Orgulho LGBT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Orgulho gay)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GayPride 2015, Toulouse cvg 2-0151.jpg

Orgulho LGBT+ é o conceito segundo o qual lésbicas, gays, bissexuais, transgénero e, por vezes, outros grupos tipicamente ligados à comunidade LGBT+, como pessoas intersexo, devem ter orgulho de quem são e da identidade que possuem como parte de LGBT+.[1][2]

A palavra orgulho é usada neste caso como um antónimo de vergonha, que foi usada ao longo da história para controlar e oprimir indivíduos LGBT+. Orgulho neste sentido é uma afirmação de cada indivíduo e da comunidade como um todo. O moderno movimento de orgulho gay começou após a Rebelião de Stonewall em 1969, quando homossexuais em bares locais enfrentaram a polícia de Nova Iorque durante uma rusga inconstitucional. Apesar de ter sido uma situação violenta, deu à comunidade até então underground o primeiro sentido de orgulho comum num incidente muito publicitado. A partir da parada anual que comemorava o aniversário da Rebelião de Stonewall, nasceu um movimento popular nacional, e atualmente muitos países em todo o mundo celebram o orgulho LGBT+.

O movimento vem promovendo a causa dos direitos LGBT+ pressionando políticos, registrando votantes e aumentando a visibilidade para educar sobre questões importantes para a comunidade LGBT+. O movimento de orgulho LGBT+ defende o reconhecimento de iguais "direitos e benefícios" para indivíduos LGBT+.[3][4][5]

O movimento do Orgulho LGBT tem três premissas principais: que as pessoas devem ter orgulho da sua orientação sexual e identidade de género; que a diversidade é uma dádiva; e que a orientação sexual e a identidade de género são inerentes ao indivíduo e não podem ser intencionalmente alteradas.[6]

Edilson Jorge Moreno Oliveira, um dos responsáveis pelo movimento LGBT+ em Sintra (Portugal), ao longo dos anos, com dificuldade, conseguiu movimentar um grupo considerável para que este movimento se mantivesse desde 2014.

Os símbolos do orgulho LGBT+ incluem a bandeira arco-íris, transgénero, bissexual, a letra grega lambda e o triângulo rosa, assim como, entre outros, os triângulos pretos, reclamados do seu antigo uso.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Orgulho LGBT

Referências

  1. A critical introduction to queer theory Nikki Sullivan, NYU Press, 2003. ISBN 0-8147-9841-1.
  2. Sexual orientation and human rights: Point/Counterpoins, Philosophers Debate Contemporary Issues Laurence Thomas, Michael E. Levin, Rowman & Littlefield, 1999, ISBN 0-8476-8770-8.
  3. «Pride celebrated worldwide». www.pridesource.com. Consultado em 31 de julho de 2007. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2007 
  4. «GAY PRIDE IN EUROPE LOOKS GLOBALLY». direland.typepad.com. Consultado em 31 de julho de 2007 
  5. «Lesbian Gay Bisexual Transgender Equality - an Issue for us All». www.ucu.org.uk. Consultado em 31 de julho de 2007. Arquivado do original em 9 de dezembro de 2012 
  6. «Gay and Lesbian History Month» (PDF). www.bates.ctc.edu. Consultado em 31 de julho de 2007. Arquivado do original (PDF) em 8 de agosto de 2007 
  7. «Symbols of the Gay, Lesbian, Bisexual, and Transgender Movements». www.lambda.org. Consultado em 30 de julho de 2007. Arquivado do original em 4 de dezembro de 2004 
Ícone de esboço Este artigo sobre LGBT é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.