Ordem de São Jerónimo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ordem de São Jerónimo
 
Ordo Sancti Hieronymi
Brasão Ordem de São Jerónimo
sigla
O.S.H.
Imagem: Ordem de São Jerónimo
São Jerónimo
Tipo: Ordem religiosa
Fundador (a): São Jerónimo
Local e data da fundação: Espanha século XIV



Atividades: {{{atividades}}}
Sede: Monasterio de Santa María del Parral

Subida al Parral, 2 40003 - Segovia, Espanha

Site oficial: http://planalfa.es/msmparral/
Projeto Catolicismo · uso desta caixa

A Ordem de São Jerónimo (Latim: Ordo Sancti Hieronymi), (sigla O.S.H.) é uma ordem religiosa católica de clausura monástica e de orientação puramente contemplativa surgida no século XIV. Fundada por São Jerónimo, foi aprovada no ano de 1373 pelo Papa Gregório XI que residia na época em Avinhão. É uma ordem religiosa exclusivamente hispânica, dado que apenas se implantou em Espanha e em Portugal, e esteve bastante vinculada às monarquias reinantes de ambos os países.

Prescrevendo uma vida de solidão e silêncio, de oração assídua e penitência animosa, a Ordem de São Jerónimo procura levar os seus monges e monjas à união mística com Deus, consciente de quanto mais intensa for essa união, por sua própria doação na vida monástica, tanto mais esplêndida se faz a vida da Igreja e mais vigorosamente se fecunda o seu apostolado.

A vida do monge jerónimo é pautada pelo equilíbrio entre a oração e o trabalho.

História[editar | editar código-fonte]

No século XIV surgiram diversos grupos de homens em Espanha que, motivados pelo exemplo de vida e santidade de São Jerónimo, decidiram-se a procurar levar uma vida de maior perfeição cristã. Deste seu desejo de reformas, numa época profundamente conturbada e decadente, surgiu a Ordem de São Jerónimo e, em pouco tempo, por toda a Península Ibérica surgiram varões que decidiram abraçar a vida eremítica, buscando imitar o exemplo de São Jerónimo. Dentre eles destacaram-se Pedro Fernandez Pecha e Fernando Yañez de Figueiroa que, após vários anos de experiência religiosa eremítica, concluíram ser melhor a vida comunitária cenobítica, com a adopção de uma regra.

Foi a 18 de Outubro de 1373 que o Papa Gregório XI, na época residente em Avinhão, atribuiu a este grupo de homens a erecção canónica com o nome de Irmãos (ou Eremitas) de São Jerónimo e outorgou-lhes a Regra de Santo Agostinho. Desde então, buscaram aqueles homens estabelecer um monacato regular, o que foi alcançado em 1415, com a união da ordem religiosa, quando já possuíam vinte e cinco mosteiros.

Entrada do Mosteiro de Santa Paula em Sevilha (Espanha).

No século XIX, a Ordem já possuía quarenta e oito mosteiros e cerca de mil monges, quando advindo a Revolução Liberal, os religiosos se viram obrigados a abandonar seus mosteiros, sendo que alguns se arruinaram, outros foram passados a outras ordens religiosas da Igreja, e outros ainda reduzidos ao uso leigo. Em 1925 foi expedido pela Santa Sé um Rescrito de restauração, que se iniciou pelo Mosteiro de Santa Maria del Parral, em Segóvia. Com a proclamação da República Espanhola, em 1931 surgiram muitos obstáculos ao processo de restauração, o que se complicou ainda mais com Guerra Civil Espanhola, entre 1936 e 1939. Apenas após o Governo Geral de 1969 é que se pode efectivar definitivamente a restauração da ordem religiosa.

A par dos monges, existem também as monjas jerónimas, o ramo feminino da Ordem, mulheres virtuosas que seguem as mesmas regras, a exemplo de Santa Paula e Santa Eustóquia, que seguiram espiritualmente São Jerónimo. O ramo feminino desta ordem religiosa surgiu em Toledo, onde se destacaram Dona Maria Garcia e Dona Mayor Gomes, orientadas por Frei Pedro Fernandez Pecha, em 1374, com a fundação do Mosteiro da Santa Maria de la Sisla. Deste mosteiro nasceu a fundação do Mosteiro de São Paulo, das “Beatas de São Jerónimo”, do qual se propagaram diversas fundações na Espanha.

Na actualidade, em Espanha, existe um mosteiro masculino e dezassete mosteiros femininos da Ordem de São Jerónimo.

Hábito religioso[editar | editar código-fonte]

O hábito religioso dos religiosos da Ordem de São Jerónimo é branco e inclui o escapulário castanho.

Os religiosos da Ordem de São Jerónimo (tanto os monjes, como as monjas) adoptaram como hábito religioso um hábito branco sobre o qual envergam o escapulário de cor castanha (igual ao Escapulário de Nossa Senhora do Carmo utilizado pelos religiosos carmelitas) e um capuz da mesma cor.

Espiritualidade[editar | editar código-fonte]

A Ordem de São Jerónimo é uma ordem religiosa de carisma contemplativo inspirada na vida de São Jerónimo como modelo para imitar Jesus Cristo no seu caminho de perfeição. A jornada do monge jerónimo é composta da seguinte maneira: a manhã é dedicada ao trabalho, a tarde é dedicada a exercícios próprios da vida contemplativa e intelectual (oração, leitura, estudo, etc.) e, no decurso do próprio dia, santificando cada hora, os monges celebram cantando a Liturgia das Horas e participam na Missa conventual reunidos em comunidade.

A Ordem de São Jerónimo tem ainda determinado, desde a sua fundação, o ser pequena, humilde, escondida e recolhida; levar seus filhos por um caminho estreito, procurando dentro das paredes conventuais assegurar a saúde de todas as almas a si confiadas; dedicar-se continuamente aos louvores divinos como reparação dos pecados que, um pouco por todo o Mundo, se cometem, e, para alcançar isso, os seus religiosos oram, cantam e choram, procurando servir a Igreja e apaziguar a ira de Deus.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Foi à Ordem de São Jerónimo que o Rei D. Manuel I de Portugal ofereceu o célebre Mosteiro de Santa Maria de Belém (mais conhecido como Mosteiro dos Jerónimos), devotamente dedicado a Nossa Senhora. Estes monges já dispunham de alguns edifícios em Portugal, nomeadamente o Convento dos Frades Jerónimos que é, segundo alguns autores, o Mosteiro das Berlengas. Os monges teriam como funções, entre outras, rezar pela alma do rei e prestar assistência espiritual aos mareantes e navegadores que da praia do Restelo partiam para descoberta de outros mundos. Durante quatro séculos essa comunidade religiosa habitou nestes espaços, mas em 1833 foi dissolvida e o lugar desocupado. O Mosteiro dos Jerónimos passou a integrar os bens do Estado e o espaço conventual foi destinado ao colégio dos alunos da Casa Pia de Lisboa, instituição de solidariedade social destinada especialmente ao apoio a crianças, que aí permaneceram até cerca de 1940.

Presença da Ordem de São Jerónimo[editar | editar código-fonte]

Actuais comunidades religiosas da Ordem[editar | editar código-fonte]

Comunidades masculinas (monges de clausura)[editar | editar código-fonte]

Comunidades femininas (monjas de clausura)[editar | editar código-fonte]

Santoral da Ordem de São Jerónimo[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SANTOS, Cândido Dias dos, Os Jerónimos em Portugal: das origens aos fins do século XVII, Instituto Nacional de Investigação Científica: Centro de História da Universidade do Porto, 1980. - 367 p.: gráficos, mapas, sumários ; 23 cm. - (Textos de História; 3)
  • SANTOS, Cândido Dias dos, Os Monges de São Jerónimo em Portugal na Época do Renascimento, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1984. - 165 p.; 20x12 cm. - (Biblioteca Breve. Série História ; 90)
  • STUDIA HIERONYMIANA, 6º Centenário da Ordem de São Jerónimo. - Madrid: [s.n.], 1973. - 2 vol.; 25 cm, ISBN 84-400-6746-1
  • São Jerónimo no Mosteiro de Belém / Coord. Isabel Cruz Almeida. - Lisboa: Instituto Português do Património Cultural: Mosteiro dos Jerónimos, 1997. - 20 p., 36 postais: il.; 22x13 cm, ISBN 972-8087-43-8J
  • Regras para os Padres da Congregação da Ordem de São Jerónimo. - 174 pp. - Encontra-se na Casa Pia com a cota B-6-56
  • CARVALHO, José Adriano de F., Nas Origens dos Jerónimos na Península Ibérica: do Franciscanismo … Ordem de São Jerónimo - o Itinerário de Fr. Vasco de Portugal, in: Revista da Faculdade de Letras. 2ª Série. - Vol. 1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ordem de São Jerónimo
Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.