Onda Mental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Onda Mental (DC Comics))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Onda Mental (Brainwave no original em inglês, e algumas vezes traduzido como Neuron no Brasil) é o nome de dois personagens fictícios dos quadrinhos da DC Comics. O primeiro é um vilão, membro da Sociedade da Injustiça, o outro é um herói, filho do primeiro, e ex-membro da Corporação Infinito.

Henry King, Sr.[editar | editar código-fonte]

Primeira aparição em All-Star Comics # 15 (February-March 1943). Henry King nasceu por volta da década de 1910, e era um mutante de cabeça anormalmente grande, baixinho e careca, com vários dons mentais. Tornando-se psiquiatra, ele secretamente cometia crimes nos anos 40, usando ilusões sólidas criadas por sua mente para cometer roubos.

Em seu primeiro confronto com a Sociedade da Justiça, em 1942, Onda Mental aproximou-se de membros individuais do grupo oferecendo serviços psiquiátricos como Dr. Henry King, com a exceção do Lanterna Verde Alan Scott. Com uma sugestão pós-hipnótica, o grupo foi reunido no Perisfério que era originalmente da Feira Mundial de New York, e que nos anos 40 servia como QG secreto do All-Star Squadron. Onda Mental usou então um dispositivo que ampliava suas capacidades mentais, e prendeu o grupo de modo que o dispositivo mantinha suas mentes numa realidade virtual em que eles eram massacrados por nazistas, enquanto seus corpos permaneciam imóveis aqui. Posteriormente, membros do All-Star Squadron também foram presos nesta máquina. Uma vez que o Lanterna Verde Alan Scott foi conectado a máquina, sua força de vontade provou-se grande demais para o dispositivo e seu orquestrador, fazendo isto explodir, e tornando Onda Mental insano por meses. (All-Star Squadron 18-20)

Em 1947, ele juntou-se a Sociedade da Injustiça Mundial. Em algum ponto de tempo, ele casou-se com Merry Pemberton (secretamente Merry, Girl of 1000 Gimmicks, irmã adotiva de Sideral). Desta relação nasceu um filho, Henry King Jr. (É provável que Onda Mental tivesse usado seus poderes de ilusão pra disfarçar-se). Por volta dos anos 80, ele confrontou a Liga da Justiça e a Sociedade da Justiça na sociedade Secreta de Super-Vilões chefiada por Ultra-Humanóide, onde Onda Mental usava uma ilusão sobre si mesmo a fim de fazê-lo parecer um homem normal e musculoso de colante e visor (Superamigos 12 a 14 no Brasil).

Henry King, Jr.[editar | editar código-fonte]

Primeira aparição em All-Star Squadron # 24 (August, 1983) O filho de Henry King, nasceu com os mesmos dons mentais, mas não partilhava de seus propósitos perversos. Ironicamente, quando o Onda Mental original estava para morrer, após um confronto fatal com Ultra-Humanóide, ele transferiu para seu filho todos os seus poderes mentais, ampliando os que Henry King, Jr. já tinha. Henry King, Jr. tornou-se então Onda Mental Jr. Ele foi um membro ativo da Corporação Infinito e é considerado o telepata mais poderoso da Terra. Sua carreira heróica e estado psicológico, no entanto, são conturbados; em uma crise de identidade, ele criou um grupo de vilões chamado de Legião do Mal para enfrentar a Liga da Justiça (que, exceto pela participação dum andróide representando Gorila Grodd, não tinha nada a ver com a Legião do Mal mostrada em Superamigos). Ele apareceu recentemente ao lado de Adão Negro na libertação de Kahndaq, onde o herói Átomo (Ray Palmer) descobriu que o verme vilão Senhor Cérebro controlava os atos de Onda Mental Jr. de dentro de seu cérebro. [JSA #56-58 e Hawkman (vol. 4) #24-25] É desconhecido quando o verme alojou-se lá. A criação da Legião do Mal pode realmente derivar de sua própria insanidade.

Poderes[editar | editar código-fonte]

Ambos pai e filho tem o dom de criar ilusões extremamente realistas, que eram sólidas, audíveis; alimentos criados com este poder poderiam até ser comidos e ter sabor e aroma como suas contrapartes do mundo real. Eles também tem o poder de hipnose, controle mental, telepatia e rajadas psiônicas. Eles também tem intelecto de gênio; o pai era inventor e psicólogo. As habilidades do pai eram originalmente superiores; entretanto, antes de sua morte, ele as transferiu ao filho, fazendo-o o telepata mais poderoso da Terra.