Onésimo (Bíblia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Onésimo de Bizâncio. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde abril de 2017)
São Onésimo
Festa litúrgica 16 de Fevereiro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Onésimo (seu nome significa "útil") viveu entre os séculos I e II, na Frigia (Ásia Menor). Antes de se tornar cristão, foi escravo de Filemón, que era proprietários de escravos na cidade de Colossos.

A tradição religiosa cristã conta que Onésimo roubou seu amo e fugiu para Roma. Ali, recorreu ao apóstolo Paulo, que o perdoou e o converteu. O apóstolo Paulo enviou-o de volta a Filemón com uma carta recomendando de volta o escravo fugitivo. Onésimo foi perdoado e passou a trabalhar corretamente. Todavia na carta que Paulo escreve a Filemom não está explicito se houve mesmo um roubo com o intuíto de provocar prejuízo à Filemom, entretanto um estudo mais apurado da atitude de Onésimo leva-se a entender que o escravo tenha fugido do seu amo para ir à Roma conhecer pessoalmente o apóstolo Paulo; certamente Onésimo tinha o desejo de se converter mas queria antes estar com Paulo e ouvi-lo. Talvez Onésimo tenha subtraído algum valor de Filemom para bancar as despesas da sua viagem da cidade de Colossos até Roma aonde estava o apóstolo Paulo. A convicção do apóstolo ao recomendar de volta Onésimo à Filemon dá a entender que Onésimo havia causado o dolo com uma intenção nobre.

De acordo com a tradição cristã e a narrativa de Santo Inácio de Antioquia, mais tarde Onésimo tornou-se bispo de Éfeso[1] . Foi preso na época do Imperador Domiciano e levado a Roma, onde morreu apedrejado.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

pt:Onésimo de Bizâncio

  1. Santo Inácio de Antioquia. Carta aos Efésios. [S.l.: s.n.]