Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

One Direction

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
One Direction
One Direction na ARIA Awards 2014. Da esquerda esquerda para a direita: Niall Horan, Liam Payne, Harry Styles e Louis Tomlinson.
Informação geral
Origem Londres,  Inglaterra
Mullingar,  Irlanda
País  Reino Unido e  Irlanda
Gênero(s) Dance-pop, pop rock, teen pop
Período em atividade 2010—presente
Gravadora(s) Syco, Columbia Records
Afiliação(ões) The X Factor
Influência(s) The Beatles, Queen, Bon Jovi, Take That, Backstreet Boys, Elvis Presley, Robbie Williams, Snow Patrol, Coldplay, Spice Girls, McFly.
Integrantes
Ex-integrantes Zayn Malik
Página oficial OneDirectionMusic.com

One Direction (ocasionalmente abreviado por 1D) é uma boyband pop formada na cidade de Londres, Reino Unido, em 2010. Ela é composta pelos britânicos Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson e pelo irlandês Niall Horan.[1] Zayn Malik, um dos integrantes, deixou o grupo em 25 de março de 2015. O quinteto foi formado após seus membros participarem do reality show musical The X Factor como competidores solo, até que, durante o programa, a cantora Nicole Scherzinger e Simon Cowell os uniram para concorrer como um grupo. A banda acabou em terceiro lugar do programa, atrás de Matt Cardle e Rebecca Ferguson.[2][3][1][4]

O grupo saiu do The X Factor com um grande sucesso, tanto que com a força das redes sociais seus dois álbuns, Up All Night (2011) e Take Me Home (2012), quebraram muitos recordes, além de alcançar o topo das paradas pelo mundo todo, e gerou singles de sucesso, incluindo "What Makes You Beautiful" e "Live While We're Young".[5]

Muitas vezes foram descritos como os novos "The Beatles", o grupo provocou o ressurgimento do conceito boyband e de fazer parte de uma nova "Invasão Britânica", sucedendo os The Beatles e as Spice Girls. Além disso, o grupo entrou para o livro dos recordes, o Guinness Book, com seis recordes mundiais jamais alcançados por qualquer outra boyband.[6]

"What Makes You Beautiful" se tornou um hit mundial, o que levou o álbum Up All Night vender mais de 6 milhões de cópias em todo o mundo.[7][8]Em 2012, Take Me Home, estreou na 1.ª posição em mais de 40 países, incluindo a Billboard 200, vendendo mais de 540 mil cópias nos Estados Unidos. Na sua estreia pelo mundo todo, o álbum vendeu pouco mais de 1.616.000 cópias.[9]Em menos de 2 semanas do lançamento, o álbum foi certificado platina nos Estados Unidos, por vender 1 milhão de cópias no país.[10]

Até agora, a boyband já vendeu mais de 19 milhões de singles por todo o mundo, 10 milhões de álbuns, e arrecadou 5 milhões em apenas 10 apresentações com sua primeira turnê em 2012.[11][12] No total, foram mais de 70 milhões de discos e singles vendidos em todo o mundo, vinte e seis milhões apenas nos Estados Unidos, tornando-se uma das bandas recordistas de vendas em nível global.[13] De acordo com Nick Gatfield, o presidente da Sony Music Entertainment, One Direction possuía uma fortuna de US$ 50 milhões até junho de 2012. O portal The Huffington Post declarou: "2012, o ano da One Direction".[14] Também foram proclamados como os "Artistas que mais venderam mundialmente" em 2013 pelo IFPI,[15] "Sucesso Global" pelo Brit Awards em 2014, "Artista Do Ano" pelo AMA's em 2015 e em 2016 o "Melhor Grupo ou Duo" pela Billboard.

História

2010-2011: The X Factor, formação e contrato

"Curiosamente, quando eles saíram, eu tive um sentimento ruim que talvez não deveria ter perdido eles e foi então que surgiu a ideia de que deveríamos ver se eles poderiam trabalhar como um grupo. Convidamos estes cinco rapazes de volta. No minuto em que estavam lá pela primeira vez juntos - era um sentimento estranho. Eles simplesmente se pareciam com um grupo naquele momento. Eu tive uma boa sensação, mas quando eles vieram para minha casa na Espanha e se apresentaram, após cerca de um milionésimo de segundo, eu tentei manter uma cara séria para fazer um pouco de drama antes do show. Lembro-me de estar sentado ao lado de uma garota com a qual eu estava trabalhando. No segundo em que eles saíram eu saltei da cadeira e disse: "Esses caras são incríveis!", eles tinham "aquela coisa". Tinham essa confiança. Eram divertidos. Eles elaboraram seus próprios arranjos. Eram como um grupo de amigos, e destemidos também." - Simon Cowell em entrevista a Rolling Stone.[16]

Em 2010, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan e Zayn Malik fizeram o teste como candidatos solo para a sétima temporada do reality show musical, The X Factor.[17] Todos eles não conseguiram se classificar na categoria "garotos" para continuar na competição, porém, os juízes Nicole Scherzinger e Simon Cowell tiveram uma sugestão deles formarem um grupo (boyband),[18] sendo assim, foram classificados na categoria "grupos". Posteriormente, o grupo se reuniu por duas semanas para se conhecerem melhor e trabalhar juntos. Sobre o nome, quem teve a ideia de chamar o grupo de "One Direction" foi Simon Cowell e Harry Styles.[19][20] A primeira apresentação do grupo, foi uma versão acústica de "Torn" da cantora Natalie Imbruglia,[21] em várias apresentações o grupo cantava músicas de Elton John, Bonnie Tyler, The Beatles, Snow Patrol, Kelly Clarkson, Rihanna, entre outros, assim levando o grupo rapidamente a ganhar popularidade no Reino Unido. One Direction terminou em terceiro lugar atrás da segunda colocada, Rebecca Ferguson, e do campeão Matt Cardle. Imediatamente após a final da competição, sua canção "Forever Young", que teria sido liberada se eles tivessem ganhado o The X Factor, vazou na internet.[22]

Pouco depois, foi confirmado que One Direction tinha assinado contrato de 2 milhões de dólares com a gravadora Syco.[23] Assim sendo, eles começaram a gravação de seu álbum de estreia em janeiro de 2011, intitulado como Up All Night.[24][25]

2011-2012: Up All Night, turnê e sucesso internacional

Criticamente elogiado por seu apelo para o público adolescente, o primeiro álbum de estúdio da One Direction, Up All Night, que contém canções escritas por Kelly Clarkson, Ed Sheeran e Tom Fletcher, foi lançado mundialmente em 18 de novembro de 2011.[26][27]O álbum se tornou o álbum britânico mais vendido de 2011, e liderou as paradas de álbuns em mais de 16 países, incluindo a Billboard 200, fazendo da One Direction o primeiro artista britânico a alcançar a 1.ª posição com seu álbum de estreia, com esse efeito, entraram para o Guinness Book,[28]superando a conquista das Spice Girls em 1997, com o álbum Spice, que debutou na 6.ª posição.[29]Up All Night também se tornou o primeiro álbum de uma boyband a vender 500 mil cópias digitais nos Estados Unidos. A partir de agosto de 2012, tinha vendido mais de 3 milhões de cópias digitais em todo o mundo.[30]Em setembro de 2011, foi lançado o primeiro single do grupo, "What Makes You Beautiful", que se tornou um sucesso mundial. A canção foi muito bem elogiada pelos críticos de música contemporânea, muitos dos quais destacou o seu apelo para o público adolescente e sensibilidade pop.[31]O single fez sua estreia na 1.ª posição na parada de singles do Reino Unido, a UK Singles Chart, depois de estabelecer um recorde na Sony Music Entertainment, vendendo mais de 153.965 cópias apenas na pré-venda. O single também alcançou o topo das paradas de singles irlandesas e escocesas, alcançando o top dez na Austrália e na Nova Zelândia. Na Billboard Hot 100, "What Makes You Beautiful" alcançou a 4.ª posição. Em janeiro de 2013, o single já tinha vendido mais de 4 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos [32] e 6 milhões em todo o mundo. Além disso, "What Makes You Beautiful" é a canção mais vendida por uma boyband na história, superando novamente o sucesso de 1998, "Spice Up Your Life", do girl group Spice Girls. Os singles seguintes, "Gotta Be You" e "One Thing", se tornaram um sucesso moderado nas paradas musicais, alcançando o top 10 em mais de 20 países, incluindo a UK Singles Chart. Em novembro de 2011, eles assinaram um contrato com a gravadora Columbia Records na América do Norte.[33]Steve Barnett, o co-presidente da Columbia Records, disse que não foi uma decisão difícil assinar com a One Direction, pois os membros tinham potencial.[34][35]Após a chegada nos Estados Unidos em fevereiro de 2012, a One Direction embarcou em uma onda de promoção de seus singles nas rádios norte-americanas, e também divulgando sua primeira turnê, como número de abertura para ao grupo Big Time Rush. Eles fizeram sua primeira aparição na televisão dos Estados Unidos no programa Today Show, em 12 de março de 2012, no Rockefeller Center, cerca de 15 mil fãs invadiram a praça.[36]

One Direction se apresentando no programa The X Factor, em 2011.

One Direction participaram do Brit Awards em 2012, onde "What Makes You Beautiful" ganhou o prêmio na categoria "Melhor Single Britânico".[37]Em abril de 2012, uma banda americana que passou pelo mesmo nome, entrou com um processo por violação de marca registrada.[38]Segundo o processo, a banda dos Estados Unidos tinha usado o nome em 2009, gravou dois discos e apresentou um pedido para registrar o nome só em 2011, sendo assim, One Direction (britânico) se registraram em 2010, ou seja, não houve plágio.[39]A banda dos Estados Unidos e também com indenização de 1 milhão de dólares. Em nota, a Syco ignorou os pedidos da banda americana, e acrescentou que a banda estava querendo lucras às custas de One Direction.[40][41]A BBC informou em setembro de 2012, que o grupo britânico venceu a disputa legal sobre o direito de continuar usando o nome da banda, a banda dos Estados Unidos mudou seu nome para "Shores Uncharted". Os membros da One Direction anunciou em um comunicado que estava feliz em poder continuar com o nome.[42]

Em dezembro de 2011, One Direction embarcou em sua primeira turnê pelo Reino Unido, a Up All Night Tour.[43]Ao todo, a One Direction tinha apresentado 62 shows, e foi muito bem recebido tanto pelas críticas e principalmente comercialmente. Com a turnê, eles lançaram um DVD chamado Up All Night: The Live Tour, foi lançado em maio de 2012. Além disso, o DVD alcançou o topo das paradas em 25 países, a partir de agosto de 2012, suas vendas globais ultrapassou 1 milhão de cópias.[44]One Direction também lançou seu primeiro livro, Dare to Dream: Life as One Direction, o livro foi publicado nos Estados Unidos em 22 de maio de 2012, posteriormente chegou ao topo da lista do New York Times Best Seller.[45]Em junho de 2012, Nick Gatfield, presidente e executivo-chefe da Sony Music Entertainment, afirmou que até 2013, One Direction teria um patrimônio de 100 milhões de dólares.[46][47]Ele disse a uma entrevista: "O que você talvez não saiba sobre One Direction é que eles já representam uma fortuna de US$ 50 milhões de dólares, e até 2013 a fortuna pode triplicar".[48]Em agosto de 2012, apenas com o lançamento de seu primeiro álbum, a banda alcançou um recorde de 8 milhões de singles, 4 milhões de álbuns e 1 milhão de DVDs. Também em 2012, eles fizeram uma apresentação de "What Makes You Beautiful" no encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, que apresentaram Rio de Janeiro como a próxima sede das Olimpíadas de 2016. One Direction foram os maiores vencedores do MTV Video Music Awards de 2012 após vencer três indicações em 6 de setembro, incluindo a categoria de "Melhor Artista Revelação".[49][50]

2012-2013: Take Me Home, turnê mundial e filme

Em maio de 2012, One Direction começou a gravar seu segundo álbum de estúdio, Take Me Home, em Estocolmo, Suécia.[51][52][53]Em abril de 2012, o grupo divulgou que eles queriam contribuir mais para a composição de seu segundo álbum, dizendo: "Estamos sempre escrevendo novas músicas durante as turnês, em hotéis e aeroportos. Não queremos esperar pelas pessoas compor e logo em seguida gravar."[54]O grupo também afirmou que ter colaborado com Ed Sheeran na composição da faixa "Moments" foi essencial para esta decisão.[55][56]

No dia 23 de setembro, a banda anunciou que o nome do primeiro single de seu segundo álbum seria "Live While We're Young", e que a partir da meia noite, o single estaria disponível para pré-venda.[58]O nome da música automaticamente passou a ser um dos 10 assuntos mais comentados do mundo no Twitter, permanecendo lá por cerca de 24 horas, além de ter tido grande repercussão não só da mídia internacional, como também da brasileira.[59]Ainda no dia 23 de setembro, quando o extended play do single foi liberado para pré-venda em alguns países, eles alcançaram facilmente o topo do iTunes em 10 países, incluindo Reino Unido, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, Filipinas e Brasil.[60]No dia 24 de setembro, foi noticiado que o novo single da One Direction já é o mais vendido em pré-venda da história, chegando ao topo em mais de 40 países.[61]"Live While We're Young" alcançou a 3.ª posição na Billboard Hot 100 e na UK Singles Charts, o que causou um grande sucesso, recebendo disco de platina em ambos países. Além disso, o vídeo do single superou o vídeo mais visto no Youtube que era de "Boyfriend" de Justin Bieber.

One Direction se apresentando na turnê Take Me Home Tour, em 2013

. Em novembro de 2012, foi lançado oficialmente o segundo álbum do grupo, Take Me Home, que foi muito bem recebido criticamente e comercialmente, estreou na 1.ª posição em mais de 40 países, incluindo na principal parada de álbuns dos Estados Unidos, a Billboard 200, vendendo mais de 540 mil cópias no país. Na sua estreia pelo mundo todo, o álbum vendeu mais de 1.616.000 cópias.[62]Em menos de 2 semanas do lançamento, o álbum recebeu certificado de platina nos Estados Unidos, por vender 1 milhão de cópias. Criticamente, o álbum foi bem recebido pelos críticos da música, enquanto que a Rolling Stone (principal revista de críticos dos Estados Unidos) disse que os garotos apresentam uma melhora de 'N Sync e Backstreet Boys.[63]

Ainda em 2012, foi lançado o segundo single do álbum, "Little Things", que estreou na 1.ª posição, fazendo da One Direction ser a boyband mais jovem da história a conseguir debutar na primeira posição na principal parada do Reino Unido, a UK Singles Chart.[64][65]One Direction apresentou "Little Things" no Royal Variety Performance, na presença da Rainha Elizabeth II. Em 2012, o grupo gravou o single oficial de caridade pela Comic Relief, "One Way or Another (Teenage Kicks)", um mashup de "One Way or Another" da banda Blondie (1979) e "Teenage Kicks" de The Undertones (1978). O single de caridade foi lançado em 17 de fevereiro de 2013, e na iTunes Store alcançou a 1.ª posição em mais de 55 países, sendo 1° nos carta do Reino Unido.[66]A banda apresentou a música no Brit Awards de 2013, em que também ganhou o prémio de "Sucesso Global". Além disso, a Official Charts Company revelou que a One Direction teria vendido mais de 2.425.000 álbuns apenas no Reino Unido até fevereiro de 2013. One Direction embarcou em sua segunda turnê, em fevereiro de 2013, a Take Me Home Tour (World Tour). A turnê é composta por mais de 100 shows na Europa, América do Norte e Austrália.[67][68]As vendas de ingressos chegaram a 300.000 mil em apenas um dia de lançamento no Reino Unido e na Irlanda, que incluiu seis apresentações na The O2 Arena em Londres. Além disso, a Sony Pictures Entertainment anunciou em novembro de 2012 que um filme em 3D sobre o grupo estava em produção, recebendo o nome de One Direction: This Is Us. O filme, dirigido por Morgan Spurlock, foi lançado em 30 de agosto de 2013 pela TriStar Pictures.[69][70]Até outubro de 2013, o filme já havia faturado mais de 62.618.967 milhões de dólares.[71]

No dia 19 de março de 2015, Zayn Malik anunciou que abandonaria a turnê On The Road Again. De acordo com ele, o principal motivo era o estresse.[72] Dias depois, em 25 de março, o grupo emitiu um comunicado pelo Facebook anunciando a saída do cantor da banda.[73]

Após várias especulações e alguns meios de comunicação terem afirmado a separação do grupo, Niall Horan, do One Direction, confirmou segunda-feira (24 de agosto de 2015) que a banda vai fazer uma "pausa" em 2016: "Ok, muitos rumores rolando. Nós não estamos terminando, mas vamos fazer uma merecida pausa em algum ponto do ano que vem", escreveu no Twitter. Foi a primeira confirmação oficial da banda sobre o hiato. [74]

Características artísticas

Imagem

Neil McCormick, do jornal britânico The Daily Telegraph, publicou um artigo sobre a natureza do sucesso da banda One Direction na América do Norte, no qual notava que a geração nova de "wannabes" britânicos podem realmente cantar, para começar. As boybands britânicas do passado sempre tiveram pontos fracos para os norte-americanos, a imagem "morta" que fazia muitos giros de cabeça e piruetas para encobrir a sua incapacidade de fazer mais do que grasnar uma aproximação da nota correta.[75]Ele também afirmou que os americanos tinham deixado uma lacuna no mercado fonográfico, e foi preciso que Justin Bieber se destacasse para demonstrar que ainda havia espaço para "meninos bem vestidos e saudáveis que defendem o amor juvenil". Ele encerrou o artigo deixando a pergunta: "O que poderia ser melhor do que um menino bonito, se não cinco?".[76]

One Direction, Clyde Auditorium, Glasgow em 2012.

O Yahoo! News publicou um artigo que informava que, de acordo com a ferramenta do Google de palavras-chave, 3.35 milhões de pessoas procuram por One Direction e relacionados a cada mês.[77]A conta da banda no Twitter já acumula mais de 30 milhões de seguidores. O grupo é frequentemente rotulado como a nova invasão britânica nos Estados Unidos.[78][79][80][81][82]Niall Horan, membro da banda, comentou sobre ver One Direction como uma boyband:

Estilos musicais e vocais

O primeiro álbum da One Direction, Up All Night (2011), é predominantemente um registro da música pop, com elementos de teen pop, dance-pop e power pop, com influências electropop e rock.[84][85]Robert Copsey da Digital Spy descreveu o álbum como uma "coleção de pg pop rock com refrões matadores", enquanto o New York Times considerou-o como "um rock leve, uma música pop alegre e bem inteligente".[86]Jason Lipshutz da Billboard reconheceu que o álbum demonstra uma originalidade no som que era "necessário para a revitalização do movimento boyband". Canções como "One Thing" e "What Makes You Beautiful" foram particularmente notáveis para os gêneros de power pop pop rock com guitarra e refrões fortes.[87]

Vocalmente, em um cenário vivo, Erica Futterman da Rolling Stone afirmou que suas performances acústicas são boas apresentações mas "não há necessidade de se preocupar com os vocais de Niall Horan, ele é melhor tocando guitarra."[88][89][90]A revista The Washington Post escrevou que "é fácil imaginar um bom futuro para quatro dos membros em carreiras como Justin Timberlake e Ricky Martin, mas definitivamente, nenhuma nota de Niall Horan se destacou".[91]Mike Wass de Idolator sentiu que a One Direction teve uma apresentação surpreendente em "Use Somebody" de Kings of Leon, e evoluiu seu som.[92]

Segundo Tomlinson, Spice Girls é uma das maiores influências do grupo.

Influências

Em uma reportagem da rede de rádio Capital FM, a banda afirmou que gosta de música pop e rock, principalmente de bandas do sexo masculino, como Coldplay, Take That, Snow Patrol e The Beatles. Além disso, Tomlinson cita Spice Girls como uma de suas maiores influências. Ainda no The X Factor, Louis Tomlinson disse: "Às vezes nos comparam a Robbie Williams e a Justin Bieber e isso não é uma comparação ruim. Nós realmente queremos ser igual a eles."[93]Segundo Liam Payne, suas composições começaram aos 11 anos de idade.[94]

Outros projetos

Filme

Up All Night: The Live Tour é o primeiro filme da banda, lançado em formato de DVD. O lançamento aconteceu no dia 28 de maio de 2012, em dois formatos DVD e download digital. A obra foi gravada durante a turnê Up All Night Tour no Bournemouth International Center, em Bournemouth, com as músicas do álbum multi-platina, Up All Night e cinco covers, sendo eles "I Gotta Feeling", "Stereo Hearts", "Use Somebody", "Valerie" e "Torn". Entre o repertório estão incluindos documentários sobre a vida deles e os videoclipes das músicas "What Makes You Beautiful", "Gotta Be You" e "One Thing". Em 2012, foi anunciado que um novo filme sobre a carreira e vida pessoal do grupo será lançado em agosto de 2013, o filme contará com efeito 3D e já esta sendo gravado.[95]

Livros e calendário

O primeiro livro relacionado com a banda, One Direction: Forever Young (Our Official X Factor Story), foi lançado em 17 de fevereiro de 2011.[96]Publicado pela HarperCollins, o livro contém fotografias pessoais da banda inéditas e bastidores do The X Factor e da turnê X Factor Live, bem como relatos escritos por todos os membros. O livro alcançou o primeiro lugar na lista dos mais vendidos do Sunday Times. One Direction: The Official Annual 2012 foi publicado em 1 de setembro de 2011, possuindo entrevistas exclusivas, notícias e informações, além de fotos jamais vistas. Em 15 de setembro de 2011, lançaram Dare to Dream: Life as One Direction.[97]Tal como os outros livros, contém fotos inéditas da banda em palco e fora dele e em momentos privados. Dare to Dream também alcançou o primeiro lugar na lista do Sunday Times de livros de não-ficção mais vendidos do Reino Unido.[98]

Programa de televisão

Depois de especulações e rumores de que a banda, poderia estrelar um programa de televisão nos Estados Unidos no canal Nickelodeon, a própria emissora confirmou a informação no Twitter, dizendo: "Os rumores são verdadeiros, nossas novidades incluem um projeto em desenvolvimento para a One Direction". O tweet logo provocou consternação nos fãs, que colocaram a hashtag "#1DPleaseDontGoToNick", entre os assuntos mais comentados na rede social.[99]

O seriado Glee apresentou um dos seus singles, "What Makes You Beautiful", no décimo nono episódio da terceira temporada, onde este era cantado por Joe, Sam, Artie, Rory e Mike (nomes na série).[100]

Marcas e brinquedos

A banda lançou seu primeiro calendário intitulado como One Direction 2012 Calendar em 15 de dezembro de 2011. A Amazon.com revelou que a banda teria alcançado o calendário mais vendido de todos os tempos no Reino Unido, superando o calendário de Cheryl Cole, Official Cheryl Cole 2011 Calendar, e o da banda JLS.[101]One Direction tornou-se embaixadores da marca Pokémon Black and White em abril de 2011. Eles estrelaram uma série de anúncios de televisão, bem como eventos especiais do espetáculo para encontros de fãs.[102]Eles também lançaram uma edição limitada de celulares da marca Nokia dos modelos Nokia C2-02 e Nokia C3-00. Estes celulares contêm conteúdos exclusivos como papéis de parede, toques e bastidores de vídeos do grupo.[103]Em abril de 2012, a Hasbro anunciou que em breve será lançado brinquedos, jogos e produtos de entretenimento, incluindo bonecos e mini-figuras dos membros.[104][105]

Membros

Harry Styles

Ver artigo principal: Harry Styles
Harry Styles.

Harry Edward Styles,[106][107] nascido em Cheshire, Inglaterra, a 1 de fevereiro de 1994,[108] é filho de Anne e Des,[109] e tem uma irmã mais velha, Gemma.[110] Harry tinha sete anos quando seus pais se separaram. Ele estudou na Holmes Chapel Comprehensive School.[108]

Antes de participar do The X Factor, ele foi o vocalista de uma banda chamada White Eskimo, que tinha Haydn Morris como guitarrista, Nick Clough como baixista e Will Sweeny como baterista.[111] Harry citou Elvis Presley como uma de suas influências.[112] Ele fez sua audição para o X Factor com "Isn't She Lovely?" de, Stevie Wonder, e recebeu comentários positivos de dois dos três jurados, com Louis Walsh tendo dúvidas se ele estaria preparado para avançar na competição. No campo de treinamento, ele cantou "Stop Crying Your Heart Out" da banda Oasis. Harry foi eliminado da categoria "garotos" e, após isso, foi colocado na banda por Simon Cowell, junto com os outros membros.[113]

Liam Payne

Ver artigo principal: Liam Payne
Liam Payne.

Liam James Payne,[114] nascido em Wolverhampton, Inglaterra, a 29 de agosto de 1993 (23 anos),[109] é filho de Karen e Geoff.[109][115] Tem duas irmãs mais velhas, Ruth e Nicola.[110] Até os quatro anos de idade, Liam passou por acompanhamento médico e fez diversos testes regulares, pois foi detectado problemas disfuncionais num dos rins.[115] Liam sofreu bullying na escola, o que o levou a frequentar aulas de boxe, comentando: "Eu tinha que aprender a defender-me, e aos doze anos, lutava contra o treinador de 38 anos. Eu quebrei meu nariz, tive meu tímpano perfurado e chegava a casa com o rosto machucado e inchado. Mas isso deu-me confiança. Eu saí-me muito melhor nos anos seguintes".[116]Ele estudou tecnologia na música na City of Wolverhampton College e, além de cantar, toca piano e guitarra.[117]

A primeira audição de Liam para o The X Factor foi feita na quinta temporada, aos quatorze anos, quando Simon Cowell achou que ele não estava pronto para a competição e lhe pediu para voltar em dois anos. Ele retornou na sétima temporada e cantou "Cry Me a River" uma canção popular, recebendo aplausos de pé da plateia e de Cowell. No campo de treinamento, ele cantou "Stop Crying Your Heart Out" antes de ser eliminado na categoria garotos e ter se juntado ao grupo da One Direction.[116]Payne cita Justin Timberlake como sua primeira e maior influência.[118]

Louis Tomlinson

Ver artigo principal: Louis Tomlinson
Louis Tomlinson.

Louis William Tomlinson,[119][120] nascido em Doncaster, Inglaterra, a 24 de dezembro de 1991 (25 anos),[121] é filho de Johannah e Mark, e tem cinco irmãs mais novas, Charlotte, Felicite, Georgia (filha de seu pai com outra mulher) e as gêmeas Daisy e Phoebe.[110] Seus pais se separaram em 2011. Ele estudou na Hall Cross School, onde atuou em diversas produções, e na Hayfield School.[122][123]

Suas irmãs Daisy e Phoebe tinham papéis em uma série infantil chamada Fat Friends e Louis as acompanhava para servir de extra. Mais tarde, frequentou uma escola de atuação em Barnsley. Ele atuou em um filme de drama do ITV, chamado If I Had You e teve um pequeno papel em Waterloo Road.[112]Em 2010, ele fez uma audição solo na sétima edição do programa The X Factor, cantando "Hey There Delilah" logo após o Simon pedir para que ele mudasse a música enquanto cantava "Elvis Ain't Dead". Louis foi eliminado da categoria "garotos" e colocado na banda junto com os outros membros.[20]

Niall Horan

Niall Horan.

Niall James Horan, nascido em Mullingar, Irlanda,[109] a 13 de setembro de 1993 (23 anos), é filho de Maura Gallagher e Bobby Horan,[109] e irmão de Greg Horan.[124] Seus pais se divorciaram quando tinha cinco anos.[109] Greg e ele viveram entre a casa dos dois por alguns anos e finalmente, quando jovens, decidiram morar com o pai em Mullingar.[109] Niall foi um aluno do Coláiste Mhuire, Coláiste Mhuire e da Congregation de Christian Brothers.[125][110]Durante um período, ele esteve no coral de sua escola, participando sazonalmente de uma canção natalina.[20]

Antes de sua participação no The X Factor, ele executou diversas performances em sua terra natal, inclusive como um ato de apoio a Lloyd Daniels em Dublin.[126]Horan toca guitarra desde sua infância.[127]

Zayn Malik.

Ex-membros

Zayn Malik

Ver artigo principal: Zayn Malik

Zain Javadd "Zayn" Malik,[128][129] nascido em Bradford, Inglaterra, a 12 de janeiro de 1993,[130] é filho de Tricia Malik e Yaser. Ele tem uma irmã mais velha, Doniya, e duas irmãs mais novas, Waliyha e Safaa.[110][131] Malik cresceu no East Bowling[130] e foi um aluno da Lower Fields Primary School e mais tarde da Tong High School. Zayn não se sentiu integrado nas suas duas primeiras escolas, por ser multirracial. Contudo, Malik diz ter começado a apreciar a sua aparência depois de mudar de escola aos 12 anos.[126]

Na audição para The X Factor, o vocalista disse que procurava experiência. Ele citou música urbana como sua primeira influência musical, seguida por R&B e rap.[126] Para sua audição no programa, ele cantou o single "Let Me Love You" do cantor Mario.[126]Assim como os outros membros da banda, Zayn classifica Bruno Mars como uma de suas influências.[132]Em maio de 2012, o cantor revelou que está namorando Perrie Edwards, que faz parte do grupo Little Mix.[133][134][135][136] Em agosto de 2013, foi anunciado que Zayn e Perrie estavam noivos.[137] Em 25 de março de 2015, Malik anunciou sua saída do grupo.[138]

Discografia

Discografia de One Direction
Álbuns de estúdio 5
Extended plays (EP) 1
Singles 10
Vídeos musicais 14
Turnês 4

A discografia de One Direction consiste em quatro álbuns de estúdio, três extended plays (EP), um álbum de vídeo, dez singles (incluindo três como banda convidada), 2 filmes e quatorze vídeos musicais. [139] Inicialmente, a banda tinha um contrato com a editora de Simon Cowell, Syco Records.[140] Mais tarde, fecharam um contrato na América do Norte com a editora Columbia Records.[141]

O álbum Up All Night alcançou a segunda posição no Reino Unido e se tornou no décimo sexto mais vendido do ano de 2011, registando vendas superiores a 468 mil cópias.[142] Nos Estados Unidos, estreou no número um registando vendas superiores a 176 mil unidades em sua primeira semana. No mundo, Up All Night alcançou um enorme sucesso comercial e gráfico, atualmente já acumula mais de 6 milhões de cópias vendidas mundialmente e posicionando-se no primeiro posto em oito países e dentro dos dez melhores lugares em outros quatorze países, incluindo Portugal, Japão e a Espanha.[143] Além disso, foi o quinto álbum mais vendido de 2011 nos EUA.[144] O primeiro single, "What Makes You Beautiful", foi lançado em Setembro de 2011 em países europeus,[145] e liderou as tabelas musicais da Irlanda,[146] Reino Unido e Escócia, tornando-se no single mais vendido do ano pouco tempo após o seu lançamento.[147][148] Além disso, alcançou as dez melhores posições em doze países, incluindo os EUA, o Brasil e o Canadá. "What Makes You Beautiful" recebeu o certificado de platina por seis vezes pela Australian Recording Industry Association (ARIA), por oito vezes pela Canadian Recording Industry Association (CRIA) e por três vezes pela Recording Industry Association of America (RIAA). Atualmente o single já vendeu mais de 8 milhões de cópias mundialmente, tornando-se o mais vendido da carreira.

O segundo álbum de estúdio da banda, Take Me Home, foi lançado em Novembro de 2012. Take Me Home tornou-se em um enorme sucesso a nível mundial, tendo estreado na primeira posição de vários países, incluindo o Reino Unido, a Austrália e a Irlanda. Nos Estados Unidos, estreou no número um e teve a terceira maior estreia de 2012 com mais de 500 mil cópias vendidas no território, vendendo quase um milhão de exemplares até o fim do ano.[149] Além disso, recebeu a certificação de disco de ouro nos Países Baixos no dia do seu lançamento e também em Portugal, disco de platina nos EUA e na Nova Zelândia, e disco de platina duplo na Austrália. Take Me Home foi o terceiro álbum mais vendido de 2012. O primeiro single, "Live While We're Young", atingiu a terceira posição no Reino Unido, a primeira na Irlanda e Nova Zelândia, e a segunda no Canadá.[150] Ao estrear no número três nos EUA, a música estabeleceu a maior estreia por um grupo britânico naquele país e a segunda maior estreia por qualquer artista da mesma nacionalidade.[151] "Live While We're Young" recebeu o certificado de disco de platina na Austrália, Nova Zelândia e nos EUA.

A 25 de Novembro de 2013, Midnight Memories foi liberado com o terceiro trabalho de estúdio da banda. Assim como o antecessor, o álbum estreou na primeira posição de vários países, incluindo o Reino Unido, onde se tornou o disco mais vendido rapidamente do ano, com 237 mil cópias faturadas em sua primeira semana.[152] Nos Estados Unidos, a One Direction tornou-se a primeira banda britânica desde 1967 a colocar três álbuns no número um consecutivamente na principal tabela do país, a Billboard 200, com Midnight Memories debutando no primeiro posto com vendas de 546 mil cópias em seus primeiros sete dias de distribuição.[153] Na Polônia, no Japão e na Itália o disco recebeu o certificado de ouro em sua primeira semana de vendas, e platina no Reino Unido, na Austrália e na Espanha. Com apenas 5 semanas de lançamento, Midnight Memories se tornou o álbum mais vendido de 2013. "Best Song Ever", o seu primeiro single, foi liberado dia 22 de Julho e atingiu a segunda posição no Reino Unido e nos Estados Unidos, sendo certificado com discos de platina em ambos os países, enquanto "Story of My Life", o seu segundo compacto, conseguiu a terceira colocação em solo britânico, a sexta nos EUA e a primeira na Bélgica, Irlanda e Nova Zelândia, ganhando certificado de ouro neste último e na Austrália.

No dia 17 de novembro de 2014 foi lançado o quarto álbum de estúdio da banda intitulado FOUR. Antes do seu lançamento, a boyband liberou o download gratuito da faixa "Fireproof", que quebrou o record de música mais baixada em 24 horas com mais de 1 milhão de downloads baixados.[154] O álbum estreou em 1° lugar em vários países ao redor do mundo como EUA, Canadá, Reino Unido, México, Nova Zelândia, entre outras. Vendeu em seu debut nos Estados Unidos pouco mais de 380 mil cópias alcançando o primeiro lugar na parada da Billboard 200, dando a eles o recorde de ser a primeira banda a ter seus quatro primeiro álbuns em 1° nos Estados Unidos em seu lançamento.[155] Foi certificado 2x platina na Austrália e México, platina nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Itália, e ouro na Nova Zelândia. O primeiro single do álbum, "Steal My Girl" estreou na 13° posição nos Estados Unidos, sendo o único single chefe de um álbum da banda a não estrear no top 10 mas alcançou o primeiro lugar na Dinamarca e top vinte na Austrália, Itália e França.

Made In The A.M. foi o quinto álbum lançado pela boyband no dia 13 de novembro de 2015. O álbum foi marcado sendo o primeiro álbum sem o ex integrante Zayn Malik que havia saído durante a turnê mundial "On The Road Again" e como o último antes do hiato da banda. O álbum vendeu mais de 450 mil unidades nos Estados Unidos ocupando o 2° lugar na parada norte americana, se tornando o primeiro álbum da banda a não atingir a 1° posição no chart. Mas alcançou o topo em países como a Bélgica, Irlanda, Itália, Reino Unido e Portugal, entre outros. Seu single "Drag Me Down" foi um sucesso mundial em pouco tempo, tendo seu lançamento surpresa, alcançou o 1° no Reino Unido, Portugal, Nova Zelândia, Irlanda, França, Austrália e top 3 nos Estados Unidos e Canadá, sendo certificado como platina nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Itália, Nova Zelândia, entre outros. Além de ser o primeiro álbum sem o ex integrante Zayn Malik, não teve turnê mundial como parte de divulgação. Até fevereiro de 2017, o álbum já havia vendido mais de 3 milhões de cópias mundialmente.

Até Novembro de 2016, a banda já havia vendido aproximadamente 70 milhões de discos e singles em todo o mundo, sendo vinte e seis milhões apenas nos EUA.[156]

Ano Detalhes do Álbum Singles
2011 Up All Night
  1. "What Makes You Beautiful"
  2. "Gotta Be You"
  3. "One Thing"
  4. "More Than This"
2012 Take Me Home
  1. "Live While We're Young"
  2. "Little Things"
  3. "Kiss You"
2013 Midnight Memories
  1. "Best Song Ever"
  2. "Story of My Life"
  3. "Midnight Memories"
  4. "You and I"
2014 Four
  1. "Steal My Girl"
  2. "Night Changes"
2015 Made in the A.M.
  1. "Drag Me Down"
  2. "Perfect"
  3. "History"

Turnês

Televisão

Ano Título Personagem Notas
2010 The X Factor Eles mesmos Ficaram na 3º colocação do programa.
2011 ITV2 Eles Mesmos Biografia de One Direction a partir da terceira colocação de The X Factor em 2010.
2012 Dancing on Ice Astro musical Participação
Saturday Night Live Astro musical Episódio 720
iCarly Astro convidado Episódio 96 da 6ª temporada.
The X Factor Astro preceptor One Direction foram os conselheiros dos concorrentes.

Prêmios e indicações

One Direction já foi indicado para mais de 400 prêmios desde o inicio de sua carreira, vencendo mais de 350 deles. Entre os prêmios mais importantes, a banda é vencedora de sete (7) Brit Awards, seis (6) Billboard Music Awards, oito (8) Japan Gold Disc Awards, sete (7) American Music Award, dois (2) People's Choice Award, cinco (5) Bravo Otto, cinco (5) ARIA Music Award, doze (12)  MTV Europe Music Award, nove (9) Telehit Award, quatro (4) World Music Award, cinco (5) Billboard Touring Award, um (1) Bambi Award, trinta (30) Teen Choice Award, quatro (4) NRJ Music Award, entre outros. Além de ganhar vários prêmios pela sua música, a boyband também já recebeu prêmios pelos seus perfumes 'Our Moment[162]' e 'Between Us[163]', seu filme 'Where We Are-The Concert Film[164]' e até mesmo seu site 'Made In The AM[165][166]'.

Referências

  1. a b «One Direction Biography». Allmusic (em inglés). Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. http://www.digitalspy.co.uk/tv/s103/the-x-factor/news/a292859/in-full-x-factor-weekly-voting-results.html
  3. Cara Lee (15 de diciembre de 2010). «Simon Cowell snaps up Cher Rebecca and One Direction». The Sun (em inglés). Consultado em 18 de abril de 2012  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Daniel Sperling (12 de diciembre de 2010). «One Direction finish 3rd in X Factor final». Digital Spy (em inglés). Consultado em 18 de abril de 2012  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. «One Direction on UK». The Official Chart Company (em inglés). Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «One Direction: Down to four members - but boy band score six world records in our 2016 book». Guinness World Records (em inglês). 31 de agosto de 2015 
  7. «One Direction 'What Makes You Beautiful' wins BRITs 2012 British Single». BRITs (em inglés). 21 de febrero de 2012. Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  8. Bruna Nessif (6 de septiembre de 2012). «2012 MTV Video Music Awards: Best & Worst Moments and Full Winner's List». E! (em inglés). Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  9. Keith Caulfield (20 de noviembre de 2012). «One Direction's 'Take Me Home' Debuts at No. 1 With Year's Third-Biggest Opening». Billboard (em inglés). Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  10. «Australian Charts - Live While We're Young». Hung Medien (em inglés). 14 de octubre de 2012. Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  11. Andrew Hampp (14 de dezembro de 2012). «One Direction: Q&As With Billboard's Top New Artist of 2012». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 14 de dezembro de 2012 
  12. «One Direction Sing For 'Children In Need' BBC Benefit 2012». Just Jared Jr (em inglés). 16 de noviembre de 2012. Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  13. Andrew, Hampp (25 de Novembro de 2013). «The Business Strategy Behind One Direction's 'Midnight Memories' Roll-Out (From the Magazine)». Billboard (em inglês). Consultado em 28 de Novembro de 2013 
  14. Ashleigh Allsopp (16 de noviembre de 2012). «Girls Aloud, One Direction, Kylie Minogue, Chris Moyles, Susan Boyle And Peter Andre Join Forces For Children In Need». Entertainment Wise (em inglés). Consultado em 10 de febrero de 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  15. «One Direction are officially the biggest global recording artists of 2013». www.ifpi.org (em inglês). Consultado em 4 de março de 2017 
  16. Andy Greene (9 de abril de 2012). «Exclusive Q&A: Simon Cowell on One Direction's Rise to Stardom». Rolling Stone. Jann Wenner. Consultado em 11 de maio de 2012 
  17. Kristy Kelly (26 de julho de 2011). «Nicole Scherzinger: 'I did Simon Cowell a favour with One Direction'». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 26 de julho de 2011 
  18. Kate McMahon (12 de julho de 2010). «Cheryl Tweedy cancels X Factor Boot Camp and V Festival appearances». Daily Mirror. Trinity Mirror. Consultado em 12 de julho de 2010 
  19. Stan Walker, Short Stack, Michael Paynter, Amy Meredith. «One Direction Biography». The Hot Hits Live from LA. MCM Media. Consultado em 27 de abril de 2012 
  20. a b c South Wales Echo (13 de janeiro de 2012). «One Direction prepare for Cardiff sell-out shows». WalesOnline. Media Wales. Consultado em 6 de junho de 2012  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "autogenerated10" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  21. «The X Factor 2010: the 12 acts who made it to the Live Shows». stv. STV Group. 3 de outubro de 2010. Consultado em 4 de novembro de 2011 
  22. Bull, Sarah (31 de outubro de 2010). «X Factor 2010: Flaky Katie Waissel survives by the skin of her teeth as Simon Cowell is down to one act after Belle Amie are voted off». Daily Mail. London: Associated Newspapers. Consultado em 26 de agosto de 2012 
  23. «Tickets for One Direction at HMV Apollo Hammersmith, London, now available from hmvtickets.com». HMV. Consultado em 11 de maio de 2012 
  24. «Up All Night – One Direction». Rovi Corporation. 21 de novembro de 2011. Consultado em 21 de março de 2012 
  25. (liner notes). "Up All Night". One Direction. Syco Music, Sony Music Entertainment. 2011. 
  26. Lewis Corner (19 de agosto de 2011). «One Direction's 'What Makes You Beautiful' breaks pre-order sales record». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 19 de agosto de 2011 
  27. Alan Jones (19 de setembro de 2011). «What Makes You Beautiful becomes fastest seller of the year». Music Week. Intent Media. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  28. Alan Jones (21 de novembro de 2011). «UK Singles Chart Analysis: Rihanna equals Adele record». Music Week. Intent Media. Consultado em 11 de junho de 2012 
  29. Alan Jones (20 de fevereiro de 2012). «Official Chart Analysis: Emeli Sande album sells 113k, DJ Fresh single shifts 128k». Music Week. Intent Media. Consultado em 17 de março de 2012 
  30. Lewis Corner (22 de novembro de 2011). «One Direction sign US record deal with Adele label Columbia». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 14 de janeiro de 2012 
  31. James C. McKinley Jr (23 de março de 2012). «One Direction and the Wanted: Boy Bands Return». The New York Times. The New York Times Company 
  32. Amanda Hasaka (14 de fevereiro de 2012). «One Direction's Debut Single 'What Makes You Beautiful' Now Available On iTunes!». Celebuzz. Buzz Media. Consultado em 15 de fevereiro de 2012 
  33. Keith Caufield (20 de julho de 2012). «One Direction's 'Up All Night' Overtakes Lionel Richie's 'Tuskegee' as 2012's Second-Biggest Selling Album». Billboard.biz. Prometheus Global Media. Consultado em 24 de julho de 2012 
  34. Mark Savage (21 de maio de 2010). «The US love affair with British pop». BBC News. BBC. Consultado em 25 de julho de 2010 
  35. Stephan Lee. «EXCLUSIVE PHOTO: One Direction and Big Time Rush unite for North American tour!». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 4 de fevereiro de 2012 
  36. Steven J. Horowitz (27 de março de 2012). «One Direction & The Wanted: The Billboard Cover Story». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 16 de abril de 2012 
  37. «One Direction Thank Fans For 'Up All Night' Chart Success». Capital FM. Global Radio. 28 de novembro de 2011. Consultado em 14 de janeiro de 2012 
  38. Colin Daniels (7 de setembro de 2012). «Adele, One Direction enter 'Guinness World Records'». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  39. Paul Grein (24 de outubro de 2012). «Week Ending Oct. 21, 2012. Albums: Aldean's Fast Train To #1». Yahoo! Music. United States: Yahoo!. Consultado em 24 de outubro de 2012 
  40. Dan Lane (2 de agosto de 2012). «One Direction sell 12 million singles, albums and DVD and Blu-rays worldwide». Official Charts Company. Consultado em 2 de agosto de 2012 
  41. «One Direction Win Best British Single At BRIT Awards 2012». Capital FM. Global Radio. 21 de fevereiro de 2011. Consultado em 15 de março de 2012 
  42. Rhian Jones (11 de abril de 2012). «One Direction sued for trademark infringement». Music Week. Intent Media. Consultado em 27 de abril de 2012 
  43. «One Direction Prepare For 'Up All Night' Tour With Watford Concert». Capital FM. Global Radio. 19 de dezembro de 2011. Consultado em 27 de março de 2012. Cópia arquivada em 8 de abril de 2012 
  44. «One Direction win fight against US band to keep name». Newsbeat. BBC. 7 de setembro de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  45. Lisa McGarry (24 de fevereiro de 2012). «One Direction announce 2012 tour dates for Australia and New Zealand». Unreality TV. Unrealitytv Limited. Consultado em 31 de março de 2012 
  46. «One Direction Reveal North American Tour Dates». Idolator. Buzz Media. 21 de março de 2012. Consultado em 31 de março de 2012 
  47. Rhian Jones (8 de junho de 2012). «One Direction live DVD hits No.1 in 25 countries». Music Week. Intent Media. Consultado em 11 de junho de 2012 
  48. «ARE ONE DIRECTION BACK IN SWEDEN TO RECORD THEIR SECOND ALBUM?». ugarscape.com. Consultado em 15 de maio de 2012 
  49. «One Direction Enjoy "Amazing Day" In The Studio Recording New Album». Capital FM. Consultado em 15 de maio de 2012 
  50. «One Direction - One Direction Recording Second Album». contactmusic.com. Consultado em 15 de maio de 2012 
  51. «One Direction moan about their salary despite getting 2 million in bonuses from Simon Cowell». The Sun (em inglês) 
  52. «One Direction: Ed Sheeran, new album». Capital 
  53. «Sheeran Adds North America Sights». Dose (em catalão) 
  54. «One Direction: next album will have more guitars and be grungier». Digital Spy (em inglês) 
  55. «Take Me Home». iTunes Store (em Dutch). Netherlands: Apple Inc. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  56. Adam Sherwin (3 de abril de 2012). «One Direction – but where next? Writers join battle to create boy band's next hits». The Independent. London: Independent Print Limited. Consultado em 27 de junho de 2012 
  57. «One Direction Enjoy "Amazing Day" In The Studio Recording New Album». Capital FM. Global Radio. 11 de maio de 2012. Consultado em 11 de maio de 2012 
  58. «One Direction alcança marca de single mais vendido em pré-venda». One Direction (em português brasileiro) 
  59. Tina Hart (21 de outubro de 2012). «One Direction achieve fastest-selling single by a UK act in the US». Music Week. United Kingdom: Intent Media. Consultado em 11 de outubro de 2012 
  60. Alan Jones (19 de novembro de 2012). «Official Charts Analysis: One Direction youngest ever act to score No.1 Album and Single simultaneously». Music Week. United Kingdom: Intent Media. Consultado em 19 de novembro de 2012 
  61. «One Direction's 'Take Me Home' Debuts at No. 1 With Year's Third-Biggest Opening». Billboard. United States: Prometheus Global Media. 20 de novembro de 2012. Consultado em 22 de novembro de 2012 
  62. Tina Hart (29 de novembro de 2012). «Imagem Music signs One Direction hit-writer Fiona Bevan». Music Week. United Kingdom: Intent Media. Consultado em 1 de dezembro de 2012 
  63. Paul Grein (3 de janeiro de 2014). «Chart Watch Extra: Top Albums of 2012». Yahoo! Music. United States: Yahoo!. Consultado em 5 de janeiro de 2013 
  64. «Royal Variety Performance 2012: One Direction and Girls Aloud sing for The Queen». The Daily Telegraph. Telegraph Media Group. 20 de novembro de 2012. Consultado em 24 de novembro de 2012 
  65. Andrew Hampp (4 de dezembro de 2012). «One Direction Headlines Sold-Out Show at Madison Square Garden». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 5 de dezembro de 2012 
  66. Marc Schneider (13 de novembro de 2012). «One Direction 3D Film Gets 'Super' Director». Billboard. New York City: Prometheus Global Media. Consultado em 15 de novembro de 2012 
  67. Jason Lipshutz (21 de fevereiro de 2013). «One Direction Clowns Around in 'One Way Or Another' Charity Video». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 21 de fevereiro de 2013 
  68. «One Direction: This Is Us». Box Office Mojo  Parâmetro desconhecido |acessoda= ignorado (|acessodata=) sugerido (ajuda)
  69. «Zayn Malik abandona turnê do One Direction na Ásia». G1. 19 de março de 2015. Consultado em 25 de março de 2015 
  70. a b «One Direction anuncia saída do cantor Zayn Malik». G1. 25 de março de 2015. Consultado em 25 de março de 2015 
  71. «One Direction vai fazer pausa em 2016, confirma Niall Horan». Consultado em 25 de agosto de 2015 
  72. Neil McCormick (28 de fevereiro de 2012). «The Wanted & One Direction: why British boybands are conquering America». The Daily Telegraph. London: Telegraph Media Group. Consultado em 17 de março de 2012 
  73. «The Wanted & One Direction: why British boybands are conquering America». Rock and Pop Music. Telegraph. Consultado em 17 de março de 2012 
  74. PRWeb – Sun, Mar 11, 2012 (11 de março de 2012). «One Direction Set to Take Over Rockefeller Plaza - Yahoo! News». News.yahoo.com. Consultado em 17 de março de 2012 
  75. «One Direction, British/Irish boy band about to explode in America says Simon Cowell». irishcentral.com. Consultado em 18 de março de 2012 
  76. «The British Are Coming! One Direction Set To Conquer America». Yahoo!. Consultado em 18 de março de 2012 
  77. «MTV News breaks down the differences between the two groups responsible for 2012's British Invasion.». MTV. Consultado em 18 de março de 2012 
  78. «Meet U.K. boy band One Direction». usatoday.com. Consultado em 18 de março de 2012 
  79. «British boy band One Direction cause fan frenzy as they make U.S. television debut performance on Today show». Daily Mail. Consultado em 19 de março de 2012 
  80. «One Direction: X Factor boy band on what sets them apart | Arts | National Post». Arts.nationalpost.com. 12 de março de 2012. Consultado em 17 de março de 2012 
  81. Jody Rosen (28 de março de 2012). «One Direction – Up All Night». Rolling Stone. Jann Wenner. Consultado em 16 de abril de 2012 
  82. Robert Copsey (11 de setembro de 2011). «One Direction: 'What Makes You Beautiful' – Single review». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 25 de julho de 2012 
  83. «One Direction hit 12 million sales in less than a year». BBC News. BBC. 2 de agosto de 2012. Consultado em 2 de agosto de 2012 
  84. Malone, Ailbhe (8 de outubro de 2011). «One Direction, 'What Makes You Beautiful' – Review». NME. IPC Media. Consultado em 3 de janeiro de 2012 
  85. Jon O'Brien. «One Direction». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 30 de junho de 2012 
  86. Matthew Chisling (21 de novembro de 2011). «Up All Night – One Direction». Rovi Corporation. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  87. Jason Lipshutz (7 de março de 2012). «One Direction, 'Up All Night': Track-By-Track Review». Billboard. New York: Prometheus Global Media. Consultado em 16 de abril de 2012 
  88. Jon Caramanica (27 de maio de 2012). «One Direction, the Boy Band, Plays the Beacon Theater». The New York Times. The New York Times Company. Consultado em 16 de junho de 2012 
  89. Robert Copsey (22 de novembro de 2011). «One Direction: 'Up All Night' – Album review». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 28 de novembro de 2011 
  90. «Niall 'X Factor' quer ser novo Bieber». Digital Spy. 31 de agosto de 2010. Consultado em 27 de abril de 2012 
  91. Kerry O'Shea (12 de março de 2012). «One Direction, British/Irish boy band about to explode in America says Simon Cowell». IrishCentral. IrishCentral LLC. Consultado em 31 de março de 2012 
  92. Lyndsey Parker (12 de março de 2012). «The British Are Coming! One Direction Set To Conquer America». Yahoo! News. Yahoo. Consultado em 31 de março de 2012 
  93. «One Direction release autobiography – X Factor News – Showbiz». Digital Spy. 17 de fevereiro de 2011. Consultado em 14 de março de 2012 
  94. «Two more from One Direction for HC». The Bookseller. Consultado em 18 de março de 2012 
  95. «One Direction Score Another Number 1». Entertainment Focus. Consultado em 14 de janeiro de 2012 
  96. «One Direction Lands Nickelodeon TV Show, but... | Gather». Celebs.gather.com. 6 de abril de 2012. Consultado em 17 de março de 2012 
  97. «One Direction on 'Glee'». Hollywood Life. 29 de março de 2012. Consultado em 26 de outubro de 2012 
  98. «One Direction Beat Cheryl Cole And JLS To Score Best Selling Calendar Of All Time». Capital FM. 15 de dezembro de 2011. Consultado em 18 de março de 2012 
  99. «X Factor star's One Direction revealed as ambassadors for Pokémon Black Version and Pokémon White Version – Nintendo – News». Nintendo. Consultado em 14 de janeiro de 2012 
  100. Westaway, Luke (20 de setembro de 2011). «One Direction Nokia C2-02 and C3 hands-on photos | CNET UK». Crave.cnet.co.uk  Parâmetro desconhecido |acessodatea= ignorado (ajuda)
  101. Rachel Levine. «One Direction Set To Debut Their Own Toy Collection!» (em inglês). OK Magazine. Consultado em 26 de maio de 2012 
  102. «One Direction partners with Hasbro for global toy line» (em inglês). Music Week. Consultado em 26 de maio de 2012 
  103. «Harry Edward Styles – Ancestry.co.uk». Ancestry.com. Consultado em 11 de maio de 2012 
  104. «Harry Styles». Capital FM. Global Radio. 12 de março de 2012. Consultado em 17 de março de 2012 
  105. a b Belinda Ryan (29 de setembro de 2010). «Holmes Chapel X Factor star Harry Styles can win show say school bandmates». Crewe Chronicle. Trinity Mirror. Consultado em 23 de outubro de 2011  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "crewe2909" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  106. a b c d e f g «Mums of One Direction stars reveal how the boys have grown into music sensations». Daily Record. Trinity Mirror. 16 de abril de 2012. Consultado em 11 de maio de 2012 
  107. a b c d e Liz Thomas. «Beatlemania takes a whole new Direction! Thousands gather in Montreal to catch a glimpse of the band | Mail Online». Dailymail.co.uk. Consultado em 31 de março de 2012  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "Glimpse" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "Glimpse" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  108. «Holmes Chapel X Factor star Harry Styles can win show say school bandmates». Crewe Chronicle. Consultado em 17 de março de 2012 
  109. a b «One Direction: Chart stars in their own words | The Sun |Showbiz|Bizarre». The Sun. 16 de setembro de 2011. Consultado em 17 de março de 2012  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "thesun2" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  110. Kate Simms (17 de novembro de 2010). «Harry Styles has got the X Factor in Holmes Chapel». BBC News. BBC. Consultado em 31 de março de 2012 
  111. «Liam James Payne – Ancestry.co.uk». Ancestry.com. Consultado em 11 de maio de 2012 
  112. a b Rebecca Davies (18 de setembro de 2011). «One Direction's Liam Payne: 'I effectively died as a baby'». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 17 de março de 2012  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "digitalspy1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  113. a b «Until 6th form I was so short I stood on a brick to kiss | The Sun |Showbiz|Bizarre». The Sun. 17 de setembro de 2011. Consultado em 17 de março de 2012 
  114. Victoria Nash (11 de setembro de 2010). «Liam Payne now sprinting to X Factor success». Express & Star 
  115. «One Direction: "We Take Inspiration From Take That"». Capital FM. Global Radio. 23 de dezembro de 2011. Consultado em 27 de abril de 2012 
  116. «Louis Troy Austin – Ancestry.co.uk». Ancestry.com. Consultado em 11 de junho de 2012 
  117. «GRO Index Doncaster Jan 1992». Ancestry.com. Consultado em 6 de junho de 2012 
  118. «News | Guest Truck and Van». Sherwood Truck and Van. Consultado em 17 de março de 2012 
  119. Published on Tuesday 19 October 2010 09:49 (19 de outubro de 2010). «Family album reveals my boy really has got the X Factor - News». The Star. Consultado em 17 de março de 2012 
  120. «Louis has the Free Press factor!». Doncaster Free Press. 10 de novembro de 2010 
  121. Lisa McGarry (6 de novembro de 2010). «X Factor 2010: Niall Horan's brother says One Direction get along well». Unreality TV. Unrealitytv Limited. Consultado em 17 de março de 2012 
  122. «Mullingar teen has got the X Factor». Westmeath Examiner. Celtic Media Group. 7 de julho de 2010. Consultado em 7 de setembro de 2010 
  123. a b c d One Direction (2011). Dare to Dream: Life as One Direction. [S.l.]: Harper Collins. ISBN 978-0-00-744439-7 
  124. «One Direction, Jessie J and Wretch 32 Unveil Their Best Christmas Presents Ever». Global Radio. 21 de dezembro de 2011. Consultado em 17 de março de 2012  Parâmetro desconhecido |obral= ignorado (ajuda)
  125. «Zain Javadd Malik – Ancestry.co.uk». Ancestry.com. Consultado em 11 de maio de 2012 
  126. «Diva Fever's Craig Saggers: One Direction's Zain 'Zayn' Malik wears the dog-tag I gave him». Teen Now Magazine. IPC Media Limited. 19 de dezembro de 2010. Consultado em 17 de março de 2011 
  127. a b Emma Clayton (5 de outubro de 2010). «East Bowling teenager Zain Malik makes it to finals, but Bradford girl band Husstle bow out». Bradford Telegraph & Argus. Newsquest Media Group. Consultado em 5 de outubro de 2012 
  128. «Zayn Malik's mum: When my boy leaves home, I cry at the gate». Now Magazine. IPC Media Limited. 22 de abril de 2012. Consultado em 11 de maio de 2012 
  129. Maggie Doherty (26 de março de 2012). «Backbeat: One Direction's Harry Styles Gets a Faceful of Ice-Cream Cake at Z-100». Billboard.biz. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de abril de 2012 
  130. Amy Duncan (24 de maio de 2012). «One Direction's Zayn Malik gushes over coy Perrie Edwards». Metro. Associated Newspapers Ltd. Consultado em 11 de maio de 2012 
  131. Lia Nicholls (25 de maio de 2012). «Tongue Direction 1D Zayn and Little Mixer Perrie snog». The Sun. News International. Consultado em 29 de maio de 2012 
  132. «Little Mix star Perrie Edwards' mum: My daughter and Zayn Malik are really good for each other». Now Magazine. IPC Media Limited. 6 de maio de 2012. Consultado em 11 de maio de 2012 
  133. «Zayn Malik and Perrie Edwards are a 'lovely couple' says her mum». STV. STV Group. 4 de maio de 2012. Consultado em 11 de maio de 2012 
  134. noivos.html «Zayn Malik, da One Direction, e Perrie Edwards estão noivos» Verifique valor |URL= (ajuda) 
  135. Bruno Dias (25 de março de 2015). «One Direction anuncia a saída de Zayn Malik». Capricho. Consultado em 25 de março de 2015 
  136. Lee, Cara (15 de Dezembro de 2010). «Simon Cowell snaps up Cher, Rebecca and One Direction». The Sun (em inglês). Consultado em 17 de Abril de 2012 
  137. http://www.expressandstar.com/news/2010/12/13/x-factors-one-direction-sign-1m-deal/
  138. «One Direction sign US record deal with Adele label Columbia - Music News». Digital Spy (em inglês). 22 de Novembro de 2011. Consultado em 17 de Abril de 2012 
  139. «The Top 20 biggest selling albums of 2011 revealed!» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 17 de Abril de 2012 
  140. Caulfield, Keith (21 de Março de 2012). «Top 10 Albums on Billboard 200: Guns N' Roses Gain, Gotye Rises». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc.. Prometheus Global Media. Consultado em 21 de Março de 2012 
  141. «Billboard 200 Albums: 2012 Year End Charts». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 16 de Dezembro de 2012 
  142. «What Makes You Beautiful by One Direction» (em inglês). iTunes. iTunes Store. Apple Inc. Consultado em 17 de Abril de 2012 
  143. «Irish Singles Chart» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 17 de Abril de 2012 
  144. «UK Archive Chart 2011» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 17 de Abril de 2012 
  145. Jones, Alan (19 de Setembro de 2011). «What Makes You Beautiful becomes fastest seller of the year» (em inglês). Music Week. Consultado em 17 de Abril de 2012 
  146. Caulfield, Keith (21 de Novembro de 2012). «One Direction's 'Take Me Home' Debuts at No. 1 With Year's Third-Biggest Opening». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 16 de Dezembro de 2012 
  147. Brian Mansfield (9 de março de 2012). «Meet UK boy band One Direction». USA Today. Gannett Company. Consultado em 31 de março de 2012 
  148. Caulfield, Keith (10 de Outubro de 2012). «One Direction Has Highest-Ever Hot 100 Debut by U.K. Group». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 16 de Dezembro de 2012 
  149. Paul Williams (27 de novembro de 2013). «Midweek Charts update: One Direction heading for 200,000 sales» (em inglês). Music Week. Consultado em 1 de dezembro de 2013 
  150. «One Direction Scores Historic Third No. 1 Album on Billboard 200 Chart». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  151. «One Direction's Free 'Fireproof' Scores 1.1 Million Downloads». Billboard 
  152. «One Direction's 'Four' Makes Historic No. 1 Debut on Billboard 200 Chart». Billboard 
  153. Andrew, Hampp (25 de Novembro de 2013). «The Business Strategy Behind One Direction's 'Midnight Memories' Roll-Out (From the Magazine)». Billboard (em inglês). Consultado em 28 de Novembro de 2013 
  154. a b Andy Greene (8 de maio de 2012). «The New British Invasion: Boy Bands». Rolling Stone. Jann Wenner. Consultado em 11 de junho de 2012 
  155. Daily Mail Reporter (12 de março de 2012). «British boy band One Direction cause fan frenzy as they make US television debut performance on Today show». Daily Mail. London: Associated Newspapers. Consultado em 31 de março de 2012 
  156. Chris Talbott (27 de Novembro de 2013). «One Direction to the rescue with new mom-friendly album 'Midnight Memories'». The Times. London. Consultado em 16 de Dezembro de 2013 
  157. Kate Thomas (8 de setembro de 2014). «They're back! One Direction announce release of new album FOUR this November and give away free track Fireproof» (em inglês). Daily Mail. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  158. Glenn Gamboa (8 de setembro de 2014). «'Made in the A.M.': Sleek pop from One Direction» (em inglês). Newsday. Consultado em 5 de abril de 2017 
  159. «SAS & Company Brands Shortlisted in Pure Beauty Awards 2013». www.sasandcompany.com. Consultado em 4 de março de 2017 
  160. «Winners of the 2016 Canadian Fragrance Awards #CFA16». cosmetics (em inglês) 
  161. «One Direction film wins Arts Alliance gold at Event Cinema awards». m.screendaily.com. Consultado em 4 de março de 2017 
  162. «THE 6TH ANNUAL LOVIE AWARD WINNERS ANNOUNCED» (em inglês) 
  163. «One Direction | The Webby Awards». webbyawards.com (em inglês). Consultado em 4 de março de 2017 

Bibliografia

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons