Operação de compra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Operação de compra ou Management buyout é uma forma de aquisição onde o quadro diretor adquire o capital da empresa e assume a sua gestão.[1]

Descrição de uma operação[editar | editar código-fonte]

O processo inicia-se com um conjunto de quadros da empresa ou exteriores, com reconhecida capacidade de gestão, que se propõem adquiri-la, por considerarem que podem corrigir a trajetória da atual gestão e criar valor adicional à empresa. Nos casos em que o capital da empresa vendedora esteja disperso em bolsa, a aquisição é feita através de uma oferta pública de aquisição. Se o capital for controlado por um conjunto restrito de acionistas, a operação só se concretiza com o seu consentimento. A sua anuência pode resultar de uma boa proposta para o preço de venda, ou de razões mais substanciais, como por exemplo o facto de o negócio em causa não se enquadrar na estratégia de crescimento dos atuais detentores do capital. Nas diversas alternativas, ocorre sempre uma descontinuidade da estrutura acionista.[2]

Propósito[editar | editar código-fonte]

O envolvimento do patrimônio pessoal dos gestores, que anteriormente eram simples contratados, incentiva-os a uma gestão mais controlada dos custos. O comprometimento essencial dos cash-flows para o serviço da dívida, diminui a apetência por investimentos em ativos não produtivos e reduz o interesse por opções estratégicas que envolvam o afastamento do core business.

Referências

  1. «European buy-out market hits a seven year low, reports the Centre for Management Buy-out Research». 23 de fevereiro de 2009. Consultado em 6 de outubro de 2011 
  2. «Management Buy-Out / Management Buy-In». 7 de junho de 2001. Consultado em 16 de março de 2014