Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de PRODESP)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
PRODESP
Razão social Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo
Empresa Pública
Slogan O Futuro é Hoje.
Atividade Tecnologia da informação
Gênero Empresa pública
Fundação 24 de julho de 1969 (51 anos) em São Paulo,  São Paulo
Fundador(es) Governo de São Paulo pelo Decreto Estadual Nº 137
Sede Taboão da Serra,  São Paulo,  Brasil
Área(s) servida(s) São Paulo
Proprietário(s) Governo do Estado de São Paulo
Presidente Carlos André Maria Arruda (Casão)
Empregados Aproximadamente 1800, distribuídos entre Sede, unidades descentralizadas e clientes. A maior parte dos empregados são concursados com regime CLT, não há privilégios e existem metas individuais e corporativas a serem cumpridas.
Produtos Poupatempo, Poupinha, Data Center, Prodesp Cloud, Intragov, Sem Papel, Cloud Híbrida, e muitos outros.
Certificação ISO 9001, ISO 27001, ISO 20000 e ISO 14001
Divisões PRE (Presidência), DOP (Operações), DDS (Desenvolvimento), NIT (Núcleo de Inovação e Tecnologia). DevSecOps em andamento.
Acionistas Governo do Estado de São Paulo
Website oficial www.prodesp.sp.gov.br

A Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (PRODESP) é uma empresa do Governo do Estado de São Paulo inicialmente sendo responsável apenas pelo processamento de dados e atualmente uma grande provedora de soluções tecnológicas para todo o Governo do Estado de São Paulo e suas respectivas estruturas.[1]

Sede da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo e seu logo atual.
Sede da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo e seu logo atual.

É responsável pela implantação e operação do Programa Poupatempo, revolucionando o conceito de prestação de serviços ao cidadão, unificando o acesso a diversos serviços municipais, estaduais e federais; com um padrão de qualidade que se tornou referência mundial.[2]

A Prodesp possui um moderno Data Center, com diversas certificações, oferecendo os mais diversos serviços de tecnologia. Virtualização, Nuvem Privada Prodesp, Infraestrutura e Plataforma como Serviço (IaaS e PaaS) além de Nuvem Híbrida com gestão e interligação às principais Clouds Públicas. Administra uma das maiores redes da América Latina, a Intragov, que já está presente em mais de 16500 localidades do Estado de São Paulo.

É modelo e referência dentro e fora do Estado de São Paulo, recebendo constantes visitas de outros órgãos públicos.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A história da Prodesp se confunde com a própria história do uso da informática no Governo do Estado de São Paulo. Criada em 24 de julho de 1969, pelo Decreto Estadual nº 137, a empresa iniciou suas atividades em outubro do mesmo ano, em uma sala emprestada no prédio da Secretaria da Fazenda, no centro de São Paulo, com apenas dois funcionários e sem equipamentos.

Um sobrado de três andares, no bairro da Ponte Pequena, foi a primeira sede própria, em 1970. Um IBM 360/365, o primeiro computador, adquirido por cerca de US$ 9 milhões. Em julho do mesmo ano, foi executado o primeiro trabalho: o processamento da folha de pagamento do Estado, então com 290 mil funcionários.

Ao mesmo tempo em que centralizava sua estrutura física na nova sede, a Prodesp orientava sua filosofia de operação no sentido contrário, o da descentralização, com a criação do Centro Regional de Operações de Bauru, das unidades funcionais Segurança Pública e Hospital das Clínicas e a execução dos primeiros serviços de teleprocessamento.Aos poucos, a Prodesp entrava na vida dos paulistas.

Por dentro da sede da Prodesp, na Década de 80.
Por dentro da sede da Prodesp, na Década de 80.


Do solitário primeiro computador na Ponte Pequena, os recursos tecnológicos da Prodesp evoluiram para 14 grandes computadores e uma rede de teleprocessamento com cerca de 900 terminais no princípio dos anos 80. O processo de descentralização teve prosseguimento com a inauguração de novas unidades: Sabesp, Caixa Econômica Estadual, Ribeirão Preto, Junta Comercial e Secretaria da Fazenda.

A democratização da informática, com a popularização dos microcomputadores, impôs novos desafios à empresa, que se transformou para atender às demandas geradas pelo novo modelo tecnológico. E político, já que o País também se democratizava com as eleições diretas para governador. O parque de equipamentos mais do que duplicou entre 1987 e 1989. E para acelerar a informatização do Interior, foi criada a Rede Estadual de Processamento de Dados, com Centros Regionais de Informática em Campinas, Bauru, Presidente Prudente e Ribeirão Preto.

Ao completar 20 anos, a Prodesp ampliara significativamente sua presença no dia a dia da administração pública estadual e do cidadão paulista. Da emissão de Carteiras de Identidade à conservação de rodovias, a empresa estava presente em praticamente todas as áreas do Governo. Unindo competência técnica e criatividade, a Prodesp tornara-se uma importante aliada do processo de modernização do Estado. Além da assimilação de novas tecnologias numa velocidade sem precedentes na história da empresa, a década de 90 é marcada principalmente pela transformação definitiva da Prodesp de birô de processamento de dados em empresa de tecnologia da informação.

O ano da virada é 1995, quando o Estado intensifica o uso da informática como ferramenta de gestão  e  atendimento ao cidadão (o chamado Governo Eletrônico). São desse período o Sistema Estratégico de Informações; o licenciamento eletrônico; e o Infocrim. Outra inovação dos anos 90, o Poupatempo, um novo paradigma na prestação de serviços públicos, também contou com a participação ativa da Prodesp, que implanta e administra os postos de atendimento.

Vencido o bug do milênio, que a Prodesp superou com a conversão de 37 milhões de linhas de código e sem nenhuma ocorrência, a empresa consolidou seu papel na construção do Governo Eletrônico do Estado de São Paulo. Soluções desenvolvidas pela Prodesp ajudam o Governo do Estado de São Paulo a controlar rigorosamente sua arrecadação e seus gastos, a melhorar sua gestão, a tornar mais ágeis seus processos operacionais, a dar maior transparência às suas ações e a facilitar a vida do cidadão.

Na primeira década do século XXI, entre as soluções desenvolvidas pela empresa destacam-se a Bolsa Eletrônica de Compras e o IPVA Online, da Secretaria da Fazenda, a Teleaudiência Criminal, da Secretaria da Administração Penitenciária, o Emprega São Paulo, da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, e o Audesp - Auditoria Eletrônica de Órgãos Públicos, do Tribunal de Contas do Estado. No período, também houve uma forte expansão do programa Poupatempo, que saltou de cinco para vinte e oito postos de atendimento distribuídos pelo Estado. Ao mesmo tempo, a Prodesp assumiu a operacionalização de outro importante programa de governo, o Acessa São Paulo, que, a exemplo do Poupatempo, está vinculado à Secretaria Estadual de Gestão Pública e que completou uma década de funcionamento com mais de 600 postos de atendimento e cerca de dois milhões de usuários.  

A partir de 2001, o antigo CPD da Prodesp passou por um profundo processo de transformação, tornando-se, no final da década, o principal e mais bem equipado data center do Governo do Estado de São Paulo, detentor de quatro certificações ISO integradas - 9001, 14001, 20000 e 27001 - e responsável pelo processamento e armazenamento de cerca de 80% das informações estaduais.

Em termos de infraestrutura, a Prodesp também participou ativamente da implantação e é a gestora da Intragov, a rede IP multisserviços do Governo do Estado de São Paulo, que conta com aproximadamente 15 mil links de comunicação que interligam os órgãos públicos estaduais entre si e ao mundo Internet.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «História da Prodesp». www.prodesp.sp.gov.br. Consultado em 13 de junho de 2020 
  2. «Portal Poupatempo». www.poupatempo.sp.gov.br. Consultado em 13 de junho de 2020 
  3. «Missão, Visão e Valores». www.prodesp.sp.gov.br. Consultado em 13 de junho de 2020 
  4. «História da Prodesp». www.prodesp.sp.gov.br. Consultado em 13 de junho de 2020