Palácio de San Telmo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Palácio de San Telmo

O Palácio de San Telmo é um palácio real da Espanha. Situa-se na cidade de Sevilha a sudoeste da Península Ibérica. A construção do edifício começou em 1682 fora dos muros da cidade, em propriedade pertencente ao Tribunal do Santo Ofício, a instituição responsável pela Inquisição espanhola. Foi originalmente construído como sede da Universidade de Navegantes (Universidad de Mareantes), uma escola para educar crianças órfãs e treiná-las como marinheiros.[1]

O Palácio de San Telmo serviu de residência real a infanta Luísa Fernanda de Bourbon, irmã da rainha Isabel II de Espanha.

Referências

  1. Antonio Sancho Corbacho (1952). Arquitectura barroca sevillana del siglo XVIII. Madrid: Instituto Diego Velázquez. Consejo Superior de Investigaciones Científicas. p. 68 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FALCÓN MÁRQUEZ, Teodoro, El Palacio de San Telmo, Séville, Gever, 1991 ISBN 84-7566-024-X ;
  • RIBELOT, Alberto, Vida azarosa del Palacio de San Telmo : su historia y administración eclesiástica, Séville, Marsay, 2001 ISBN 84-95539-25-X ;
  • VAZQUEZ SOTO, José María, VAZQUEZ CONSUEGRA, Guillermo, TORRES VELA, Javier, San Telmo, biografía de un palacio, Séville, Consejería de Cultura, 1990 (N° OLCC 435364040).