Pai Herói

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pai Herói
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero
Duração 50 minutos
Criador(es) Janete Clair
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Roberto Talma
Elenco
Tema de abertura "Pai", Fábio Júnior
Composto por Fábio Júnior
Exibição
Emissora original Rede Globo
Transmissão original 29 de janeiro – 18 de agosto de 1979
Episódios 178

Pai Herói é uma telenovela brasileira produzida pela TV Globo e exibida de 29 de janeiro a 18 de agosto de 1979 em 178 capítulos.[2][3][nota 1] Substituiu Dancin' Days e foi substituída por Os Gigantes, sendo a 22.ª "novela das oito" produzida pela emissora.

Escrita por Janete Clair, teve direção de Gonzaga Blota, Walter Avancini e Roberto Vignati, sob a direção geral de Roberto Talma.[3]

Contou com as atuações de Tony Ramos, Elizabeth Savalla, Glória Menezes, Paulo Autran, Carlos Zara, Rosamaria Murtinho, Cláudio Cavalcanti e Lélia Abramo.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

André Cajarana é tirado do orfanato pelo avô paterno e passa a viver na cidade fictícia de Paço Alegre, em Minas Gerais. É criado com a ilusão de que seu pai era um grande homem. Após a morte do avô, André parte para o Rio de Janeiro para buscar sua própria identidade e tentar elucidar a morte do pai – tido como bandido – e inocentá-lo da acusação de ter roubado terras que não lhe pertenciam e ter inclusive matado um padre. A principal barreira de André é Bruno Baldaracci, um empresário mafioso e ex-sócio de seu pai, o maior envolvido na infâmia e no desaparecimento dele – era casado com a viúva do próprio, Gilda.

Em Nilópolis, município da Baixada Fluminense, André enfrenta Bruno, que tenta encobrir a verdade sobre seus negócios escusos. Impedido pelos Baldaracci de se aproximar de sua mãe, Gilda, André se mete em confusão e é acolhido por Ana Preta, uma mulher sofredora que sempre viveu em função de homens de mau caráter, inclusive Bruno, com quem ela teve uma filha, Geni. Ana Preta é dona da casa de samba Flor de Lys.

No outro lado da história está Carina, uma famosa bailarina, criada pela tradicional e rica família carioca Limeira Brandão, liderados pela dominadora Dona Januária, avó de Carina. Carina havia casado com César Reis, um homem inescrupuloso e desonesto que se casou com ela com intuito de dar um grande golpe na família dela. Carina abandona o marido, mas perde a guarda da filha Ângela, e é quando ela conhece André, que já a salvara de morrer afogada numa oportunidade anterior, e que agora, confundido com um ladrão, pede a ele para matá-la.

André e Carina fogem dos problemas no Rio de Janeiro e acabam apaixonados. Ainda acionista majoritária das empresas de sua família, Carina passa uma procuração para que André a represente perante os negócios. É quando André volta ao Rio, batendo de frente com César Reis, e ainda reencontra Ana Preta, sua protetora, apaixonada por ele. Mas Carina é vítima de um atentado e a culpa recai sobre André.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Tony Ramos André Cajarana
Elizabeth Savalla Catarina Limeira Brandão (Carina)
Glória Menezes Ana Maria Garcia (Ana Preta)
Paulo Autran Bruno Baldaracci (Nuno)
Carlos Zara César Limeira Reis
Rosamaria Murtinho Valquíria Brandão
Cláudio Cavalcanti Benedito da Conceição / Gustavo Gurgel
Lélia Abramo Januária Brandão
Maria Fernanda Gilda Baldaracci
Jonas Bloch Rafael Baldaracci
Flávio Migliaccio Genésio Camargo
Jorge Fernando Cirilo Baldaracci
Fernando Eiras Romão Baldaracci
Dionísio Azevedo Nestor Garcia (Seu Garcia)
Beatriz Segall Norah Limeira Brandão
Emiliano Queiroz Horácio Brandão
Lícia Magna Adélia
Osmar Prado Pedro Varella (Pepo)
Nádia Lippi Aline Gonçalves
Paulo Gonçalves Leôncio Gonçalves
Ana Lúcia Ribeiro Lena Camargo
Sônia Regina Genivalda Garcia Baldaracci (Jenny)
Fernando José Mário Renner
Carlos Kroeber Dr. Tiago Vasconcelos
Ivan Cândido Reginaldo Brandão
Yara Lins Irene Brandão
Nildo Parente Haroldo Brandão
Suzana Faini Jussara Brandão
Reinaldo Gonzaga Hilário Brandão
Thaís de Andrade Odete Brandão
Monah Delacy Eugênia Brandão Reis
Hélio Ary Dr. Soares
Maria Helena Dias Filomena Baldaracci (Filhinha)
Regina Dourado Nancy
Maria Helena Velasco Mirtes Camargo
Manfredo Colassanti Pietro Baldaracci
Rejane Marques Clara Baldaracci
Rogério Bacelar Gilberto Baldaracci (Gil)

Elenco de apoio[editar | editar código-fonte]

  • Lajar Muzuris - Coxo
  • Tessy Callado - Tarcila
  • Regina Dourado - Nanci
  • Sérgio Alan dos Santos - Félix
  • Timóteo da Costa - Curió
  • Renato Puppo - Padre Felício
  • Eugenia Feodorova - Professora de balé de Carina
  • Áurea Hammerli - Lia Ribeiro
  • Macêdo Neto - Dr. Alberto (ortopedista que cuida de Carina)
  • Marie Antoinette - Milene
  • Érica Kupper - Helen
  • Riva Blanche - Nenê Vilaça
  • Irma Alvarez - Maria Vitória
  • Renata Schumann - Lígia
  • Noira Mello - Olga
  • Vanda Costa - Aurora
  • Lúcia Helena - Lindaura
  • Carlão Elegante - Teodoro
  • Mário Petraglia - Titan / Vidal
  • Luís Orioni - Osório
  • Rosana Penna - Laura
  • Telmo de Avelar - Delegado Sandoval
  • Isabela Garcia - Angela Limeira Brandão Reis
  • Alessandra Gomes de Mattos - Angela (pequena)
  • Lima Duarte - avô de André e seu pai, Malta Cajarana
  • Elza Gomes - Mãe Tiana
  • Paulo Gracindo - Dr. Caio
  • Carlos Eduardo Dolabella - promotor de justiça
  • Carlos Alberto - juiz
  • Reginaldo Faria - Raul
  • Ana Ariel - Dona Lurdes
  • Pedro Lima Verde - Pediatra
  • Mario Polimeno - ex-cliente de Mirtes, a reconhece quando vai ao Flor de Liz

Exibição[editar | editar código-fonte]

A telenovela foi produzida em 178 capítulos que foram exibidos em 174 dias, de 29 de janeiro a 18 de agosto de 1979.[nota 1] O último capítulo foi exibido em 18 de agosto, um sábado e reprisado depois do Fantástico no dia seguinte, domingo.[2]

Reprises[editar | editar código-fonte]

No início de 1980, a novela foi editada para exibição de noventa minutos no Festival 15 Anos, especial comemorativo de aniversário da Globo. A apresentação foi do ator Jonas Bloch.[2]

Pai Herói foi reprisada na íntegra pelo Viva de 17 de outubro de 2016 a 6 de maio de 2017, sucedendo Laços de Família e antecedendo por Por Amor na faixa das 23h30, com reapresentação às 13h30.[4][5]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2016, a Loja Globo lançou um box de treze DVDs com os capítulos da trama editados em versão compacta.[6][7]

Em 27 de setembro de 2021, a novela foi adicionada na íntegra ao catálogo da plataforma digital de streaming Globoplay.[8]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

Pai Herói Nacional
Trilha sonora de Vários intérpretes
Lançamento 1979
Gênero(s) Vários
Formato(s) Vinil, K7, CD (relançado em 2001)
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de Vários intérpretes
Pai Herói Internacional

Capa: logotipo da novela e um céu azul.

  1. "Pai" - Fábio Jr. (tema de abertura)
  2. "Pode Esperar" - Alcione (tema de Ana Preta)
  3. "Nos Horizontes do Mundo" - Paulinho da Viola
  4. "Passarinho" - Beth Carvalho (tema de Ana Preta)
  5. "Explode Coração" - Maria Bethânia (tema de André e Carina)
  6. "Espírito Esportivo" - Moraes Moreira
  7. "Cavalo Bravo" - Renato Teixeira (tema de André)
  8. "Meu Drama" - Roberto Ribeiro (tema de locação: Nilópolis)
  9. "14 Anos" - Guilherme Arantes (tema de Pepo)
  10. "Homem Calado" - Carlinhos Vergueiro
  11. "A Chave do Mundo" - Marina (tema de Walkíria)
  12. "Vivendo Perigosamente" - Márcio Montarroyos (tema das cenas de ação)

Internacional[editar | editar código-fonte]

Pai Herói Internacional
Trilha sonora de Vários intérpretes
Lançamento 1979
Gênero(s) Vários
Formato(s) Vinil, K7
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de Vários intérpretes
Pai Herói Nacional

Capa: parte da abertura da novela

  1. "I Will Survive" - Gloria Gaynor
  2. "Sharing The Night Together" - Dr. Hook & the Medicine Show
  3. "You Needed Me" - Anne Murray (tema de Carina)
  4. "Aa Aa Uu Aa Ee" - Zack Ferguson (tema do núcleo jovem)
  5. "How You Gonna See Me Now?" - Alice Cooper (tema de Pepo e Aline)
  6. "… E Un Altro Giorno Se Ne Va" - Memo Remigi (tema de Bruno Baldaracci)
  7. "Mirrors" - Sally Oldfield (tema de Walkíria e Gustavo)
  8. "Sun Is Here" - Sun
  9. "Allouette" - Denise Emmer (tema de Carina e André)[2]
  10. "I'd Rather Hurt Myself" - Randy Brown (tema de Ana Preta e André)[2]
  11. "Heart of Glass" - Blondie
  12. "Pigeon Without a Dove" - Patrick Dimon
  13. "I Just Wanna Stop" - Gino Vannelli
  14. "Piano… Piano, M'Innamorai Di Te" - Collage (tema de Cirilo)[2]

Notas

  1. a b Nos dias 12 de maio, 19 de maio, 7 de julho e 6 de agosto foram exibidos dois capítulos, com aproximadamente uma hora e meia de duração.[2]

Referências

  1. ‘Pai Herói’, novela de Janete Clair, chega ao catálogo do Globoplay
  2. a b c d e f g h i Nilson Xavier. «Pai Herói». Teledramaturgia. Consultado em 15 de dezembro de 2015 
  3. a b Pai Herói
  4. Nilson Xavier (21 de maio de 2016). «Canal Viva vai reprisar a novela "Pai Herói", de Janete Clair». UOL TV e Famosos. Consultado em 27 de maio de 2016 
  5. Patrícia Kogut (21 de maio de 2016). «'Pai herói', de Janete Clair, será reprisada no Viva». O Globo. Consultado em 27 de maio de 2016 
  6. «DVD Pai Herói - 13 Discos». DVD Pai Herói - 13 Discos. Consultado em 20 de julho de 2016. Arquivado do original em 12 de agosto de 2016 
  7. Cristina Padiglione (20 de julho de 2016). «'Pai Herói' sai em DVD antes de voltar à TV». O Estado de S. Paulo. Consultado em 26 de agosto de 2016 
  8. Adriana Pizzotti (27 de setembro de 2021). «Tony Ramos e Elizabeth Savala relembram 'Pai Herói', e ator garante: 'Consolidou a minha trajetória'». Gshow. Consultado em 27 de setembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]