Os 3 do Nordeste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Os 3 do Nordeste
Informação geral
Origem Nordeste
País  Brasil
Gênero(s) Forró
Período em atividade 1972-
Gravadora(s) Entré/CBS
Copacabana
Unacam
Art Show
Afiliação(ões) Jackson do Pandeiro
Integrantes Deda Silva (vocal e Triangulo)
Luka Batera (Zabumba)
Hedran Barreto (sanfona)
Ex-integrantes Zé Pacheco (sanfona)
Zé da Ema (vocal)
Zé Cacau (vocal)
Zinho (vocal)
Aécio (vocal)
Marrom (vocal)
Assum Preto (vocal)
Guarabira (sanfona)
Dida Pachequinho (sanfona)
Pingo (sanfona)
Adriano Silva (sanfona)
Parafuso (zabumba)

Os 3 do Nordeste ou Os Três do Nordeste, é um trio de cantores, instrumentistas e compositores de forró do Brasil.

Inicialmente o grupo foi batizado de Trio Estrela do Norte, depois passou a se chamar de Trio Luar do Sertão e, finalmente, Os 3 do Nordeste. O grupo originalmente foi formado em Campina Grande, na Paraíba, em 1969. Tinha como integrantes: Parafuso, Zé da Ema e Zé Pacheco. Logo o trio mudou-se para o Rio de Janeiro onde faziam frequentemente shows na Central do Brasil.

Em 1972, o Trio Nordestino havia saído da CBS para a gravadora Copacabana e Abdias, que era o produtor musical para o Nordeste, estava a procura de um cantor ou de um trio para substituí-los, então Jackson do Pandeiro indicou o trio Luar do Sertão para a vaga. O trio foi convidado a fazer um teste. Zé Pacheco era o vocalista até então, mas a pedido de Abdias, Zé Cacau assumiu os vocais a partir daí. Em 1974, através da Entré/CBS, Os 3 do Nordeste lançaram seu primeiro LP intitulado É Proibido Cochilar.[1]

O trio continuou lançando álbuns e se consagrou nesse ramo da música popular brasileira. Em 1978, já transferidos para o selo Uirapuru/CBS, o trio obteve grande sucesso nacional com o xote Por debaixo dos panos de Cecéu, que recebeu diversas gravações, entre as quais a do cantor Ney Matogrosso. Também foram sucesso neste LP (chamado de Forró do Poeirão) os baiões Forró do poeirão, de Antônio Barros, e Bicho homem, de Cecéu.[2]

Essa formação durou até 1979, quando Zé Cacau saiu, deixando seu lugar para Erivan Alves Almeida (Mestre Zinho), que ficou na formação do trio até o final da década de 80, dando lugar então a Marrom. Depois dessa fase e até os dias de hoje o trio passou por algumas alterações, preservando apenas como integrante original o Parafuso.

Em 03 de outubro de 2016, durante uma turnê na Europa, o trio perdeu um dos seus fundadores Carlos de Albuquerque Melo (Parafuso), o último da formação original, faleceu em Colônia, na Alemanha depois de sofrer um AVC aos 76 anos.

Atualmente, o trio é composto por Erivan Alves Almeida, José Pacheco Marinho Filho e Carlos de Albuquerque Melo.

Referências

  1. «Os Três do Nordeste». Dicionário da Música Popular Brasileira. Consultado em 23 de julho de 2019 
  2. «Os 3 do Nordeste». Paraíba Criativa. 17 de agosto de 2017. Consultado em 23 de julho de 2019 
Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.