia.

Geografia e geomorfologia[editar | editar código-fonte]

Ollagüe fica na fronteira entre o Chile e a Bolívia, com a maior parte do prédio do lado boliviano.[1] The Chilean portion lies in the commune of Ollague, in the El Loa province of the Antofagasta Region,[2] enquanto o segmento boliviano está ligado ao Departamento de Potosi.[3] Cidades próximas a Ollagüe são Amincha,[2] Buenaventura,[4] Cosca, El Chaco, Ollague[5] e Santa Rosa,[6] e a estrada principal de Ollagüe corre ao longo do sopé ocidental do vulcão.[4] Na própria montanha,[7] ligado a algumas minas.[6]

Referências

  1. Feeley & Davidson 1994, p. 1297.
  2. a b «Volcán Ollagüe». SERNAGEOMIN (em espanhol). Consultado em 17 de janeiro de 2018 
  3. Long, Keith R. (1990). «Volcan Ollague Mines». mrdata.usgs.gov 
  4. a b Shea & Vries 2008, p. 666.
  5. «Ollagüe». SERNAGEOMIN (em espanhol). Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2018 
  6. a b Vezzoli et al. 2008, p. 140.
  7. Pasley, Charles M. S. (1 de janeiro de 1894). «Descriptive Notes on the Southern Plateau of Bolivia and the Sources of the River Pelaya». The Geographical Journal. 3 (2): 107. JSTOR 1774025. doi:10.2307/1774025