Oscar 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oscar 2021
93rd Academy Awards
Data 25 de abril de 2021[1]
Organização Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Local Teatro Dolby
Hollywood, Los Angeles, Califórnia
País  Estados Unidos
Cobertura televisiva
Estação ABC
Oscar 2020
Oscar 2022

A 93.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards, ou Oscars 2021 (no original em inglês: 93rd Academy Awards), será apresentada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS), homenageará os melhores filmes de 2020 e está programada para ocorrer no Teatro Dolby, em Los Angeles, Califórnia, em 25 de abril de 2021.[1]

Originalmente agendada para 28 de fevereiro de 2021, a cerimônia foi adiada por dois meses devido ao impacto da pandemia de COVID-19 no cinema. O período de elegibilidade para os longas-metragens foi estendido até 28 de fevereiro. Esse período já havia sido modificado para permitir que filmes não-teatrais fossem elegíveis para os prêmios se originalmente pretendiam um lançamento teatral. Esta é apenas a quarta vez que o Oscar foi adiado e a primeira vez, desde o Oscar 1934, em que os filmes lançados em dois anos civis serão elegíveis para a consideração do prêmio na mesma cerimônia.[2]

Informações da cerimônia[editar | editar código-fonte]

Durante sua reunião do conselho de governadores em 28 de abril, a Academia votou para consolidar a categoria Melhor Mixagem de Som e Melhor Edição de Som em uma categoria singular de Melhor Som (reduzindo o número total de categorias para 23). O setor de som havia levantado preocupações de que as duas categorias tivessem muita sobreposição de escopo.[3] As regras para Melhor Trilha Sonora Original agora exigem que a trilha sonora de um filme inclua no mínimo 60% de músicas originais, e os filmes e sequências de franquia devem ter no mínimo 80% de músicas novas.[3] Pela primeira vez, a votação preliminar do Melhor Filme Internacional estará aberta a todos os membros votantes da Academia.[3]

Como parte de iniciativas ambientais, a distribuição de itens físicos ou impressos, como cópias de telas, roteiros e CDs de música, será descontinuada após o 93.º Oscar. Os screeners serão veiculados somente através do serviço de streaming "Academy Screening Room", apenas para membros.[3]

Impactos da pandemia de COVID-19[editar | editar código-fonte]

Esperava-se que a pandemia de COVID-19 e seu impacto na indústria cinematográfica – incluindo interrupções na produção cinematográfica e o fechamento nacional de cinemas devido a restrições ao comércio e a reuniões públicas – tivessem um grande impacto no Oscar. Em particular, o Oscar exige que os filmes recebam um lançamento teatral no condado de Los Angeles por pelo menos uma semana para serem elegíveis. Os Prêmios Globo de Ouro haviam mudado seus critérios para permitir que os filmes, que originalmente estavam programados para terem um "lançamento teatral de boa-fé" em Los Angeles entre 15 de março e 30 de abril, serem elegíveis se fossem lançados diretamente no streaming.[4] Em relação ao Oscar, a Academia afirmou que estava "no processo de avaliar todos os aspectos desse cenário incerto e que mudanças precisavam ser feitas".[4]

A AMPAS atrasou sua reunião do conselho de governadores para 28 de abril.[5][6] Durante a reunião, a Academia votou para modificar seus critérios de elegibilidade apenas para a 93.ª edição, permitindo temporariamente que filmes primeiramente lançados via vídeo transacional ou protegido por senha sejam elegíveis, se eles forem originalmente programados para serem lançados no cinema e enviados para o serviço de triagem on-line da AMPAS dentro de 60 dias a partir do lançamento público. O requisito anterior para um lançamento teatral de sete dias será restabelecido quando os cinemas retomarem suficientemente as operações; para facilitar a conformidade com os critérios, também serão permitidas triagens elegíveis em outras grandes cidades além de Los Angeles, como Atlanta, Chicago, Miami, Nova Iorque e Baía de São Francisco.[3][7][8]

Algumas reuniões da Academia foram realizadas, onde foi discutida a probabilidade de ocorrer o adiamento ou até mesmo o cancelamento dessa edição do Oscar.[9] Em 15 de junho de 2020, a Academia anunciou que a cerimônia seria adiada em dois meses, de 28 de fevereiro de 2021 a 25 de abril de 2021, e os períodos de elegibilidade para longas-metragens seriam estendidos até 28 de fevereiro de 2021. Em uma declaração conjunta, o presidente e CEO da AMPAS, David Rubin e Dawn Hudson, explicaram que "por mais de um século, os filmes têm desempenhado um papel importante de nos confortar, inspirar e entreter nos momentos mais sombrios. Eles certamente têm esse mesmo papel a desempenhar neste ano. Nossa esperança, em estender o período de elegibilidade e a data de entrega dos prêmios, é proporcionar a flexibilidade que os cineastas precisam para terminar e lançar seus filmes sem serem penalizados por algo além do controle de qualquer pessoa". Os prêmios do Governors Awards e o Oscar científico ou técnico também foram adiados indefinidamente.[1] Após o anúncio, o British Academy Film Awards também foi adiado de fevereiro para abril,[1] e os Prêmios Globo de Ouro foram transferidos do início de janeiro para 28 de fevereiro.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Malkin, Marc (15 de junho de 2020). «Oscars 2021 Pushed Back by Two Months». Variety (em inglês). Consultado em 19 de junho de 2020 
  2. «Oscars Pushed Back to April 25, Eligibility Window Extended». The Hollywood Reporter (em inglês). 15 de junho de 2020. Consultado em 19 de junho de 2020 
  3. a b c d e Hammond, Pete (28 de abril de 2020). «Oscars Keeping Show Date But Make Big News As Academy Lightens Eligibility Rules, Combines Sound Categories, Ends DVD Screeners and More». Deadline.com (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2020 
  4. a b Hammond, Pete (26 de março de 2020). «Golden Globes Alter Eligibility Rules For Theatrical Releases In Light Of Coronavirus Crisis; Others Including Oscar Expected To Follow» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 8 de maio de 2020 
  5. Hammond, Pete (7 de abril de 2020). «Oscars: Academy Delays April Board Meeting; Key Fall Film Festivals Hope To Keep Lights On For Movie Awards Season» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 8 de maio de 2020 
  6. Desta, Yohana. «Will Coronavirus Complicate the Oscars Too?» (em inglês). Vanity Fair. Consultado em 8 de maio de 2020 
  7. Sharf, Zack (28 de abril de 2020). «Oscars Will Allow VOD Releases to Qualify While Major Theaters Are Closed» (em inglês). IndieWire. Consultado em 8 de maio de 2020 
  8. Malkin, Marc. «Oscars Will Consider Films That Didn't Play in Theaters as Part of New Academy Rules». Variety (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2020 
  9. Malkin, Marc (19 de maio de 2020). «Film Academy Considering Postponing 2021 Oscars (EXCLUSIVE)» (em inglês). Variety. Consultado em 20 de maio de 2020 
  10. «Golden Globes Sets Late February Date After Oscars Delay». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]