Othon Henry Leonardos, Senior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura outros significados da palavra Othon, consulte Othon (nome).

Othon Henry Leonardos, Senior ou I (Niteroi, RJ, 1899Rio de Janeiro, RJ, 1977) foi um engenheiro e geólogo brasileiro.


Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Fevereiro de 2008).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Graduou-se pela antiga Escola Politécnica do Rio de Janeiro, mas que dedicou toda sua vida profissional a várias das especialidade das geociências como: geologia regional, paleontologia, geologia do Brasil. Gradualmente se specializou mais no ensino e a escrever sobre a geologia dos depósitos minerais do Brasil. Foi prolífico escritor e um dos grandes divulgadores da geologia para o público.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi geólogo do Departamento Nacional da Produção Mineral (até 1925) fazendo várias expedições geológicas pelo Brasil, inclusive uma a canoa ao longo do rio Xingú, que foi documentada fotograficamente. Foi autor de numerosos trabalhos, dentre eles sobre minério de ferro, carbonatitos, chumbo e prata do Brasil, garimpos do Triângulo Mineiro, calcário no Estado do Rio e Goiás, ouro no Espírito Santo, e vários outros minerais. Foi autor do livro "Geologia do Brasil" em parceria com Avelino Inácio de Oliveira, obra que integra o acervo de várias bibliotecas do mundo. Foi, ainda, criador e editor da extinta revista Engenharia Mineração e Metalurgia que perdurou por cerca de duas décadas. Participou da criação dos Cursos de Geologia no Brasil, os quais se originaram a partir de uma reunião no Rio de Janeiro em 1956. Lá estava ele com os professores Avelino Ignácio de Oliveira, Silvio Froes de Abreu, Irajá Damiani Pinto e o géologo John Van Dorr II, este um dos principais incentivadores da criação dos cursos, além do do Professor Jurandir Lodi e Frederico Rangel. O Professor Lodi era Diretor de Ensino Superior do Ministério da Educação e Cultura (MEC). Naquela ocasião, o grupo estudou a possibilidade da criação de cinco cursos de Geologia, isto é, no Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Ouro Preto e Recife. A concepção foi apresentada e detalhada ao Professor Clovis Salgado, então Ministro do MEC. O pré-projeto foi levado ao Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira. Logo percebeu o Presidente, que a formação de geólogos, era imperativa para atender à necessidade do conhecimento do subsolo do Brasil visando cumprir as suas metas de industrialização. O pré-projeto obteve sua aprovação imediata e JK criou a Campanha de Formação de Geólogos (CAGE), tendo como secretário executivo o Prof. Dr. Jurandir Lodi. Com o esforço dos citados membros conselheiros, à capacidade e experiência dos coordenadores dos vários Cursos de Geologia, como os professores Moacir Lisboa, Irajá Damiani Pinto, Viktor Leinz, inclusive do Professor Leonardos, formaram-se os primeiros geólogos brasileiros. O Professor Leonardos foi fundador e diretor da Escola Nacional de Geologia in Rio de Janeiro de 1958 a 1963. O seu livro Geologia do Brasil (que teve três edições), em parceria com Avelino Ignácio de Oliveira, vêm sido ainda usado nos cursos de geologia como obra de referência básica.

Participação em instituições e sociedades científicas[editar | editar código-fonte]

  • Academia Brasileira de Ciências
  • Sociedade Brasileira de Geologia, sócio fundador.
  • Conselheiro do Conselho Nacional de Pesquisa.
  • Membro da Geological Society of America.
  • Sociedade Geológica da Suécia, membro honorário(1953-1977).

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

  • Medalha de Ouro "José Bonifácio de Andrada e Silva, 1958 da Sociedade Brasileira de Geologia
  • Auditório Othon Henry Leonardos, do Instituto de Geociências, situado no Campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão.

Trabalhos selecionados[editar | editar código-fonte]

  • Leonardos, Othon Henry (Senior). 1957. Problema brasileiro do manganês. Revista Engenharia Mineração e Metalurgia, Rio de Janeiro, no.155, p. 271-276.
  • Leonardos, Othon Henry (Senior). 1970. Geociências no Brasil: a contribuição britânica. Rio de Janeiro, 343p.
  • Leonardos, Othon Henry (Senior). 1973. Geociências no Brasil: a contribuição germânica. Rio de Janeiro, 345p.
  • Leonardos, Othon Henry (Senior). 1938. Concheiros Naturais e Sambaquis
  • Leinz, Viktor e Leonardos, Othon Henry. 1977.Glossário geológico com a correspondente terminalogia em inglês, alemão, frances. 2 ed. São Paulo: 1977. 236p. ((Iniciacao cientifica:33))
  • Oliveira, Avelino Ignacio de,; Leonardos, Othon Henry. 1940. Geologia do Brasil. Rio de Janeiro: 1940. 472p.
  • Oliveira, Avelino Ignacio De; Leonardos, Othon Henry, 1943. Geologia do Brasil. 2. ed. refundida e atualizada. Rio de Janeiro: Serviço de Informação Agrícola, 1943. 813p.
  • Oliveira, Avelino Inacio de; Leonardos, Othon Henry. Geologia do Brasil. 3. ed. Mossoro: ESAM, 1978. 813p.
    • Schwartzman,Simon,1991. Formação da Comunidade Científica Brasileira.pdf

Ligações externas[editar | editar código-fonte]