Pálido Ponto Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o livro de Carl Sagan, veja Pale Blue Dot.

Pálido Ponto Azul (em inglês Pale Blue Dot) é uma famosa fotografia da Terra feita pela sonda Voyager 1.

A Terra é um minúsculo ponto, distante 6.4 bilhões de quilômetros, no meio de um raio solar, circulado em azul

A foto[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de fevereiro de 1990, tendo completado sua missão primordial, foi enviado um comando a Voyager 1 para se virar e tirar fotografias dos planetas que havia visitado. A NASA havia feito uma compilação de cerca de 60 imagens criando neste evento único um mosaico do Sistema Solar. Uma das imagens que retornou da Voyager era a da Terra, a 6,4 bilhões de quilômetros de distância, mostrando-a como um "pálido ponto azul" na granulada imagem.

Sagan disse que a famosa fotografia tirada da missão Apollo 8, mostrando a Terra acima da Lua, forçou os humanos a olharem a Terra como somente uma parte do universo. No espírito desta realização, Sagan disse que pediu para que a Voyager tirasse uma fotografia da Terra do ponto favorável que se encontrava nos confins do Sistema Solar.

Essa foto acabou inspirando Carl Sagan a escrever o livro Pálido Ponto Azul em 1994.

Reflexões de Carl Sagan[editar | editar código-fonte]

Numa conferência em 11 de Maio de 1996, Sagan falou dos seus pensamentos sobre a histórica fotografia:

Atenção da mídia[editar | editar código-fonte]

Em 2006, no documentário "Uma Verdade Inconveniente" de Al Gore, aparece a foto do "Pálido Ponto Azul" no final do filme. Gore usou a imagem em seu show de dispositivos para demonstrar a necessidade de parar o aquecimento global. Ele disse: "Isso é tudo o que temos" em referência à Terra sendo vista por uma distância de 6,4 bilhões de quilômetros. Gore ainda parafraseou Carl Sagan quando ele falou sobre a fotografia durante o documentário.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]