One Hundred Men and a Girl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
One Hundred Men and a Girl
Cem Homens e Uma Rapariga (PT)
Cem Homens e Uma Menina (BR)
 Estados Unidos
1937 •  p&b •  84 min 
Direção Henry Koster
Produção Joe Pasternack
Produção executiva Charles R. Rogers
Roteiro Bruce Manning
Charles Kenion
James Mulhauser
Hanns Kräly (história)
Elenco Deanna Durbin
Leopold Stokowski
Adolphe Menjou
Gênero Comédia
Música Charles Previn
Frank Skinner
Direção de fotografia Joseph Valentine
Efeitos especiais John P. Fulton
Figurino Vera West
Edição Bernard W. Burton
Companhia(s) produtora(s) Universal Pictures
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 5 de setembro de 1937
Portugal 27 de fevereiro de 1939
Idioma Inglês
Orçamento US$762,000
Receita US$2,270,200
Página no IMDb (em inglês)

One Hundred Men and a Girl (Cem Homens e Uma Menina (título no Brasil) ou Cem Homens e Uma Rapariga (título em Portugal)) é um filme norte-americano de 1937, do gênero comédia, dirigido por Henry Koster e estrelado por Deanna Durbin e Leopold Stokowski.

Foi o primeiro filme estrangeiro de fim-de-ano na RTP em Portugal, emitido às 17 e 15 de Sexta-feira, dia 1 de Janeiro de 1965, nesta estação televisiva.

Produção[editar | editar código-fonte]

Despudoradamente sentimental, com a discreta lembrança da Grande Depressão ao fundo,[1] One Hundred Men and a Girl foi o segundo sucesso consecutivo de Deanna Durbin para a Universal. Um conto de fadas do início ao fim, a feliz combinação entre a espontaneidade da jovem soprano e uma história prazerosa encantou as plateias.[2]

Um efeito colateral dessa boa acolhida foi a revisão do contrato da atriz: ela teve o salário dobrado para três mil dólares por semana, mais um adicional de dez mil dólares para cada filme subsequente.[2]

Deanna canta It's Raining Sunbeams, de Frederick Hollander e Sam Coslow, e A Heart That's Free, de Alfred G. Robyn e Thomas Railey, além de Libiamo ne' Lieti Calici, da La Traviata de Verdi, e a Aleluia, do moteto Exultate, Jubilate, de Mozart. Ainda na trilha sonora, trechos da ópera Lohengrin, de Wagner, e da Quinta Sinfonia, de Tchaikovsky. Leopold Stokowski, em uma rara aparição nas telas, conduz a Segunda Rapsódia Húngara, de Liszt, do alto das escadas de uma mansão.

O filme recebeu cinco indicações ao Oscar, tendo levado a estatueta na categoria de Melhor Trilha Sonora.

Para Ken Wlaschin, One Hundred Men and a Girl é um dos dez melhores trabalhos de Deanna Durbin.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Patricia Cardwell monta uma orquestra formada por cem desempregados, entre eles seu próprio pai, John. A luta agora é convencer o maestro Leopold Stokowski a liderá-los em um concurso que pode resultar em um contrato com uma emissora de rádio. A princípio reticente, Stokowski acaba por se render quando ouve os músicos executar a Segunda Rapsódia Húngara, de Liszt.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia Oscar Melhor Filme
Melhor História Original
Melhor Edição
Melhor Trilha Sonora
Melhor Mixagem de Som
Indicado
Indicado
Indicado
Vencedor
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Deanna Durbin Patricia Cardwell
Leopold Stokowski Leopold Stokowski
Adolphe Menjou John Cardwell
Alice Brady Senhora Frost
Eugene Pallette John Frost
Mischa Auer Michael
Billy Gilbert Proprietário da garagem
Alma Kruger Senhora Tyler
Jack Smart Porteiro
Jed Prouty Bitters
Jameson Thomas Russell
Howard Hickman Johnson
Frank Jenks Taxista

Referências

  1. FINLER, Joel W., The Movie Directors Story, Nova Iorque: Crescent Books, 1985 (em inglês)
  2. a b HIRSCHHORN, Clive, The Universal Story, Londres: Octopus Books, 1986 (em inglês)
  3. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

|Categoria:Filmes de comédia]]