Ordem da Vitória

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ordem da Vitória
Classificação
País União Soviética

A Ordem da Vitória (em russo: Орден Победa, translit. Orden Pobeda) foi a mais alta condecoração militar da União Soviética concedida para o serviço na Segunda Guerra Mundial, e uma das ordens mais raras do mundo. A ordem foi concedida apenas a generais e marechais que conduziram com sucesso operações de combate envolvendo um ou mais grupos de exércitos e resultando em uma "operação bem-sucedida dentro da estrutura de uma ou várias frentes, resultando em uma mudança radical da situação em favor do Exército Vermelho".[1] Em sua história, foi atribuída vinte vezes, a doze líderes soviéticos e cinco líderes estrangeiros, com uma revogação. O último recipiente vivo foi o rei Miguel da Romênia, morto em 2017.

História[editar | editar código-fonte]

A ordem foi proposta por N. S. Neielov, que servia no quartel-general do Exército Soviético por volta de junho de 1943. O nome original que o Coronel Neielov sugeriu foi Ordem pela Fidelidade à Pátria, mas no entanto, seu nome foi modificado por volta de outubro daquele ano. [2]

Em 25 de outubro de 1943, o artista A. I. Kuznetsov, que já era o criador de muitas ordens soviéticas, apresentou seu primeiro esboço a Stalin. O esboço consistia em um medalhão redondo com retratos de Lenin e Stalin, mas não foi aprovado pelo Comandante Supremo. Em vez disso, Stalin queria um design com a Torre Spasskaia no centro. Kuznetsov retornou quatro dias depois, com vários novos esboços, dos quais Stalin escolheu um intitulado "Vitória". Ele pediu a Kuznetsov que alterasse um pouco o design e, no dia 5 de novembro, um protótipo foi finalmente aprovado. A ordem foi oficialmente adotada em 8 de novembro de 1943, e foi concedida primeiramente a Gueorgui Jukov (nº 1), Alexandr Vassilevski (nº 2) e o próprio Stalin (nº 3).

A ordem também foi concedida aos principais comandantes das forças aliadas. Todos os pedidos foram apresentados durante ou imediatamente após a Segunda Guerra Mundial, exceto pelo controverso prêmio de 1978 concedido a Leonid Brejnev. O prêmio de Brejnev foi revogado postumamente em 1989, por não atender aos requisitos do prêmio.

Como outras ordens concedidas por nações comunistas, a Ordem da Vitória podia ser concedida mais de uma vez ao mesmo indivíduo. No total, a ordem foi apresentada vinte vezes a dezessete pessoas (incluindo Brejnev).

Ao contrário de todas as outras ordens soviéticas, a Ordem da Vitória não tinha nenhum número de série, o número foi mencionado apenas no certificado do prêmio. Depois que um portador da Ordem da Vitória morresse, o prêmio deveria ser devolvido ao estado. A maioria dos prêmios agora é preservada pelo Fundo do Diamante, no Kremlin. As exceções notáveis são a Ordem da Vitória de Dwight D. Eisenhower, que está em exibição na Biblioteca e Museu Presidencial Dwight D. Eisenhower, a Ordem da Vitória do Marechal Bernard Montgomery, que está em exibição no Imperial War Museum, e a Ordem da Vitória de Josip Broz Tito, que é mantida no Museu de História da Iugoslávia, em Belgrado.

Detalhes da construção[editar | editar código-fonte]

A Ordem é feita de platina na forma de uma estrela pentagonal com raios entre os braços, medindo 72 mm de diâmetro. A estrela é cravejada com 174 diamantes pesando um total de 16 quilates (3,2 g), enquanto os braços da estrela são feitos de rubi . Os rubis nos braços são sintéticos, não porque as pedras sintéticas eram mais baratas, mas porque tinham que ser de uma cor uniforme, que não podia ser garantida com pedras naturais. No centro da estrela há um medalhão de prata, com o muro do Kremlin de Moscou, a Torre Spasskaia e o Mausoléu de Lenin, em ouro, cercado por faixas de louro e carvalho também coloridas em ouro. Os ramos de louro e de carvalho são ligados por uma bandeira vermelha. O céu ao fundo é representado com esmalte azul. [3]

Contra o céu, as letras "СССР" (URSS) aparecem em ouro, centradas no topo do medalhão, enquanto a palavra "Победа" (Vitória) é exibida na faixa vermelha na parte inferior. A massa total do medalhão é de 78g, que consiste em 47g de platina, 2g de ouro, 19g de prata, 25 quilates de rubi e 16 quilates de diamante.

Em vez de terem sido feitas em uma casa da moeda, cada medalhão foi feito na oficina de um joalheiro.

Faixa[editar | editar código-fonte]

A faixa da ordem.

As fitas de várias ordens soviéticas foram combinadas para criar a faixa da Ordem da Vitória. O comprimento total da fita é 44 mm, e ela é usada principalmente no uniforme de campo. [4] As seguintes ordens estão representadas na faixa (de fora para o centro):

  • Ordem da Glória (Орден Славы / Orden Slavy). Laranja com faixa central preta
  • Ordem de Bogdan Khmelnitsky (Орден Богдана Хмельницкого / Orden Bogdana Khmelnitskogo). Listra azul clara
  • Ordem de Alexander Nevsky (Орден Александра Невского / Orden Aleksandra Nevskogo). Listra vermelha escura
  • Ordem de Kutuzov (Орден Кутузова / Orden Kutuzova). Listra azul escuro
  • Ordem de Suvorov (Орден Суворова / Orden Suvorova). Listra verde
  • Ordem de Lenin (Орден Ленина / Orden Lenina). Listra vermelha grande (seção central)

Lista de destinatários[editar | editar código-fonte]

O marechal de campo britânico Bernard Montgomery (à esquerda, usando boina) recebeu a Ordem da Vitória em 5 de junho de 1945. O general americano Dwight Eisenhower e o marechal de campo soviético Gueorgui Jukov, também receptores da Ordem da Vitória, estão à direita de Montgomery. O marechal britânico Sir Arthur Tedder (à direita de Jukov) também está presente.
# Data País/Nome Morte Comentário
1 1944-04-1010 de abril de 1944  União Soviética Gueorgui Jukov 1974-06-1818 de junho de 1974
2 10 de abril de 1944  União Soviética Aleksandr Vasilevski 1977-12-055 de dezembro de 1977
3 1944-04-1010 de abril de 1944  União Soviética Joseph Stalin 1953-03-055 de março de 1953
4 1945-03-3030 de março de 1945  União Soviética Polónia Konstantin Rokossovski 3 de agosto de 1968
5 1945-03-3030 de março de 1945  União Soviética Ivan Konev 1973-05-2121 de maio de 1973
6 1945-04-1919 de abril de 1945  União Soviética Aleksandr Vasilevski 1977-12-055 de dezembro de 1977 2ª vez.
7 1945-04-2626 de abril de 1945  União Soviética Rodion Malinovski 1967-03-3131 de março de 1967
8 1945-04-2626 de abril de 1945  União Soviética Fiodor Tolbukhin 1949-10-1717 de outubro de 1949
9 1945-05-3131 de maio de 1945  União Soviética Leonid Govorov 1955-03-1919 de março de 1955
10 1945-05-3131 de maio de 1945  União Soviética Gueorgui Jukov 1974-06-1818 de junho de 1974 2ª vez.
11 1945-06-044 de junho de 1945  União Soviética Semion Timoshenko 1970-03-3131 de março de 1970
12 1945-06-044 de junho de 1945  União Soviética Aleksei Antonov 1962-06-1818 de junho de 1962
13 1945-06-055 de junho de 1945 Reino Unido Bernard Montgomery 1976-03-2424 de março de 1976
14 1945-06-0510 de junho de 1945 Estados Unidos Dwight D. Eisenhower 1969-03-2828 de março de 1969
15 1945-06-2626 de junho de 1945  União Soviética Joseph Stalin 1953-03-055 de março de 1953 2ª vez.
16 1945-07-066 de julho de 1945 Roménia Michael I of Romania 25 de dezembro de 2017
17 1945-08-099 de agosto de 1945 Polónia Michał Rola-Żymierski 1989-10-1515 de outubro de 1989
18 1945-09-088 de setembro de 1945  União Soviética Kirill Meretskov 1968-12-3030 de dezembro de 1968
19 1945-09-099 de setembro de 1945 Iugoslávia Josip Broz Tito 1980-05-044 de maio de 1980
20 1978-02-2020 de fevereiro de 1978  União Soviética Leonid Brezhev 1982-11-1010 de novembro de 1982 Revogada póstumamente.

Destino dos medalhões[editar | editar código-fonte]

Placa no Grande Palácio do Kremlin em Moscou , listando os destinatários da Ordem da Vitória. O nome de Brezhnev não está na placa, já que sua atribuição foi revogada em 1989.

Após a morte do recebedor da Ordem da Vitória, o medalhão deveria ser devolvido ao Estado.

  • Todas as ordens concedidas aos comandantes soviéticos estão na Rússia.
    • O Museu Central Russo das Forças Armadas tem cinco medalhões: duas de A. Vasilevski, duas de G. Jukov e uma de R. Malinovski.
    • O Repositório de Metais Preciosos e Gemas do Estado (Gokhran) na Rússia possui um medalhão, de K. Rokossovski.
    • Todos os outros medalhões que estão na Rússia são armazenados no Kremlin, preservadas pelo Fundo do Diamante.
  • A ordem de Tito está no Museu de História Iugoslava, em Belgrado (antigo Museu 25 de maio).
  • A Ordem de Dwight D. Eisenhower está em exibição na Biblioteca e Museu Presidencial Dwight D. Eisenhower, em Abilene. [5]
  • Ordem de Bernard Montgomery está no Imperial War Museum, em Londres.
  • A Ordem de Miguel I é supostamente parte de sua herança.

Referências

  1. «Decree of the Presidium of the Supreme Soviet of the USSR of November 8, 1943» (em Russian) 
  2. Dmitry Markov, Ordem da Vitória - 1943 (Russian-medals.net)
  3. Voice of Russia, World Service in English (2005) The Order of Victory Arquivado em 2007-09-30 no Wayback Machine.
  4. (em russo) Awards and medals of the Soviet Union Орден "Победа"
  5. Artefato do Museu em destaque