Oswaldo Louzada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oswaldo Louzada
Nascimento 12 de abril de 1912
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Morte 22 de fevereiro de 2008 (95 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Ocupação ator
Atividade 1956-2008
IMDb: (inglês)

Oswaldo Louzada, conhecido por Louzadinha, (Rio de Janeiro, 12 de abril de 191222 de fevereiro de 2008) foi um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Oswaldo nasceu no Rio de Janeiro em 12 de abril de 1912, e passa a infância no centro da cidade entre escaladas ao Morro de Santo Antônio e jogos de bola de meia na Praça Tiradentes. Mora com a família em anexo das instalações do Teatro Recreio, onde seu pai, o engenheiro-eletricista Guilherme, o Cadete, é iluminador. Cedo entra em contato com o repertório de peças e operetas. Sua primeira incursão no palco dá-se no vaudeville Meia-noite e Trinta, no Teatro S. José, mas deve seu aprendizado no ofício a Eugênia e a Álvaro Moreyra, criadores do Teatro de Brinquedo.

Sua estreia de fato aconteceu em 1930 na Companhia Belmira de Almeida-Odilon, na qual trabalha seu irmão, o ator Armando Louzada. Aos 18 anos é convidado por Joracy Camargo para integrar o elenco de Cortesão e companhia, e arranca gargalhadas ao contracenar com Dulcina de Moraes. Na Praça Tiradentes, joga “peladas” com um time de futuras celebridades: Mário Lago, Custódio Mesquita, Paulo Gracindo e Walter Pinto, integrantes do Clube dos Boêmios, com direito à mesa cativa no Cabaré Assyrius.

Mudou-se para São Paulo em 1944 onde, sob direção de Oduvaldo Viana, fez parte do elenco de rádio-teatro da Rádio Panamericana. Na ocasião era o noivo de Alair Nazarett, também atriz contratada para o mesmo elenco. Em verdade, porém, Oswaldo Louzada era mais ator de cinema. Nesse mesmo ano de 1944 fez os filmes, Gente Honesta e É Proibido Sonhar. A atriz Luiza Nazareth, mãe de Zilka Salaberry e Lourdes Mayer, que deu a Oswaldo o apelido de Louzadinha.

De volta ao Rio de Janeiro, participou de Uma Luz na Estrada, Inconfidência Mineira, É Proibido Beijar, Mãos Sangrentas, Leonora dos Sete Mares, Rio Fantasia, Rico Ri à Toa, Mulher de Fogo, Esse Rio que Eu Amo, Assalto ao Trem Pagador, Gimba, Presidente dos Valentes, Lampião, Rei do Cangaço, Viagem aos Seios de Duília, Procura-se uma Rosa, Crônica da Cidade Amada e Uma Garota em Maus Lençóis.

Em 1971, Oswaldo Louzada voltou seus olhos para a televisão e fez Bandeira 2 na TV Globo. Percebeu que a aceitação do público era maior do que o cinema e resolveu intercalar uma coisa e outra. Fez o filme Guerra Conjugal e novamente telenovelas. O papel em Mulheres Apaixonadas, de 2003, foi a sua consagração, e Oswaldo Louzada foi considerado uma "revelação" como vovô, parceiro da grande atriz Carmem Silva.

Louzadinha era um dos mais velhos atores em atividade do país, com 95 anos de idade, quando veio a morrer, de falência múltipla dos órgãos, na madrugada de 22 de fevereiro de 2008.[1]

Telenovelas e minisséries[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2005 Sob Nova Direção Estevão
2004 Hábito Duvidoso Bispo Abelardo
2003 Zorra Total
Mulheres Apaixonadas Leopoldo de Sousa Duarte
2002 O Quinto dos Infernos Alencastro
2000 Uga Uga Moretti
1998 Você Decide Tio Demétrio
1997 Você Decide Senhor no asilo[2]
1995 Cara e Coroa Padre [3]
Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados Médico
1991 Vamp Padre Euzébio
1990 Desejo Erico Coelho
1989 Pacto de Sangue General Tóti
1988 O Primo Basílio Cunha Rosado
1986 Hipertensão Padre Vicente
1985 O Tempo e o Vento Florêncio (velho)
1983 Champagne Aristides
1982 Final Feliz Olegário
1981 Brilhante Leonel
1979 Cabocla Felício
1978 Pecado Rasgado Bilu
1977 Locomotivas Chico Rico
1976 Estúpido Cupido Guimarães
1975 Escalada Galbino
1971 Bandeira 2 Lupa Papa-Defunto
1959 Grande Teatro Tupi Vários Personagens

Filmes[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1996 A Casa de Açúcar
1975 Guerra Conjugal João Corno
1973 João da Silva
1972 História de Subúrbio
1970 Uma Garota em Maus Lençóis
1965 Lampião, O Rei do Cangaço
1964 Procura-se uma Rosa
Viagem aos Seios de Duília
Crônica da Cidade Amada
1963 Gimba, Presidente dos Valentes Gabiró
1962 Esse Rio Que Eu Amo
O Assalto ao Trem Pagador
1959 Mulher de Fogo
1957 Rio Fantasia
Rico Ri à Toa
1955 Leonora dos Sete Mares Calunga [4]
Mãos Sangrentas Rat
1954 É Proibido Beijar
1949 Uma Luz na Estrada
1948 Inconfidência Mineira Alvarenga Peixoto
1944 É Proibido Sonhar
Gente Honesta

Referências

  1. Folha Online. «Ator Oswaldo Louzada morre aos 95 anos no Rio». Consultado em 25 de Setembro de 2008. 
  2. «Estrada do Amanhã». Memória Globo. Consultado em 26 de março de 2018. 
  3. «Cara e Coroa - Ficha Técnica». Memória Globo. Consultado em 19 de março de 2018. 
  4. «Leonora dos Sete Mares». Cinemateca Brasileira. Consultado em 19 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.