Ozonoterapia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pessoa recebendo ozonoterapia intravenosa


Ozonoterapia ou ozonioterapia é um tratamento de medicina alternativa que consiste na administração de ozono com o objetivo de aumentar a quantidade de oxigénio no corpo. É baseado em pseudociência, considerado perigoso para a saúde e não produz benefícios verificáveis.[1] A ozonoterapia é vendida como terapia alternativa para uma série de doenças. Os proponentes alegam que a técnica é benéfica no tratamento de cancro, sida e esclerose múltipla, dentre outros. No entanto, não existe qualquer evidência científica credível que apoie a utilização de ozono como terapia clínica.[2]

Usos[editar | editar código-fonte]

Em 2018, no Brasil, o Ministério da Saúde, incluiu a sua prática no Sistema Único de Saúde (SUS), como parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Code of Federal Regulations Title 21 Sec. 801.415 Maximum acceptable level of ozone (FDA Website) (em inglês)
  2. «Oxygen Therapy». American Cancer Society. Consultado em 29 de novembro de 2012. Arquivado do original em 21 de julho de 2010 
  3. Saúde, Ministério da. «Ministério da Saúde inclui 10 novas práticas integrativas no SUS». portalms.saude.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.