Operador de Laplace-Beltrami

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em geometria diferencial, o operador de Laplace pode ser generalizado para operares em funções definidas em superfícies no espaço euclidiano e mais em geral, em variedades Riemannianas e pseudo-Riemanniana. Este operador mais geral é conhecido pelo nome de operador de Laplace-Beltrami, em homenagem a Laplace e Beltrami. Como o Laplaciano, o operador de Laplace-Beltrami é definido como a divergência de gradiente, e um operador linear tendo funções em funções. O operador pode ser estendido para operar em tensores como o desvio da derivada covariante. Alternativamente, o operador pode ser generalizado para operar em formas diferenciais usando a derivada exterior[1] e de divergência. O operador resultante é chamado de operador de Laplace-de Rham (em homenagem a Georges de Rham).[2]

Operações[editar | editar código-fonte]

O operador de Laplace-Beltrami, como o Laplaciano, é a divergência[3] do gradiente[4]:

Uma fórmula explícita em coordenadas locais[5] é possível.

Suponha primeiro que M é uma variedade Riemanniana orientada. A orientação permite que se especifique uma forma de volume definida em M, dada em um sistema de coordenadas orientad xi por:

onde os dxi são as 1-formas[6] que formam a base dual[7] para os vetores de base[8].

e é o produto exterior[9]. Neste caso |g| := |det(gij)| é o valor absoluto da determinante do tensor métrico gij.

Referências

  1. Flanders, Harley (1989). Differential forms with applications to the physical sciences Dover Publications [S.l.] p. 20. 0-486-66169-5. 
  2. Alice Herrera de Figueiredo (2012). «O OPERADOR DE LAPLACE-BELTRAMI DISCRETO E APLICAÇÕES EM MALHAS» (PDF). PIBIC - Programa Institucional de Iniciação Científica do CNPq. Consultado em 28 de fev. de 2013. 
  3. Martins, E. R. e Capelas de Oliveira, E. (2006). Equações diferenciais, metodo de separação de variáveis e os sistemas de Stäckel Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica [S.l.] 
  4. Pereira, Agnaldo Souza; Oliveira, Cláudio Barros Vitor Jefferson Pereira de (01/01/2007). «Cálculo II». Universidade do Estado do Amazonas. Consultado em 3/23/13. 
  5. CLAY SHONKWILER (Primavera 2004). «GEOMETRY HW 9» (PDF). Consultado em 23/3/13. 
  6. J.A. Wheeler, C. Misner, K.S. Thorne (1973). Gravitation W.H. Freeman & Co [S.l.] p. 57. ISBN 0-7167-0344-0. 
  7. Leonid P. Lebedev. Michael J. Cloud &, Victor A. Eremeyev, Tensor Analysis With Applications to Mechanics., World Scientific, 2010, ISBN 9789814313124
  8. Tu, Loring W. (2010). «Vector fields». An Introduction to Manifolds Springer [S.l.] p. 149. ISBN 978-1-4419-7399-3. 
  9. R. Penrose (2007). The Road to Reality Vintage books [S.l.] ISBN 0-679-77631-1. 
Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre geometria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.