Partido Republicano Mineiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de PRM)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Partido Republicano Mineiro
Líder Afonso Pena
Venceslau Brás
Delfim Moreira
Arthur Bernardes
Fundação 4 de junho de 1888
Dissolução 2 de dezembro de 1937
Sede Belo Horizonte
Ideologia Agrarianismo
Conservadorismo
Nacionalismo
Republicanismo
Federalismo
Espectro político Centro-direita

Política do Brasil
Partidos políticos
Eleições

Partido Republicano Mineiro (PRM) foi um partido político brasileiro criado em 4 de junho de 1888 com o objetivo de representar os ideais republicanos e conservadores da elite agrária do estado de Minas Gerais. Com a queda da monarquia, passou a abrigar um grande contingente do antigo Partido Conservador; e sendo o principal partido do maior colégio eleitoral do país, Minas Gerais, fez frente ao Partido Republicano Paulista, nas eleições e na alternância do poder. Como programa, emulava em muitos aspectos o extinto Partido Conservador, com um toque distintamente nacionalista.

Foi controlado inicialmente na República Velha por políticos do sul de Minas até que Artur Bernardes deslocou o comando do PRM para a Zona da Mata Mineira. Sua comissão executiva, a "tarasca", era muito poderosa e tomava as principais decisões.

Como todos os partidos políticos, o PRM foi extinto com o advento do Estado Novo. Após a ditadura varguista, Arthur Bernardes veio a fundar o Partido Republicano, agremiando parte do antigo núcleo duro do PRM, com uma agenda nacionalista e desenvolvimentista. Extinto pelo AI-2 em 1965, o PR veio a gestar parte expressiva da política nacionalista e conservadora brasileira, a qual encontra atualmente expressão numa grande gama de partidos.

Principais representantes[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.