Palácio Rio Branco (Curitiba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Palácio Rio Branco, sede do poder legislativo de Curitiba

Palácio Rio Branco, antigo Palácio do Congresso, é um monumento arquitetônico da cidade brasileira de Curitiba, capital do estado do Paraná, no qual funciona a sede da Câmara de Vereadores, sendo um dos mais importantes prédios históricos da capital paranaense.[1]

Foi mandado construir pelo governador Generoso Marques dos Santos.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Sua construção foi contratada ao engenheiro italiano Ernesto Guaita em 6 de maio de 1891, já aprovado no ano anterior. Em 1895 ainda não se achava concluído, devendo ter ocorrido entre este ano e o seguinte, 1896, não havendo registros de sua inauguração em publicações locais, embora Arthur Dias informe que "… O Congresso dispõe, também, de um bonito edifício, novo e nobre, de linhas ao estylo italiano… Foi inaugurado em 1896".[2][1]

O então chamado "Congresso Estadual" (atual Assembleia Legislativa) ali se instala após a Proclamação da República do Brasil, ali permanecendo até sua mudança para o Centro Cívico. Sofreu danos com uma explosão ocorrida na estação férrea, em 1913. Em 1957 foi cedido para a instalação da Câmara Municipal, efetivada em 1963, recebendo então o nome que homenageia o Barão do Rio Branco.[1]

Em 1978 o Palácio Rio Branco foi tombado pelo patrimônio histórico do Paraná.[3]

Referências

  1. a b c d «Palácio Rio Branco : atual sede da Câmara Municipal de Curitiba». Sítio oficial da CMC. Consultado em 20 de março de 2010 
  2. Dias, Arthur: O Brasil Atual
  3. Um novo palácio municipal Gazeta do Povo - acessado em 24 de agosto de 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.