Orlando Figes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Orlando Figes
Nome completo Orlando Guy Figes
Nascimento 20 de novembro de 1959 (60 anos)
Nacionalidade britânico
Alma mater Gonville and Caius College e Trinity College, Cambridge
Ocupação historiador e escritor
Principais trabalhos A Tragédia de um Povo
Empregador Birkbeck, Universidade de Londres

Orlando Figes (pronuncia-se /ˈfaɪdʒiːz/) (Grande Londres, 20 de novembro de 1959) é um historiador inglês, professor de História no Birkbeck College, na Universidade de Londres. É um dos maiores especialistas actuais em história da Rússia desde o século XVIII.

Estudou história na Universidade de Cambridge onde foi, mais tarde, professor de história e membro do Trinity College.

Faz parte do conselho editorial da revista Russian History,[1] escreve para a imprensa internacional, transmite na televisão e no rádio, faz críticas para o New York Review of Books e é membro da Royal Society of Literature.[2]

Início de vida e educação[editar | editar código-fonte]

Nascido em Islington, norte de Londres, em 1959, é filho de John George Figes e da escritora feminista Eva Figes, cuja família judia fugiu da Alemanha Nazista em 1939.[3] Frequentou a William Ellis School, no norte de Londres, e estudou História no Gonville and Caius College, Cambridge, graduando-se com uma dupla estrela em 1982. Completou seu doutorado no Trinity College, Cambridge, onde foi bolsista e professor de história de 1984 a 1999, antes de suceder Richard J. Evans como professor de história no Birkbeck, Universidade de Londres.

É casado com a advogada de direitos humanos Stephanie Palmer, professora sênior de direito na Universidade de Cambridge e advogada do Blackstone Chambers London. Eles têm duas filhas, Lydia e Alice. Mora em Londres e é um torcedor do Chelsea Football Club. Sua irmã mais velha foi a autora e editora Kate Figes.

Numa entrevista com Andrew Marr em 1997, se descreveu como "um partidário do Partido Trabalhista e 'um pouco de Tony Blair', apesar de confessar, quando se tratava da revolução, ser levemente pró-menchevique".[4]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Peasant Russia, Civil War (1989)
  • A People’s Tragedy. The Russian Revolution 1891-1924 (1997), editado em português como "A tragédia de um povo"
  • Natasha's Dance: A Cultural History of Russia (2002), editado em português como "História Cultural da Rússia"

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Orlando Figes

Referências

  1. «Russian History» (em inglês). Brill Publishers. Consultado em 23 de junho de 2020. Cópia arquivada em 6 de outubro de 2014 
  2. «Current RSL Fellows» (em inglês). Royal Society of Literature. Consultado em 23 de junho de 2020. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2012 
  3. Tucker, Eva (7 de setembro de 2012). «Eva Figes obituary». The Guardian (em inglês). Londres. Consultado em 28 de junho de 2020 
  4. Marr, Andrew (26 de março de 1997). «Makers of their own tragedy». The Independent (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]