Oscar 2023

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oscar 2023
95th Academy Awards
Data 12 de março de 2023[1]
Organização Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Local Teatro Dolby
Hollywood, Los Angeles, Califórnia
País  Estados Unidos
Apresentação Jimmy Kimmel[2]
Cobertura televisiva
Estação ABC
Produtor(es) Glenn Weiss
Ricky Kirshner[3]
Diretor(es) Glenn Weiss[3]
Oscar 2022
Oscar 2024

A 95.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards, ou Oscars 2023 (no original em inglês: 95th Academy Awards), será apresentada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) e homenageará os melhores atores, técnicos e filmes de 2022. Está programada para ocorrer no Teatro Dolby, em Los Angeles, Califórnia, em 12 de março de 2023.[1]

Cronograma[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2022, a Academia anunciou as datas referentes aos eventos do Oscar 2023:[1]

Datas Eventos
12 de dezembro de 2022 Começa a votação preliminar
15 de dezembro de 2022 Fim da votação preliminar
21 de dezembro de 2022 Anúncio dos finalistas do Oscar
31 de dezembro de 2022 Encerramento do período de elegibilidade
12 de janeiro de 2023 Aberta a votação das candidaturas
17 de janeiro de 2023 Encerramento da votação das candidaturas
24 de janeiro de 2023 Anúncio das indicações
13 de fevereiro de 2023 Almoço oficial dos indicados
2 de março de 2023 Começa a votação final
7 de março de 2023 Fim da votação final
12 de março de 2023 Cerimônia do Oscar 2023

Governors Awards[editar | editar código-fonte]

Em 21 de junho de 2021, a Academia anunciou seus vencedores da 13.ª cerimônia anual do Governors Awards, que foi realizada em 19 de novembro de 2022, durante a qual foram apresentados os seguintes prêmios:[4]

Oscar Honorário[editar | editar código-fonte]

  • Euzhan Palcy – "Euzhan Palcy é uma cineasta pioneira cujo significado inovador no cinema internacional está cimentado na história do cinema".
  • Diane Warren – "A música e as letras de Diane Warren ampliaram o impacto emocional de inúmeros filmes e inspiraram gerações de artistas musicais".
  • Peter Weir – "Peter Weir é um diretor de habilidade e talento consumados, cujo trabalho nos lembra o poder do filme de revelar toda a gama da experiência humana".

Prêmio Humanitário Jean Hersholt[editar | editar código-fonte]

  • Michael J. Fox – "A defesa incansável de Michael J. Fox na pesquisa sobre a doença de Parkinson, juntamente com seu otimismo sem limites, exemplifica o impacto de uma pessoa em mudar o futuro de milhões".

Informações da cerimônia[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2022, a Academia anunciou que não aceitará mais filmes lançados apenas em streaming, como tinha aceitado nas edições anteriores devido à pandemia de COVID-19 e ao encerramento das salas de cinema. Entretanto, apesar da volta da exigência de lançamentos nos cinemas, a Academia também afirmou que os filmes não precisam mais ser lançados especificamente em Nova York ou em Los Angeles para se qualificar para a premiação; eles também podem ser exibidos em Atlanta, Bay Area, Chicago ou Miami e, ainda assim, serem elegíveis.[5]

Em agosto de 2022, o CEO da Academia, Bill Kramer, confirmou que esta edição do Oscar terá um apresentador.[6] Chris Rock, que foi agredido por Will Smith na edição anterior da cerimônia, recusou o convite da Academia para ser o apresentador dessa edição do Oscar, referindo que voltar para o Oscar seria como "voltar para uma cena de crime".[7][8]

Em setembro de 2022, Glenn Weiss e Ricky Kirshner foram selecionados como os produtores do Oscar 2023, sendo que Weiss também será o diretor dessa edição do Oscar, algo que ele fez nos últimos sete anos de cerimônia, apesar de ser apenas a sua segunda vez com o crédito de produtor.[3] Outros integrantes da equipe de gestão, produção e assistência também foram nomeados para a cerimônia.[3]

Em novembro de 2022, foi confirmado que o comediante Jimmy Kimmel vai apresentar a cerimônia pela terceira vez, depois de o ter feito em 2017 e 2018.[2]

Presença lusófona[editar | editar código-fonte]

A Academia Brasileira de Cinema submeteu o filme Marte Um, de Gabriel Martins, para a apreciação da Academia ao prêmio de Melhor Filme Internacional,[9] enquanto que a Academia Portuguesa de Cinema submeteu Alma Viva, de Cristèle Alves Meira.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Pete Hammond (13 de maio de 2022). «Oscars 2023 Telecast And Nomination Dates Set». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2022 
  2. a b Pete Hammond (7 de novembro de 2022). «Jimmy Kimmel Set For Third Oscar Hosting Stint». Deadline Hollywood. Consultado em 20 de novembro de 2022 
  3. a b c d Pete Hammond (17 de setembro de 2022). «Oscars: Glenn Weiss And Ricky Kirshner To Produce 95th Academy Awards; Other Key Creative Team Members Named» (em inglês). Deadline. Consultado em 13 de outubro de 2022 
  4. «THE ACADEMY TO HONOR MICHAEL J. FOX, EUZHAN PALCY, DIANE WARREN AND PETER WEIR WITH OSCARS® AT GOVERNORS AWARDS IN NOVEMBER» (em inglês). Academy of Motion Picture Arts and Sciences. 21 de junho de 2022. Consultado em 22 de junho de 2022 
  5. Agência O Globo (22 de maio de 2022). «Oscar 2023: Academia não aceitará mais filmes lançados apenas em streaming». Exame. Consultado em 2 de julho de 2022 
  6. Nathaniel Brail (25 de agosto de 2022). «Academy CEO Confirms 95th Oscars Will Have a Host» (em inglês). Comic Book. Consultado em 14 de setembro de 2022 
  7. Becky Burkett (1 de setembro de 2022). «Comedian Chris Rock refuses to host the 95th Academy Awards in 2023 after this year's "Oscars Slap"» (em inglês). Disney Dining. Consultado em 14 de setembro de 2022 
  8. «Chris Rock tells Phoenix crowd he was asked to host the Oscars» (em inglês). AZ Central. Consultado em 14 de setembro de 2022 
  9. Luiz Carlos Merten (5 de setembro de 2022). «Oscar 2023: 'Marte Um' vai representar o Brasil na categoria Melhor Longa Internacional». Terra. Consultado em 6 de setembro de 2022 
  10. «Filme "Alma Viva" é o candidato de Portugal a uma nomeação para os Óscares». Diário de Notícias. 19 de setembro de 2022. Consultado em 21 de setembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]