Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí é um equipamento da Secretaria de Estado da Cultura e do Governo de São Paulo

No ano de 1985, professores de instrumentos de cordas do Conservatório de Tatuí se reuniram para, juntamente com alunos de nível avançado e músicos amadores do município, fazerem música em conjunto. Assim nasceu a orquestra que se tornou a principal oportunidade de alunos interagirem com músicos já profissionais, em apresentações oficiais. Em 1996, a orquestra excursionou em turnê por diferentes Estados brasileiros por meio do projeto Banco do Brasil Musical. Nele, o grupo de 47 músicos acompanhou Wagner Tiso, Victor Biglione, Maurício Einhorn, André Gereissati e Arthur Moreira Lima no programa “Cenas Brasileiras”. Ainda em 1996, o grupo gravou CD em homenagem ao compositor Tom Jobim, tendo como solistas Altamiro Carrilho, Nivaldo Ornelas, Wagner Tiso, Victor Biglione e Zimbo Trio, realizando concerto no Teatro Nacional de Brasília. Um segundo CD foi gravado em 1996, denominado “Obras Brasileiras”, tendo como solista o saxofonista americano Dale Underwood. O grupo realizou dezenas de estréias brasileiras e apresentou importante repertório nacional, além das principais sinfonias de Beethoven, Mozart e Haydn. Em sua história, recebeu solistas como Gilberto Tinetti, Raffaeli Trevisani, Arnaldo Cohen, Tatjana Vassiljeva, entre outros, passando por algumas das mais importantes salas do país, como Theatro São Pedro e Sala São Paulo.

Desde o início de 2010, a Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí vem recebendo como maestros convidados regentes destacados da cena nacional e internacional. Dentre eles, destacam-se Roberto Tibiriçá, Fabio Zanon, Abel Rocha, Wagner Polistchuk, Felix Krieger e Gottfried Engels (Alemanha), Aylton Escobar, entre outros. Dentre os solistas recebidos mais recentemente estão: Fabio Cury, Gilberto Tinetti, Alex Klein, Antonio Del Claro, entre muitos outros.

Em 2011 foi a orquestra oficial do programa "Pré-estréia", concurso de música erudita realizado pela TV Cultura. Também nesse ano estreou o projeto "Música Orquestral Alemã", com participação do maestro Felix Krieger.

Atualmente, a Orquestra, que tem direção artística de João Maurício Galindo, é formada por músicos profissionais altamente reconhecidos nas suas áreas e alunos de nível avançado do Conservatório, oferecendo assim oportunidade de experiência fundamental para a formação musical de jovens músicos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]