Oracle Linux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation arrow.svg
Este artigo resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «Oracle Linux» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. (Data da tradução: 14 de agosto de 2018)Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Oracle Linux
Logotipo

Captura de tela
Oracle Linux Server 6
Desenvolvedor Oracle Corporation
Arquiteturas arm sparc64 x86 x86-64
Modelo do desenvolvimento Código aberto
Lançado em 26 de outubro de 2006 (13 anos)
Versão estável 8.1 / 15 de novembro de 2019; há 1 dia
Versão em teste 8 Beta / 1 de maio de 2019; há 6 meses
Mercado-alvo Mercado comercial (inclui Mainframes, Servidores, Workstations, Supercomputadores, Computação em nuvem)
Família GNU
Núcleo Linux
Método de atualização YUM, DNF
Gerenciamento de pacotes RPM
Interface GNOME, KDE
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website www.oracle.com/linux (em inglês).
www.oracle.com/br/linux (em português brasileiro).
Posição no Distrowatch 80ª (em inglês, em castelhano, em francês, em alemão, em tcheco/checo, em japonês e em chinês).
Origem comum  Estados Unidos
Portal do Software Livre

Oracle Linux (OL, anteriormente conhecido como Oracle Enterprise Linux) é uma distribuição Linux empacotada e distribuída livremente pela Oracle, disponível parcialmente sob a Licença Pública Geral GNU desde o final de 2006.[1] É compilado a partir do código-fonte do Red Hat Enterprise Linux (RHEL), substituindo a marca da Red Hat pela da Oracle. Ele também é usado pelo Oracle Cloud e pelo Oracle Engineered Systems, como o Oracle Exadata e outros.

Os usuários potenciais podem fazer o download gratuito do Oracle Linux através do serviço E-delivery da Oracle (Oracle Software Delivery Cloud) ou de uma variedade de sites espelhos, e podem implantá-lo e distribuí-lo sem custos.[2] O programa Oracle Linux Support visa fornecer suporte técnico comercial, abrangendo o Oracle Linux e as instalações existentes do RHEL ou CentOS, mas sem qualquer certificação do primeiro (ou seja, sem reinstalação ou reinicialização[3]).[1] Desde 2016, o Oracle Linux tinha mais de 15.000 clientes inscritos no programa de suporte.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Oracle Linux FAQ» (PDF). Oracle Corporation. Consultado em 14 de abril de 2011 
  2. «Fast, Modern, Reliable Linux at a Fraction of the Cost of Red Hat». Consultado em 17 de abril de 2015 
  3. «Switching from Red Hat Network to Unbreakable Linux Network (ULN)». Consultado em 17 de abril de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]