Orange Is the New Black

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TV Future Icon.svg
Orange Is the New Black é uma série em exibição.
As informações podem mudar rapidamente. Editado pela última vez em 4 de abril de 2016.
Orange Is the New Black
Informação geral
Formato Série
Gênero Comédia dramática
Crime
Humor negro
Duração 51 a 92 minutos
Estado Renovada para 7ª temporada
Criador(es) Jenji Kohan
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Produtor(es) Neri Kyle Tannenbaum
Produtor(es)
executivo(s)
Jenji Kohan
Liz Friedman (1 episódio)
Câmera Câmera única
Distribuída por Netflix
Elenco Taylor Schilling
Laura Prepon
Uzo Aduba
Danielle Brooks
Michael J. Harney
Michelle Hurst
Natasha Lyonne
Taryn Manning
Kate Mulgrew
Jason Biggs
Ruby Rose
Tema de abertura "You've Got Time"
Compositor da música tema Scott Doherty
Brandon Jay
Gwendolyn Sanford
Empresa(s) de produção Lionsgate Television
Tilted Productions
Localização Nova York
Exibição
Emissora de
televisão original
Netflix
Formato de exibição 1080p (HDTV)
Formato de áudio Dolby Digital Plus 5.1
Transmissão original 11 de julho de 2013 - presente
N.º de temporadas 3
N.º de episódios 39 (lista de episódios)

Orange Is the New Black (frequentemente abreviada para OITNB) é uma série estadunidense de comédia dramática criada por Jenji Kohan[1] e lançada na Netflix em 11 de Julho de 2013. A série, produzida pela Tilted Productions em associação com Lionsgate Television, é baseada no livro de Piper Kerman, Orange Is the New Black: My Year in a Women's Prison, que aborda sua experiência na prisão. Estreou na Netflix no dia 11 de Julho de 2013[2] , a segunda temporada foi lançada em 6 de junho de 2014, a terceira dia 12 de junho de 2015 [3] e a quarta está marcada para o dia 17 de Junho de 2016.

É a segunda websérie remasterizada para resolução 4K pela Netflix, e a terceira transmitida pelo canal, ficando atrás de Breaking Bad e da transmissão original de House of Cards.[4]

Conta com Taylor Schilling, Laura Prepon, Yael Stone, Dascha Polanco, Danielle Brooks, Samira Wiley, Taryn Manning, Natasha Lyonne e Kate Mulgrew nos papéis principais.

No dia 05 de Fevereiro de 2016 a Netflix renovou por mais 3 temporadas (quinta, sexta e sétima) ainda sem datas de lançamento.[5]

Sinopse Seriado[editar | editar código-fonte]

A série se desenvolve ao redor da história de Piper Chapman (Taylor Schilling), que mora em Nova York e é condenada a cumprir 15 meses numa prisão feminina federal por ter participado do transporte de uma mala de dinheiro proveniente do tráfico de drogas a pedido da sua ex-namorada, Alex Vause (Laura Prepon), que é peça importante num cartel internacional de drogas. O delito ocorreu dez anos antes do início da série e, no decorrer desse período, Piper seguiu sua vida tranquila entre a classe média-alta de New York, ficando noiva de Larry Bloom (Jason Biggs). Quando presa, Piper reencontra Alex, elas reanalisam seu relacionamento e lidam com suas companheiras de prisão. a polícia não cobrou nem buscou Piper em sua casa, Piper Chapman se entregou á polícia e seu marido Larry (Jason Biggs) á deixou na prisão de Litchfield. assim chegou Piper Chapman chega na delegacia e confessa tudo que aconteceu no crime, é atendida pela moça em que entrega seus materiais de presa e chega na sala de troca de materiais e aí a moça pede para ela dar uma volta, agacha em frente e levantar atrás dela, após pegar o material Piper vai direto á Litchfield mesmo é levada pela van e cruza a porta principal cercada de pessoas estranhíssimas, chega lá bate a foto de segue para dentro.

Sinopse Temporadas[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Primeira Temporada[editar | editar código-fonte]

A Primeira Temporada da série mostra a chegada e adaptação de Piper Chapman (Taylor Schilling) na prisão de Litchfield. Também seu reecontro com a ex-namorada Alex Vause (Laura Prepon) dentro da própria prisão, e sempre intercalando com flashbacks do seu passado para que possamos saber como elas se conheceram, e também sobre seu relacionamento com Larry Bloom (Jason Biggs), seu atual noivo. A temporada vai apresentar como funciona a divisão das detentas na prisão em grupos, o fanatismo religioso de Pennsatucky (Taryn Manning), o relacionamento detenta-guarda de Daya (Dascha Polanco) com Bennett (Matt McGorry), Crazy Eyes (Uzo Aduba) e sua obsessão por Piper, e Red (Kate Mulgrew) como chef de cozinha, e do contrabando dentro da prisão.

Segunda Temporada[editar | editar código-fonte]

A segunda temporada já começa com Piper transferida de Litchfield para uma prisão de segurança - máxima em Chicago, lá ela viaja de avião até pegar o ônibus do Dept of Corrections que á levará até o presídio. lá chegam varias presas com Piper, primeiro batem sua foto, depois continuam com um teste urinário e finalizam trocando de material novamente para entrarem nas celas daí Chapman passa dias até esperar julgarem - a em Chicago e retornar a Litchfield sendo que em Chicago a Alex (Laura Prepon) em condicional e daí sai da prisão sendo na próxima temporada detenta em Litchfield novamente e se encontrará com Piper na prisão também.

Terceira Temporada[editar | editar código-fonte]

Com Alex Vause (Laura Prepon) de volta a Litchfield e outras novas detentas na área, a terceira temporada mostra o relacionamento de Alex e Piper tendo algumas reviravoltas, principalmente com a presença da detenta Stella (Ruby Rose). Piper agora mais amadurecida e adaptada à vida dentro da prisão, começa um esquema de contrabando de calcinhas. Enquanto isso, a prisão de Litchfield passa por uma crise administrativa que não afeta só a própria prisão, mas também seus funcionários. Muitos flashbacks contando novas histórias de prisioneiras estão presentes nessa temporada. Várias temáticas polêmicas são levantadas, como aborto e estupro. A detenta Crazy Eyes (Uzo Aduba) se torna a sensação após escrever contos eróticos, assim como Norma (Annie Golden) também tem um grande destaque por "realizar milagres".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Orange Is the New Black teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Em sua 1ª temporada, com base de 32 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 79% no Metacritic, indicando "resenhas geralmente favoráveis". Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 8.5, usada para avaliar a recepção do público.[6] De maneira superior, as duas temporadas seguintes conseguiram, segundo o site, "aclamação universal", com as pontuações 89% (2ª temporada) e 83% (3ª).[7] [8]

Referências

  1. Nellie Andreeva. «Duo Cast In Netflix’s ‘Orange Is The New Black’, Don Stark Upped On VH’s ‘Bounce’». www.deadline.com. Consultado em 25 de julho de 2013. 
  2. Bárbara Brasileiro. «Nova série Orange is The New Black já está disponível no Netflix!». www.minhaserie.com.br. Consultado em 25 de julho de 2013. 
  3. {{citar web |url = http://rollingstone.uol.com.br/noticia/iorange-new-blacki-terceira-temporada-ganha-data-de-estreia%7Ctítulo = Orange Is the New Black: terceira temporada ganha data de estreia|data = 2 de Março de 2015 às 19:56}
  4. «Breaking Bad chega em 4K e mais belo ao Netflix». Tecmundo. Consultado em 17 de julho de 2014. 
  5. «Netflix renova 'Orange is the new black' para mais três temporadas». G1. Consultado em 05 de fevereiro de 2016. 
  6. «Orange Is the New Black» (em inglês). Metacritic. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  7. «Orange Is the New Black: Season 2» (em inglês). Metacritic. Consultado em 26 de junho de 2015. 
  8. «Orange Is the New Black: Season 3» (em inglês). Metracitic. Consultado em 26 de junho de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]