Os Tangos Mais Famosos na Voz de Dalva de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Os tangos mais famosos na voz de Dalva de Oliveira
Álbum de estúdio de Dalva de Oliveira
Lançamento 1957
Gênero(s) Samba
MPB
Gravadora(s) Odeon

Os tangos mais famosos na voz de Dalva de Oliveira é o primeiro álbum de estúdio da cantora brasileira Dalva de Oliveira, lançado em 1957.[1] Antes deste LP (originalmente um 10 polegadas, com apenas 8 músicas), só havia coletâneas de gravações em 78 rpm. Foi totalmente gravado na Argentina com o famoso maestro portenho Francisco Canaro. Naquele país, este LP foi lançado em formato 12 polegadas, com dez faixas, tendo a mais duas faixas: um tango (A taça do esquecimento/La copa del olvido) e uma em outro ritmo (Ouro e prata/Oro y plata).

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Gira... gira (Yira... yira) (Enrique Santos Discépolo / Vrs. Ghiaroni)
  2. Seus olhos se fecharam (Sus ojos se cerraron) (Carlos Gardel / Alfredo Le Pera / Vrs. Ghiaroni)
  3. Confissão (Confesion) (Enrique Santos Discépolo / Luis César Amadori / Vrs. Lourival Faissal)
  4. Tristeza Marina (H. Sanguinetti / Roberto Flores / Vrs. J. Dames)
  5. Che papusa vem (Che Papusa Oi) (Rodrigues / Enrique Cadicamo / Vrs. Haroldo Barbosa)
  6. Lencinho querido (El Panuelito) (Gabino Coria Peñaloza / Vrs. Maugéri Neto)
  7. A última taça (La última copa) (Francisco Caruso / J. A. Caruso / Vrs. Tito Climent)
  8. Fumando espero (Garzô / Villadomat / Vrs. Eugênio Paes)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Dalva de Oliveira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.