Públio Sílio Nerva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde outubro de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Públio Sílio Nerva (em latim: Publius Silius Nerva foi um político e general romano, cônsul em 20 a.C.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nerva era filho de um senador que atingiu o cargo de propretor.[1] Partidário do imperador Augusto,[2] Nerva foi recompensado com diversos cargos importantes ao longo de sua carreira.

Após ocupar todos os postos do cursus honorum, recebeu como recompensa o consulado, em 20 a.C., ao lado de Marco Apuleio, tornando-se um dos muitos homines novi enobrecidos durante o Principado de Augusto.[3]

Após seu consulado foi despachado para a Hispânia Citerior, em 19 a.C., na função de legado, onde se envolveu nas Guerras Cantábrias, que estavam sendo travadas à época; auxiliando Marco Vipsânio Agripa, finalmente conseguiu por fim à longa e sangrenta campanha.[4] Em seguida foi despachado ao Ilírico, onde ocupou o cargo de legado de 17 a 16 a.C.[5]

Nerva teve três filhos, e todos ocuparam o cargo de cônsul:[6] Aulo Licínio Nerva Siliano (em 7 d.C.),[7] Públio Sílio (cônsul sufecto em 3 d.C.) e Caio Sílio (13 d.C.).


Cargos políticos


Precedido por
Marco Lólio e Quinto Emílio Lépido
Cônsul da República Romana
com Marco Apuleio
20 a.C.
Sucedido por
Caio Sêncio Saturnino e Quinto Lucrécio Vespilo

Referências

  1. Syme, p. 362
  2. Syme, p. 372
  3. Syme, p. 330
  4. Syme, p. 332-333
  5. Syme, p. 329
  6. Syme, p. 500
  7. Syme, p. 434

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • T. Robert S. Broughton, The Magistrates of the Roman Republic (1952).
  • Syme, Ronald, The Roman Revolution, Clarendon Press, Oxford, 1939.