Pak Hyŏkkŏse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pak Hyŏkkŏse
박혁거세 거서간
1º Kŏsŏgan de Silla
Seal of Silla.svg
Reinado 57 a.C. - 4 d.C.
Sucessor(a) Namhae
Nascimento 69 a.C.
  Gyeongsang
Morte 4 (72 anos)
  Gyeongju
Cônjuge Aryeong
Descendência
  • Namhae
  • Tik
  • Aro
Mãe Saso

Pak Hyŏkkŏse Kŏsŏgan (também escrito Bak Hyeokgeose Geoseogan ou Bagh Yeoggeose) foi o monarca fundador de Silla, um dos Três Reinos da Coreia. Ele foi o ancestral primário de todos os membros do clã Pak (Bak, Park) da Coreia. Seus outros nomes nos registros históricos japoneses incluem Hiko Inai no Mikoto (彦稲飯命) e Inai no Mikoto (稻氷命) no Nihon Shoki e no Kojiki.[1]

Titularidade[editar | editar código-fonte]

Pak Hyŏkkŏse
Nome em coreano
Hangul 박혁거세 거서간
Hanja 西
Romanização revisada Bak Hyeokgeose Geoseogan
McCune-Reischauer Pak Hyŏkkŏse Kŏsŏgan

Seu título Kŏsŏgan (Geoseogan, em Hangul:거서간, em Hanja:居西干), significa chefe na língua da confederação Jinhan, uma federação de Cidades-Estados no sudeste da península coreana. [2] [3]

Hyŏkkŏse não era um nome pessoal, mas seu nome honorífico, pronunciava Bulgeunae (Hangul: 불그내 Hanja: 弗矩内) em coreano arcaico, que significa o brilho do mundo.[4]

Lendas sobre seu nascimento[editar | editar código-fonte]

O Samguk Sagi e o Samguk Yusa descrevem que a fundação de Silla foi feita por Hyŏkkŏse. [5][6]

O Samguk Sagi conta que os refugiados do antigo reino de Gojoseon após este ser destruído pela Dinastia Han em 109 a.C. passaram a viver nos vales da atual província Gyeongsang, na Coreia do Sul, em seis aldeias chamadas Yangsan, Goheo, Jinji, Daesu, Gari e Goya.[5][2]

Em 69 a.C., os chefes das seis vilas se reuniram para discutir a formação de um reino e a entronização de um rei. Na floresta, em um local chamado Najeong, próximo a vila de Yangsan, uma estranha luz brilhou no céu, e um cavalo branco se curvou. O líder de Goheo, Sobeolgong descobriu um grande ovo brilhante vermelho no lugar. Um menino saiu do ovo e, quando banhado, seu corpo irradiava luz e ao seu redor os pássaros e os animais dançaram.[7][2]

Sobeolgong o criou, e os seis líderes o reverenciaram. Quando completou 13 anos os líderes o elegeram rei. Naquele local foi fundada a cidade de Seorabeol (Saro) que se tornaria a capital da Confederação Jinhan e que seria incorporada depois aSilla.[8] Ao se tornar rei, ele se casou com Aryeong, que teria nascido das costelas de uma galinha.[2]

Já o Samguk Yusa afirma que Hyŏkkŏse seria filho da Senhora Saso, membro da família real chinesa que após se consagrar a seita taoista Shin-sān se mudou para o Monte Seondo na então confederação Jinhan.[9][6] E que Aryeong também teria nascido no mesmo dia que seu futuro marido. [7]

Contexto histórico[editar | editar código-fonte]

Essa lenda reflete o desenvolvimento do estágio de cidade-estado, os seis chefes representando um grupo de refugiados de Gojoseon. A história alude sobre a ascensão do clã Pak sobre os clãs da região. A hipótese mais provável é que uma tribo de cavaleiros oriunda do norte, que tinha seu totem representado por um cavalo se uniu a tribo mais forte da região que tinha como totem um galo e passaram a dominar as tribos nativas[2][7]

A data da fundação é amplamente questionada hoje, pois o Samguk Sagi foi escrito do ponto de vista de Silla, reivindicando a superioridade e antiguidade de Silla sobre Koguryo e Baekje. Pensa-se que Silla, nesse pensamento tradicional, tenha sido fundada primeiro, seguida por Koguryo e depois por Baekje. As evidências arqueológicas, no entanto, mostram uma imagem diferente, e suspeita-se que Koguryo seja o mais antigo dos três reinos, com Silla se desenvolvendo simultaneamente a Baekje ou mesmo depois dele.[2]

Reinado[editar | editar código-fonte]

Em 37 a.C., Hyŏkkŏse construiu Geumseong (Hangul: 금성, Hanja: 金城) sua nova capital (atual Gyeongju) e, em 32 a.C., construiu seu palácio real nesta cidade.[8] A preocupação principal da mudança era deter os ataques das forças chinesas vindas do Jun de Lelang. [10]

Em 19 a.C., o rei da Confederação Mahan exigiu a continuação do pagamento de tributos de Silla. Hyŏkkŏse enviou então Hogong, que era seu ministro para discutir a questão. O rei ficou irado porque Silla enviou Hogong e não o tributo. Hogong criticou a falta de educação do rei fazendo com que o rei irritado tentasse matá-lo, mas seus conselheiros evitaram o pior e Hogong foi autorizado a retornar a Silla. Um ano depois em 18 a.C. o rei de Mahan veio a falecer e Hyŏkkŏse também enviou um emissário ao funeral. [11]

Em 5 a.C., Okjeo Ocidental (um pequeno estado ao norte) enviou um emissário, e Hyŏkkŏse foi presenteado com bons cavalos. Okjeo Ocidental com mais 20 casas haviam se juntado a Silla dez anos antes após Okjeo do Norte ter sido destruída pelo rei Dongmyeong (Jumong) de Koguryo. [12]

Morte e sucessão[editar | editar código-fonte]

Hyŏkkŏse governou por cerca de 60 anos e estabeleceu as bases para um reino que unificaria grande parte da Península Coreana em 668.[7] Hyŏkkŏse foi um dos poucos governantes do Clã Park a deter total poder sobre Silla. Ele morreu aos 73 anos e foi enterrado em Gyeongju.[13] Foi sucedido por seu filho mais velho, Namhae.[7][14]

Precedido por
-
Seal of Silla.svg -- 1º Geoseogan de Silla
57 a.C. - 4 d.C.
Sucedido por
Namhae



Referências

  1. Hiroshi Uraki. «新撰姓氏錄 しんせんしょうじろく». Shinsen shōjiro, Sobrenomes novos. miko.org. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  2. a b c d e f Kim, Jinwung (2012). A History of Korea:. From "Land of the Morning Calm" to States in Conflict (em inglês). [S.l.]: Indiana University Press, pp. 42-44. ISBN 9780253000248 
  3. Iryŏn (1 de janeiro de 2006). Overlooked Historical Records of the Three Korean Kingdoms (em inglês). [S.l.]: Jimundang, p. 35. ISBN 9788988095942 
  4. «신라의 건국 신화 (Mito fundador de Silla)». 설화에서 찾은 역사 (História encontrada nos contos) (em coreano). Consultado em 5 de novembro de 2019 
  5. a b «박혁거세». Bagh Yeoggeose. 두산백과 (Enciclopédia Doosan) (em coreano). Consultado em 5 de novembro de 2019 
  6. a b «三國遺事/卷第五 - 维基文库,自由的图书馆». Samgukyusa - Relíquias dos Três Reinos, Volume 5, Capítulo 7. Wikisource em Chinês (em chinês). Consultado em 5 de novembro de 2019 
  7. a b c d e Kim Tae-woo at all (2014). Encyclopedia of Korean Folk Literature:. Encyclopedia of Korean Folklore and Traditional Culture Vol. III (em inglês). [S.l.]: Giljab-Imidieo, pp. 29-30. ISBN 9788928900848 
  8. a b Nelson, Sarah Milledge (2017). Gyeongju:. The Capital of Golden Silla (em inglês). [S.l.]: Taylor & Francis, p. 9. ISBN 9781317237938 
  9. Spirit of the Mountains:. Korea's San-Shin and Traditions of Mountain-worship (em inglês). [S.l.]: Hallim Publishing. 1 de janeiro de 1999. ISBN 9781565911079 
  10. Mason, David A. (2016). Solitary Sage:. The Profound Life, Wisdom and Legacy of Korea’s “Go-un” Choi Chi-won (em inglês). [S.l.]: Lulu Press, p.32. ISBN 9781365002298 
  11. Corfield, Justin (2008). Encyclopedia of World History. The Ancient World, Prehistoric Eras to 600 CE, Volume 1 (em inglês). [S.l.]: Fact on File Publishing, pp. 370-372. ISBN 9780816063864 
  12. Iryŏn (2006). Overlooked Historical Records ... [S.l.]: p. 21 
  13. Kim Hyung-eun. «Pak Hyeokgeose:». the founder of the Silla kingdom was respected and courageous :. Korea.net : The official website of the Republic of Korea. Consultado em 7 de novembro de 2019 
  14. Iryŏn (2006). Overlooked Historical Records ... [S.l.]: , p.30