Oxeladina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estrutura química de Oxeladina
Oxeladina
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
2-(2-diethylaminoethoxy)ethyl 2-ethyl-2-phenyl-butanoate
Identificadores
CAS 468-61-1
ATC R05DB09
PubChem 4619
DrugBank DB04822
ChemSpider 4458
Informação química
Fórmula molecular C20H33NO3 
Massa molar 335,481 g/mol
SMILES O=C(OCCOCCN(CC)CC)C(c1ccccc1)(CC)CC
Farmacocinética
Biodisponibilidade ?
Metabolismo ?
Meia-vida ?
Excreção ?
Considerações terapêuticas
Administração ?
DL50 ?

Oxeladina é um supressor da tosse. É uma droga altamente potente e eficaz usada para tratar todos os tipos de tosse de várias etiologias. Não está relacionado com o ópio ou seus derivados, portanto o tratamento com oxeladina é livre de risco de dependência ou vício. A oxeladina não tem nenhum dos efeitos colaterais (tais como hipnose, depressão respiratória, tolerância, constipação e analgesia) que estão presentes quando se utilizam antitússticos comuns, tais como a codeína e seus derivados. Pode ser usado em todas as idades, bem como em pacientes com doença cardíaca, pois tem alto nível de segurança e uma grande seletividade para atuar no centro bulbar da tosse.[1][2][3]

Referências

  1. Index Nominum 2000: International Drug Directory ; Taylor & Francis, 2000. pg 770.
  2. Petrow, V. et al.: J. Pharm. Pharmacol. (JPPMAB) 10, 40 (1958).
  3. Oxeladin - Pharmaceutical Substances - Thieme