Palácio Arquiepiscopal de Salvador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Palácio em 2010.
Monumento da Cruz Caída perto do lugar da antiga catedral e Palácio dos Arcebispos ao fundo.

O Palácio Arquiepiscopal de Salvador, também conhecido como Palácio do Arcebispado de Salvador, Palácio Arquiepiscopal da Sé, localiza-se na Praça da Sé, na zona histórica do Pelourinho da cidade de Salvador, no Brasil.[1][2] O palácio foi construído no início do século XVIII e é um dos melhores exemplos de arquitetura civil do período colonial no país.

História[editar | editar código-fonte]

A história do atual paço dos arcebispos começa em 1705, quando uma carta régia autoriza a construção de uma residência para os arcebispos no Terreiro de Jesus, perto da Igreja Jesuíta de Salvador.[1] Em 1707, decide-se pelo uso de outro terreno, ao lado da antiga Sé da cidade, onde se encontrava uma ermida da Irmandade de São Pedro dos Clérigos.[1] As obras logo tem início e são concluídas em 1715.[1]

O palácio tem fachada principal com três pavimentos[1] e uma entrada marcada por um monumental portal em pedra de Lioz e decorado com um brasão ladeado por volutas. O brasão é o de D. Sebastião Monteiro da Vide, arcebispo de Salvador (1701-1722) à época da construção do edifício. As janelas dos dois primeiros pisos são de peitoril e o pavimento nobre, o mais alto, tem janelas com balcões e gradis de ferro.[1] O interior está organizado ao redor de um pátio central.[1]

Antigamente havia um passadiço que ligava o palácio à antiga Sé, demolida em 1933.[1] Atualmente o espaço da igreja demolida, ao lado do palácio, é ocupado por uma praça. O palácio foi tombado pelo IPHAN em 1938.[1]

Em 2002,[2] a administração da Arquidiocese foi transferida do lugar para a de São Salvador da Bahia.[carece de fontes?]

Em estado de abandono o IPHAN irá bancar uma reforma estrutural no espaço que prevê, dentre outras intervenções, a restauração completa do prédio, da fundação às esquadrias e gradis, além de serem instalados laboratórios de restauração de documentos, junto com um espaço para pesquisas.[2]

Referências

  1. a b c d e f g h i IPHAN. «Palácio Arquiepiscopal (Salvador, BA)». Consultado em 28 de março de 2009 
  2. a b c Correio24horas. «Fechado, Palácio Arquiepiscopal será reformado pelo Iphan com R$ 18 milhões». Consultado em 30 de julho de 2014 

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Palácio Arquiepiscopal de Salvador

Ligações externas[editar | editar código-fonte]