Pálidos Olhos Azuis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pálidos Olhos Azuis
Álbum de estúdio de António Manuel Ribeiro
Lançamento Setembro de 1992
Relançamento: 20 de janeiro de 2017
Gravação 17 de abril de 1991 a 17 de setembro de 1992, Estúdio Angel II, Lisboa
Gênero(s) Pop rock
Duração 35:75 (LP)
Idioma(s) Português
Formato(s) LP, K7, CD, descarga digital
Editora(s) BMG, AM.RA Discos
Produção José Fortes
Cronologia de António Manuel Ribeiro
É Hoje Agora
(1987)
Sierra Maestra
(2000)
Singles de Pálidos Olhos Azuis
  1. "Velhos Tamborins"
Capa do relançamento

Pálidos Olhos Azuis é o primeiro álbum de estúdio a solo de António Manuel Ribeiro (líder e vocalista da banda portuguesa de rock UHF). Editado em setembro de 1992 pela multinacional BMG, o disco foi produzido por José Fortes e masterizado por Fernando Cortez e Fernando Paulo entre 17 de abril de 1991 e 17 de setembro de 1992, no Estúdio Angel II, Lisboa. Nas gravações participaram ainda os técnicos Fernando Abrantes, Rui Novais, Fernando Rascão e Peter James Woolliscroft. A escrita e os arranjos finais estiveram a cargo de António Manuel Ribeiro.

A edição contempla os formatos vinil (LP) e disco compacto (CD). Em 2017, na celebração dos 25 anos do primeiro lançamento, o disco foi reeditado nos formatos físico e digital. A nova edição foi remasterizada pelo técnico Rui Dias, apresenta nova imagem na capa com fotografia da sessão original com o fotógrafo Kenton Thatcher, e incluí três temas inéditos.

Pálidos Olhos Azuis é um trabalho com sonoridade pop rock que viaja pelas canções de amor, provocantes e sedutoras, não esquecendo a intervenção social. Tem como convidados Renato Gomes e Carlos Peres (cofundadores e ex membros dos UHF), Luís Espírito Santo, Nuno Filipe, Renato Júnior, João Marques, Rui Dias, Sandra e Dora (coralistas), Ivan Cristiano e António Côrte-Real (UHF).

Antecedentes e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Depois de se ter estreado, em 1987, com o single "É Hoje Agora",[1] António Manuel Ribeiro dedicou-se à elaboração do primeiro álbum de inéditos.[2] Para esse novo projeto, o autor das canções convidou antigos e atuais músicos dos UHF, entre os quais, os ex membros e fundadores Renato Gomes e Carlos Peres para participarem nos temas "Um Puro Sangue", "Aqui na Arena" e "Certamente o Deserto". Foi lançado o single "Velhos Tamborins" de apresentação do álbum.

Pálidos Olhos Azuis foi editado nos formatos vinil, fita cassete e disco compacto contendo este último mais dois temas: "Hi John", dedicado ao músico John Lennon, e "Velhos Tamborins" em versão longa.[3] No dia 21 de julho de 2014, o álbum foi lançado no mercado digital com distribuição exclusiva da Meo Music. [4]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

O álbum de vinil (LP) é composto por nove faixas em versão padrão. António Manuel Ribeiro é compositor em todas elas. A edição no formato disco compacto (CD) apresenta duas faixas extra.

Lado A
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Velhos Tamborins"  António M. Ribeiro 4:18
2. "Um Puro Sangue"  António M. Ribeiro 4:07
3. "Os Olhos das Miúdas"  António M. Ribeiro 5:45
4. "Pássaros Feridos Podem Voar"  António M. Ribeiro 4:45
Lado B
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "A Noite Inteira"  António M. Ribeiro 4:53
2. "Aqui na Arena"  António M. Ribeiro 5:35
3. "Certamente o Deserto"  António M. Ribeiro 3:39
4. "Nas Horas Tardias"  António M. Ribeiro 3:18
5. "Rua Pau da Bandeira" (instrumental)António M. Ribeiro 1:15
Duração total:
35:75
CD
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Velhos Tamborins"  António M. Ribeiro 4:18
2. "Um Puro Sangue"  António M. Ribeiro 4:07
3. "Os Olhos das Miúdas"  António M. Ribeiro 5:45
4. "Pássaros Feridos Podem Voar"  António M. Ribeiro 4:45
5. "A Noite Inteira"  António M. Ribeiro 4:53
6. "Aqui na Arena"  António M. Ribeiro 5:35
7. "Certamente o Deserto"  António M. Ribeiro 3:39
8. "Nas Horas Tardias"  António M. Ribeiro 3:18
9. "Rua Pau da Bandeira"  António M. Ribeiro 1:15
10. "Hi John" (tema extra)António M. Ribeiro 1:53
11. "Velhos Tamborins" (tema extra)António M. Ribeiro 6:10
Duração total:
43:38
Relançamento (CD 2017)
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Velhos Tamborins"  António M. Ribeiro 4:18
2. "Um Puro Sangue"  António M. Ribeiro 4:08
3. "Os Olhos das Miúdas"  António M. Ribeiro 5:46
4. "Pássaros Feridos Podem Voar"  António M. Ribeiro 4:11
5. "A Noite Inteira"  António M. Ribeiro 4:54
6. "Aqui na Arena"  António M. Ribeiro 5:36
7. "Certamente o Deserto"  António M. Ribeiro 3:41
8. "Nas Horas Tardias"  António M. Ribeiro 3:19
9. "Rua Pau da Bandeira"  António M. Ribeiro 1:18
10. "Hi John"  António M. Ribeiro 1:54
11. "Velhos Tamborins"  António M. Ribeiro 6:10
12. "Nevoeiro" (Inédito)Fernando Pessoa/ António M. Ribeiro 3:51
13. "Ela Como Ninguém" (Inédito)António M. Ribeiro 5:21
14. "Fazes-me Falta" (Inédito)António M. Ribeiro 2:36
Duração total:
43:38
Melodia vestida com guitarra acústica. A canção é um apelo ancestral em nome da poesia.[5]

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Membros[editar | editar código-fonte]

Convidados

Referências

  1. «Singles-António Manuel Ribeiro». Spirit Of Rock. Consultado em 21 de março de 2016 
  2. «António Manuel Ribeiro lança Sierra Maestra». TSF-Rádio Notícias. 15 de julho de 2000. Consultado em 2 de outubro de 2014 
  3. a b c d e f g «Pálidos Olhos Azuis». Fonoteca C.M.Lisboa. Consultado em 2 de outubro de 2014 
  4. «Pálidos Olhos Azuis». Meo Music. Consultado em 20 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  5. Ribeiro, António (2005). Cavalos de Corrida–A Poética dos UHF. Quinta da Graça, Bela Vista, 1950-219 Lisboa: Setecaminhos. p. 253. ISBN 989-602-073-6 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]