Omar Bongo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Maio de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Omar Bongo
Presidente do Gabão
Período 2 de dezembro de 1967
a 8 de junho de 2009
Vice-presidente Didjob Divungi Di Ndinge
Antecessor(a) Léon M'ba
Sucessor(a) Rose Francine Rogombé (interino)
Vida
Nascimento 30 de dezembro de 1935
Lewai, AEF
Morte 8 de junho de 2009 (73 anos)
Barcelona, Espanha
Dados pessoais
Primeira-dama Patience Dabany (1959–1986)
Edith Lucie Bongo (1990–2009)

El Hadj Omar Bongo Ondimba, nascido Albert-Bernard Bongo GColIH (antiga Lewai, rebatizada Bongoville, 30 de dezembro de 1935Barcelona, 8 de junho de 2009) foi um político gabonense que ocupou o cargo de presidente da República por 42 anos.

Em 1952, em Brazzaville é empregado nos correios congoleses. Influenciado pelos seus novos colegas entra na maçonaria.

No período de 1958 a 1960 cumpre o serviço militar, que conclui como tenente, na força aérea francesa e seguidamente nos serviços secretos. Ingressa nos correios de Libreville.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Em 1961 implica-se no processo eleitoral, ingressando no cabinete do ministro dos negócios estrangeiros, Jean-Hilaire Aubame. Mais tarde o presidente Léon Mba empossa-o no cargo de diretor-adjunto do seu gabinete; em outubro de 1962 é promovido a diretor do gabinete da presidência gabonesa.

No seguimento de um golpe de estado militar visando a colocar Aubame no poder, em outubro de 1964 esteve preso no campo Baraka de Libreville, mas é rapidamente libertado pelas forças militares francesas apoiantes do presidente Léon Mba.

Em setembro de 1965 assume o cargo de ministro-delegado da presidência, com as pastas da defesa e dos negócios estrangeiros. Devido à doença do presidente Léon Mba é por este nomeado vice-presidente do Gabão em novembro de 1966. Não é alheia a esta decisão a forte influência das autoridades francesas na sua antiga colónia. Com a morte do presidente em 28 de novembro de 1967, Bongo torna-se o segundo presidente da República gabonesa, empossado a 2 de dezembro desse ano.

Em 1968 é membro fundador do Partido Democrático Gabonês, base do sistema de partido único até 1990.

Em fevereiro de 1973 é o único candidato da primeira eleição presidencial, obtendo 99,6% dos votos.

Aproximando o Gabão da OPEP (de que foi membro de 1975 a 1994), em 1973, Albert-Bernard Bongo converteu-se ao Islã, adotando o nome de Omar Bongo, El Hadj depois de ter feito a Peregrinação a Meca, e, em 2004, acrescentou Ondimba, de seu pai, como sobrenome.

Em 1979, em nova eleição presidencial com um só candidato, obtem 99,8%. Em 1986 volta a resultados da mesma dimensão sendo eleito com 99,97% dos votos. No seguimento de um período de greves e revoltas dos estudantes, em 1990 é instaurado o multipartidarismo e em dezembro de 1993 Bongo é eleito com 51% dos votos. Resultado que melhora para 66% nas eleições de 1998 continuando na presidência, e ganhando as eleições seguintes até morrer. Deste modo, foi o Chefe de Estado que esteve mais tempo no poder, com exclusão de monarcas, tendo sido presidente durante 41 anos, entre 1967 e a data da sua morte. Faleceu em Barcelona, no seguimento de um ataque cardíaco, a 8 de junho de 2009, com 72 anos..[1][2][3]

A 17 de Dezembro de 2001 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal.[4]

Em 2002, criou treze parques nacionais e tornou 21% do território do Gabão área protegida por lei.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Omar Bongo

Referências

  1. Morreu presidente Omar Bongo do Gabão - BBC para a África, 8 de junho de 2009
  2. «Biografia de Omar Bongo - notícia da BBC». Consultado em 8 de junho de 2009 
  3. «Presidente do Gabão morreu mesmo, confirmou primeiro-ministro». Consultado em 8 de junho de 2009 
  4. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Omar Bongo". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 11 de abril de 2016 
Precedido por
Léon M'ba
Presidente do Gabão
1967 – 2009
Sucedido por
Rose Francine Rogombé
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.