Pablo Armero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pablo Armero
Pablo Armero
Pablo Armero atuando pela Seleção Colombiana na Copa do Mundo de 2014
Informações pessoais
Nome completo Pablo Estifer Armero
Data de nasc. 2 de novembro de 1986 (32 anos)
Local de nasc. Tumaco, Colômbia
Nacionalidade colombiano
Altura 1,74 m
canhoto
Apelido Armeration,[1] Miñía[2]
Informações profissionais
Clube atual Guarani
Posição Lateral-esquerdo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2004–2008
2009–2010
2010–2013
2013–2014
2014
2014–2016
2014–2015
2015
2017
2018
2019
2019–
América de Cali
Palmeiras
Udinese
Napoli
West Ham (emp.)
Udinese
Milan (emp.)
Flamengo (emp.)
Bahia
América de Cali
CSA
Guarani
0151 0000(8)
0036 0000(1)
0069 0000(3)
0033 0000(0)
0005 0000(0)
0005 0000(1)
0008 0000(0)
0006 0000(0)
0021 0000(0)
0025 0000(1)
0004 0000(0)
0003 0000(0)
Seleção nacional3
2003–2004
2008–
Colômbia Sub-17
Colômbia
0006 0000(0)
0068 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 10 de setembro de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 7 de junho de 2017.

Pablo Estifer Armero, mais conhecido como Pablo Armero ou simplesmente Armero (Tumaco, 2 de novembro de 1986), é um futebolista colombiano que atua como lateral-esquerdo. Atualmente joga pelo Guarani.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Após boas atuações no América de Cali, conquistando o 13° campeonato nacional, e atuando bem na Seleção Colombiana, Armero acertou sua ida para o Palmeiras no ano de 2009.[3] Logo tornou-se titular da lateral-esquerda. Armero ajudou o Palmeiras chegar a semifinal do Campeonato Paulista, antes de perder para o Santos. Porém foi elogiado[quem?] por sua velocidade e habilidades de cruzamento e jogou muitas partidas, ajudando o Palmeiras a chegar a liderança na Série A. Em março de 2010, na vitória de virada contra o Santos por 4 a 3 na Vila Belmiro, após um cruzamento para o atacante Robert que resultou no gol de empate em 2 a 2, a coreografia feita por Armero na comemoração gerou repercussão na mídia.[4] O colombiano tentou dançar o Rebolation, hit do carnaval baiano de 2010 especialmente na internet, e a dança foi apelidada de "Armeration", sendo reproduzida no mundo inteiro.[5]

Ainda em 2010, Armero assinou um pré-contrato com o Parma, mas a negociação falhou após a Federação Italiana de Futebol reduzir a permissão de jogadores extra comunitários de dois para um. Armero foi reintegrado ao elenco do Palmeiras e assinou um novo contrato no dia 12 de julho de 2010.[6] Ao decorrer da temporada de 2010, Armero teve uma grande queda de rendimento e ficou vários jogos na reserva do time. Em jogo contra o Corinthians, o lateral foi substituído pelo então treinador Muricy Ramalho, e chorou no banco de reservas.[7]

Udinese[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de agosto de 2010, Armero foi vendido para a Udinese.[8] Nessa temporada, Armero se destacou ao lado de nomes como Samir Handanovič, Kwadwo Asamoah, Antonio Di Natale e Alexis Sánchez, e a Udinese terminou em quarto lugar na Serie A, voltando assim a disputar a Liga dos Campeões.

Napoli[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de janeiro de 2013, Armero foi emprestado ao Napoli até o final da temporada 2012–13, com a opção de compra após o fim do empréstimo.[9] A maioria das aparições de Armero no Napoli vieram de substituições. Durante a janela de transferências de verão de 2013, o clube exerceu o direito de compra.[10]

West Ham[editar | editar código-fonte]

Foi emprestado no dia 31 de janeiro de 2014 ao West Ham, até o final da temporada.[11][12] Estreou no dia 15 de março, em uma derrota por 3 a 1 para o Stoke City. Seu último jogo foi no dia 19 de abril, em uma derrota por 1 a 0 em casa para o Crystal Palace. O gol da vitória foi marcado por Mile Jedinak após Armero ter cometido um pênalti, cujo desempenho foi criticado pelo técnico Sam Allardyce.[13][14]

Udinese e Milan[editar | editar código-fonte]

Durante a Copa do Mundo de 2014, Armero foi recontratado pela Udinese, clube que havia jogado entre 2010 e 2012.[15] No dia 11 de agosto de 2014 foi emprestado ao Milan por ano, com opção de compra. Armero fez sua estreia pelo Rossoneri no dia 31 de agosto, num jogo contra a Lazio.[16]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Foi emprestado novamente em 9 de abril de 2015, desta vez ao Flamengo, até o fim do ano.[17][18] Estreou em partida contra o Avaí pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.[19]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2016, foi anunciado como primeiro reforço do Bahia para a temporada de 2017.[20]

No dia 24 de maio de 2017, Armero foi o responsável por dar a assistência para o gol de Edigar Junio, ajudando o Bahia a conquistar pela terceira vez o título da Copa do Nordeste.[21]

CSA[editar | editar código-fonte]

Em março de 2019, Armero assinou contrato com o CSA. Depois de quatro partidas pelo clube, o jogador foi demitido por indisciplina.[22]

Seleção Colombiana[editar | editar código-fonte]

Armero (à esquerda) durante a partida Brasil x Colômbia pela Copa do Mundo de 2014.

Armero jogou pela equipe sub-17 da Seleção Colombiana no Campeonato Mundial Sub-17 de 2003 e foi promovido ao time principal em 2008 por suas atuações no América de Cali. Ele fez seu primeiro jogo pela seleção da Colômbia numa vitória por 5 a 2 sobre a Venezuela, e ganhou a posição de lateral-esquerdo na equipe nacional. Em março de 2013, ele marcou seu primeiro gol para a Colômbia em uma vitória por 5 a 0 sobre a Bolívia.

Foi convocado para a Copa do Mundo de 2014. Na primeira partida da seleção no Grupo C, marcou o primeiro gol da vitória contra a Grécia.

Gols pela seleção Colombiana[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

América de Cali[editar | editar código-fonte]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «"Armeration", 6 a 0, semi: veja vitórias marcantes do Palmeiras sobre Santos». Globoesporte.com 
  2. «'Miñía', la alegría de la selección» (em espanhol). ElEspectador.com. 10 de outubro de 2013. Consultado em 29 de maio de 2015 
  3. «Turbo Sports coloca Pablo Armero no Verdão». O Globo. 31 de dezembro de 2008 
  4. «Armero justifica dança inusitada na Vila: "Foi a felicidade"». iG. 15 de março de 2010 
  5. «Dança de Armero vira hit na internet». Terra. 15 de março de 2010. Consultado em 5 de julho de 2019 
  6. «Armero é reintegrado e assina novo contrato com o Palmeiras». UOL. 12 de julho de 2010 
  7. Barros, Adilson (31 de janeiro de 2010). «Armero é substituído no clássico e vai para o banco chorando». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de julho de 2019 
  8. «Udinese apresenta Armero». Globo Esporte. 16 de setembro de 2010 
  9. «Napoli anuncia contratação de colombiano Armero, ex-Palmeiras». iG. 9 de janeiro de 2013 
  10. «Armero». BOL 
  11. «Pablo Armero, ex-Palmeiras, troca o Napoli pelo inglês West Ham». Estadão. 31 de janeiro de 2014 
  12. «West Ham acerta empréstimo de Pablo Armero com o Napoli». FOX Sports. 31 de janeiro de 2014. Consultado em 10 de setembro de 2019 
  13. «Sam Allardyce slams "stupid" Pablo Armero». Sports Mole. 19 de abril de 2014. Consultado em 10 de setembro de 2019 
  14. «Allardyce singles out Armero for costly error». FourFourTwo. 19 de abril de 2014. Consultado em 10 de setembro de 2019 
  15. «Pablo Armero regresará al Udinese de Italia». Futbol Red. 20 de junho de 2014 
  16. «Milan perde amistoso nas estreias de López e Armero». Gazeta do Povo. 17 de agosto de 2014 
  17. «Flamengo contrata Pablo Armero». Sítio oficial do Clube de Regatas do Flamengo. 9 de abril de 2015 
  18. «Fim de novela! Flamengo confirma contratação de Pablo Armero». Lancenet!. 9 de abril de 2015 
  19. «'Ele falou: Eu errei', diz Armero, reproduzindo o árbitro no fim do jogo». Lancenet!. 24 de maio de 2015 
  20. «Primeiro reforço: Bahia anuncia contratação do lateral Armero». GloboEsporte.com. 23 de dezembro de 2016. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  21. Pereira, Thiago (24 de maio de 2017). «É campeão! Bahia bate o Sport e conquista a Copa do Nordeste 2017». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de julho de 2019 
  22. Meló, Victor (22 de maio de 2019). «Armero se despede da torcida e diz que não desrespeitou o CSA: "Não tive uma segunda chance"». GloboEsporte.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]