Ordem dos Advogados Portugueses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ordem dos Advogados Portugueses
Fundação 12 de junho de 1926 (89 anos)
Sede Lisboa,  Portugal
Sítio oficial www.oa.pt

A Ordem dos Advogados GOSEMHL é a associação pública profissional portuguesa representativa dos licenciados em Direito que, em conformidade com os preceitos do respectivo Estatuto e demais disposições legais aplicáveis, exercem profissionalmente a advocacia.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Ordem dos Advogados foi criada pelo Decreto n.º 11 715, de 12 de junho de 1926.[2] A sua génese remonta à primeira metade do séc. XIX, com a Associação dos Advogados de Lisboa, cujos Estatutos foram aprovados em 1838.[3]

A 17 de Novembro de 1955 foi agraciada com o grau de Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada e a 14 de Fevereiro de 1992 com o grau de Membro-Honorário da Ordem da Liberdade.[4]

Estatutos[editar | editar código-fonte]

Os actuais Estatutos foram aprovados pela Lei n.º 15/2005, de 26 de janeiro.[5]

Bastonários[editar | editar código-fonte]

Referências e Notas

  1. Cf. n.º 1 do artigo 1.º do Estatuto da Ordem dos Advogados.
  2. "Decreto n.º 11 715 de 12 de junho de 1926" (PDF). Diário da República. 
  3. "Resumo Histórico". Site oficial da Ordem dos Advogados. 
  4. "Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas". Resultado da busca de "Ordem dos Advogados". Presidência da República Portuguesa. Consult. 2014-05-11. 
  5. "Lei n.º 15/2005 de 26 de janeiro" (PDF). Diário da República. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre direito é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.