Orquestra Sinfônica de Viena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Orquestra Sinfônica de Viena ou Orquestra Sinfónica de Viena (em alemão: Wiener Symphoniker) é uma orquestra baseada em Viena, na Áustria.

Em 1900, Ferdinand Löwe fundou a orquestra como Sociedade do Concerto de Viena (em alemão: Wiener Concertverein). Em 1913 a orquestra foi para o Konzerthaus, em Viena. Em 1933 a orquestra adquiriu o nome atual. A orquestra foi introduzida no rádio a partir da década de 1920 e sobreviveu a invasão da Áustria em 1938 e tornou-se incorporada a Orquestras com Cultura Alemã.

O primeiro concerto pós-guerra aconteceu dia 16 de setembro de 1945, apresentando a obra Sinfonia n.º 3 de Gustav Mahler. Sob a direção de Josef Krips, reconstruíram-se rapidamente e depois de dez anos de isolação eles viajaram para o Festival Bregenz, no verão de 1946. O ano de 1946 também marcou como o início do mandato do maestro Herbert von Karajan, que, como maestro principal da orquestra, trabalhou com a orquestra na "Séries Karajan" de concertos, viajando pela Europa e pela América do Norte. Em 1959 a orquestra fez uma apresentação para o Papa João XXIII no Vaticano, conduzida pelo maestro Wolfgang Sawallisch.

Sob a direção de Sawalisch a orquestra realizou uma turnê pelos Estados Unidos em 1964, e em 1967 fizeram outra turnê pelos Estados Unidos e também Japão. Sob o mandato dele, também foi incluída a abertura do Theater an der Wien, em 1962.

Em 1986 Georges Prêtre tornou-se o maestro principal convidado e serviu nesse cargo até a chegada de Rafael Frühbeck de Burgos como maestro principal, em 1991. Vladimir Fedosejev tornou-se o maestro chefe em 1997 e serviu nesse posto até 2005. Desde 2005, o maestro Fabio Luisi comanda a orquestra.

Maestros Chefes[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]