Ortologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Figura 1: Exemplo hipotético de um gene G presente em uma espécie ancestral que em suas especies subjacentes, espécie A e B, se tornam respectivamente os genes Ga e Gb, sendo então tais genes ortólogos um ao outro.

Ortologia é em biologia a relação entre genes homólogos duplicados de um ancestral comum, compartilhados pelas duas especies irmãs subjacentes, onde no decorrer da evolução os dois genes se diferenciam gradualmente mas que continuam a ter uma função correspondente.[1] Apesar de existir uma controvérsia na utilização dos termos ortologia e paralogia[2]. Um exemplo de ortologia se dá na Hemoglobina de humanos e de ratos[3], e um exemplo hipotético pode ser visto na Figura 1.

Referências

  1. Bruce Alberts; et al. (2004). Biologia Molecular da Célula. 4. São Paulo: Artmed. p. 57. ISBN 0-8153-3218-1 
  2. Jensen RA. Orthologs and paralogs - we need to get it right. Genome Biol. 2001
  3. V. Koonin, Eugene. «Obituary: Walter Fitch and the orthology paradigm». Briefings in Bioinformatics. doi:10.1093/bib/bbr058. Consultado em 22 de janeiro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.