Palácio Nacional (Haiti)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Palácio Nacional
O Palácio Nacional em 2006
Tipo Residência oficial
Estilo dominante Arquitetura Beaux-Arts, neoclássica e renascentista francesa
Arquiteto Georges Baussan
Início da construção maio de 1914
Inauguração 1920
Local Porto Príncipe
Haiti
Situação do palácio após o terremoto de 2010.

O Palácio Nacional do Haiti (em francês Palais national ou Palais présidentiel) foi a residência oficial do Presidente do Haiti, localizado em Porto Príncipe, próximo à Place L'Ouverture. O edifício foi uma das construções danificadas severamente durante o terremoto de 2010, que arrasou a capital do país.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O Palácio Nacional original construído no mesmo local, foi destruído durante uma rebelião em 1869. Posteriormente, em 1912, foi novamente destruído em uma explosão da parte inferior, matando o então presidente Cincinnatus Leconte, que estava no cargo há um ano e um dia. A família do presidente, no entanto, escapou sem feridas. O palácio nacional teve sua demolição concluída dia 12/09/2012, um novo palácio com as mesmas características será construído no local.[2][3][4][5][6]

O atual Palácio Nacional foi construído em 1918 e desenhado por Georges Baussan, um famoso arquiteto haitiano. Como outras construções públicas do Haiti, o Palácio Nacional foi construído com influências da arquitetura Beaux-Arts, neoclássica e renascentista francesa, assemelhando-se à arquitetura na França e em suas colônias durante o século XIX. Antes do terremoto de 12 de janeiro de 2010, o Palácio Nacional tinha três níveis e sua entrada possuía um pórtico com quatro colunas jônicas.[7] O teto tinha três cúpulas, assim como um número de sótãos, todo pintado de branco.[4]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Palácio Nacional (Haiti)

Referências

  1. France-Presse', 'Agência. «Terremoto derruba Palácio Nacional e Catedral do Haiti». Acervo 
  2. «Finalizada a demolição de Palácio Presidencial do Haiti». VEJA. Consultado em 12 de janeiro de 2021 
  3. Plummer, Brenda Gayle (outubro de 1981). «Race, Nationality, and Trade in the Caribbean: The Syrians in Haiti, 1903-1934». The International History Review. 3 (4) 
  4. a b Danner, Mark (11 de agosto de 1991). «To Haiti, With Love and Squalor». The New York Times. Consultado em 13 de janeiro de 2010 
  5. "Explosion Kills Haitian President", The New York Times, 9 August 1912
  6. "Leconte in Haiti's Capital", The New York Times, 8 August 1911
  7. Edward, Crain (1994). Historic architecture in the Caribbean Islands. [S.l.]: University Press of Florida. 174 páginas. ISBN 978-0813012933