Ona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ona (Selk'nam)
Falado em: Argentina Chile
Região: Patagónia, Terra do Fogo.
Total de falantes: extinta anos 1970
Família: Chonana
 Chon própria
  Chon insular
   Ona
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: ona

Ona (Aona), também chamada Selk'nam (Shelknam), é uma língua falada pelos indígenas Selknam na Ilha Grande da Terra do Fogo, extremo sul da Argentina e Chile.

Faz parte das línguas chonanas da Patagónia e quase extinta, devido tanto ao genocídio Selk'nam do final do século XIX por parte de imigrantes espanhóis, muitas fatalidades devido a doenças e perturbação da sociedade tradicional. Uma fonte afirma que os últimos falantes nativos fluentes morreram na década de 1980,[1]:92 mas outros dizem que havia pelo menos dois falantes em 2014.[2] Os Selk'nans, também conhecidos como Ona, eram indígenas que habitavam a parte nordeste do arquipélago da Terra do Fogo desde milhares de anos antes da chegada dos europeus. Eram nômades conhecidos como "pessoas do pé" e faziam sua caça em terra, em vez de serem marinheiros.

O último Selknam, Ángela Loij, morreu em 1974. Eles foram um dos últimos grupos aborígenes na América do Sul a serem alcançados pelos europeus. Sua língua, que se acredita ser parte da família Chonana, foi considerada extinta quando os últimos falantes morreram nos anos 80.

Gramática[editar | editar código-fonte]

A linguagem Ona é tem a ordem de palavras objeto-verbo-sujeito (OVS). Existem apenas duas classes de palavras em Selknam: substantivos e verbos.[3]

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Com base nos dados disponíveis, o Selk'nam parece ter tido 3 vogais e 23 consoantes.[4]

Selk'nam tem três vogais: /a, ɪ, ʊ/.

Consoantes
Bilabial Alveolar Palato-
alveolar
Retroflexa Palatal Velar Uvular Glotal
dental plana
Oclusiva surda p t k q ʔ
ejetiva
Africada surda t͡ʃ
ejetiva t͡ʃʼ
Fricativa s ʂ x h
Nasal m n
Aproximante l j w
Vibrante ɾ

Referências

  1. Adelaar, Willem (2010). "South America". In Christopher (ed.), Atlas of the World's Languages in Danger, 3rd Edition. UNESCO. pp. 86-94.
  2. Rojas, Luis (2014). A Heritage Reference Grammar of Selk'nam. Manuscript.
  3. Najlis, Elena (1973). Lengua selknam. Buenos Aires: Universidad de Salvador 
  4. Berscia, Luis Miguel Rojas (2014). A Heritage Reference Grammar of Selk’nam. Radboud University Nijmegen: [s.n.] 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]