Palácio de Tullgarn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Julho de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Palácio de Tullgarn

O Palácio de Tullgarn (em sueco, Tullgarns slott) é um palácio real de verão perto da baía de Häggnäsviken, localizado a 7 km de Trosa, a sul de Estocolmo, na Suécia.[1][2]
Construído em 1720[2], o palácio oferece uma mistura dos estilos rococó, gustaviano e victoriano.[3] O design de interiores é um dos mais finos da Suécia.

O Palácio de Tullgarn está associado principalmente ao rei Gustavo V da Suécia e à Rainha Vitória, que passaram seus verões no palácio durante o fim do século XIX e o começo do XX.[1] Entretanto, o palácio foi originalmente construído para o Duque Fredrik Adolf em 1770. Como Tullgarn era uma popular residência de verão em meio da realeza sueca, o palácio aloja finos exemplos de interiores provenientes de épocas diferentes e de estilos pessoais, tais como a pequena sala de visitas, decorado em 1790, o quarto de desjejum em estilo renascentista alemão de 1890 e o quarto de fumar de Gustavo V, que permaneceu intato desde sua morte em 1950.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1719, o velho castelo renascentista do século XVI foi demolido. O então conselheiro privado do monarca, Magnus Julius De la Gardie, incumbiu ao arquiteto Joseph Gabriel Destain para projetar o atual palácio, construído nos anos de 1720. O pátio, aberto para o mar, não é modificado desde 1820 e teve influência do jardim de Logården no Palácio Real de Estocolmo.

Em 1772, Tullgarn foi adquirido pela Coroa e tornou-se residência real. O Duque Fredrik Adolf, irmão mais jovem de Gustavo III, modernizou o palácio com um estilo neo-clássico, adcionando outro pavimento às alas e dando um estilo italiano para os telhados. Os interiores de Tullgarn são finos exemplos do estilo Gustaviano. Os responsáveis pelos interiores foram Louis Masreliez, Jean Baptiste Masreliez, Per Ljung e Ernst Philip Thoman.

O rei Gustavo V (então como príncipe herdeiro) assumiu a direção do palácio em 1881, juntamente com sua consorte Victoria, fazendo grandes mudanças.

Referências

  1. a b HARRISON, Dick; Mikael Gustafsson (2015). «Södermanland -Tullgarn - Gustaf V:s slott». Upplev Sveriges historia. en guide till historiska upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Bonnier fakta. p. 196-197. 318 páginas. ISBN 9789174244915 
  2. a b Ottosson, Mats; Åsa Ottosson (2008). «Tullgarn». Upplev Sverige. En guide till upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Wahlström Widstrand. p. 355. 527 páginas. ISBN 9789146215998 
  3. «Tullgarn Palace» (em inglês). Casa Real Sueca. Consultado em 25 de outubro de 2015.